• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Doctoral Thesis
DOI
10.11606/T.8.2010.tde-08112010-162614
Document
Author
Full name
Marcos Barros de Souza
E-mail
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
São Paulo, 2010
Supervisor
Committee
Galvani, Emerson (President)
Amorim, Margarete Cristiane de Costa Trindade
Azevedo, Tarik Rezende de
Conti, Jose Bueno
Mariano, Zilda de Fátima
Title in Portuguese
Influência de lagos artificiais no clima local e no clima urbano: estudo de caso em Presidente Epitácio (SP)
Keywords in Portuguese
Clima local
Clima urbano
Lagos artificiais
Presidente Epitácio
Temperatura do ar
Umidade relativa do ar
Abstract in Portuguese
Nas últimas décadas tem sido temática de estudos as alterações realizadas no meio ambiente urbano e as variabilidades climáticas que ocorrem a partir das intervenções, principalmente no que se refere à formação de lagos artificiais para construção de usinas hidrelétricas. As transformações antrópicas de um determinado espaço físico podem ocasionar variações nos atributos climáticos, como a umidade relativa do ar e a temperatura do ar, dentre outros. O objetivo geral desta pesquisa foi verificar as possíveis alterações no clima local e do clima urbano da cidade de Presidente Epitácio, localizada no extremo oeste do Estado de São Paulo, devido à formação do lago artificial para a construção da Usina Hidrelétrica Engenheiro Sérgio Motta (Porto Primavera), utilizando registros da temperatura do ar e da umidade relativa do ar em um transecto da margem do lago passando pela área urbana até o ambiente rural circunvizinho, analisando as variáveis temporal, espacial e horária em diferentes períodos do ano (primavera, verão, outono e inverno), bem como a análise dos desvios da temperatura do ar e da umidade relativa do ar, entre os postos localizados próximos ao lago, na área intra-urbana e na área rural. A área de estudo constitui o município de Presidente Epitácio (SP) e o lago artificial foi formado pelo represamento das áreas do rio Paraná, na divisa entre os Estados de São Paulo e de Mato Grosso do Sul. A região possui clima tropical com verão úmido e inverno seco, registrando temperaturas máximas de 40°C e mínimas de 10°C, tendo os meses chuvosos de novembro a março com pluviosidade média anual de 1.200mm a 1.400mm e umidade relativa do ar de cerca de 80%. Para a coleta de dados realizada entre setembro de 2008 e setembro de 2009, sendo trinta dias em cada estação (primavera, verão, outono e inverno), foram utilizados sensores digitais de temperatura do ar e de umidade relativa do ar da marca StowAway, instalados em sete postos. Na variação da temperatura do ar entre os postos da área intra-urbana, da área de influência do lago e da área rural foi possível verificar que nos horários de maior produção de energia, ou seja, durante o período diurno as diferenças das amplitudes diminuem e no período noturno aumentam, devido ao volume de energia produzida no período diurno e dissipação desta energia no período noturno. Na variação da umidade relativa do ar entre os postos da área intra-urbana, da área de influência do lago e da área rural verificou-se que as amplitudes são maiores durante o período noturno, sendo menores durante o período diurno, ou seja, as amplitudes higrométricas são menores na área de influência do lago e na área rural do que na área intra-urbana. Conclui-se que, apesar de não haver valores significativos entre os postos, a presença do lago não contribui para o aumento da temperatura do ar e da umidade relativa do ar, porém funciona como um maior equilíbrio térmico e higrométrico.
Title in English
Influence of artificial lakes in local climate and urban climate: a case study in Presidente Epitácio (SP)
Keywords in English
Air temperature
Artificial lakes
Local climate
Presidente Epitácio
Relative humidity
Urban climate
Abstract in English
In the last decades it has been subject of studies the changes urban environment and the climate variability that occur from interventions, especially as regards the formation of artificial lakes for hydroelectric plants. The anthropogenic transformation of a given physical space can cause variations in climatic attributes such as relative humidity and air temperature, among others. The objective of this research was to investigate the possible changes in local weather and climate in the city of Presidente Epitácio, located in the extreme west of São Paulo, due to the formation of an artificial lake to build the hydroelectric plant Engenheiro Sérgio Motta (Porto Primavera), using records of air temperature and relative humidity in a transect from the shore through the urban area to the surrounding rural environment, analyzing the temporal, spatial and hourly variables at different times of year (spring, summer, autumn and winter), as well as analysis of the deviations of air temperature and relative humidity between stations located near the lake in the intra-urban and rural areas. The study area is the city of Presidente Epitácio (SP) and the artificial lake was formed by damming the areas of the Paraná river on the border between the states of São Paulo and Mato Grosso do Sul. The region has tropical climate with wet summer and dry winter, recording maximum temperatures of 40°C and minimum 10°C in the rainy months from November to March with average annual rainfall of 1,200mm to 1,400mm and relative humidity of about 80%. For data collection conducted between September 2008 and September 2009, with thirty days in each season (spring, summer, autumn and winter), digital sensors for air temperature and relative humidity of the StowAway brand were used and installed in seven stations. The variation of air temperature between the positions of intra-urban area, of near de lake area and of the rural area it was verified that at times of increased energy production. During daytime differences of amplitudes decrease and increase at night due to the volume of energy produced during the day and dissipation of energy at night. Regarding the variation of relative humidity between the positions of intra-urban area, of near the lake and the rural area it was found that the amplitudes are larger during the night, being low during daytime. The the amplitudes are smaller hygrometric in the influence area of the lake and the rural area than in intra-urban area. We conclude that, although no significant values among the sites, the presence of the lake does not contribute to the increase of air temperature and relative humidity, but contributes to a better thermal and hygrometric balance.
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
Publishing Date
2010-11-08
 
WARNING: The material described below relates to works resulting from this thesis or dissertation. The contents of these works are the author's responsibility.
  • GALVANI, E., e SOUZA, Ivonete de Almeida. Representação gráfica dos elementos do Clima: estudo comparativo entre Maringá, PR e Botucatu, SP. Geousp [online], 2006, vol. 18, nº 1, p. 1-10. Dispon?vel em: http://www.geografia.fflch.usp.br/.
  • SOUZA, M. B., MARIANO, Z. F., e GALVANI, E. Influência de lagos artificiais no clima local e no clima urbano: estudo de caso em Presidente Epitácio (SP). Revista GeoNorte, 2012, vol. 2, p. 391-400.
  • SOUZA, Marcos Barros de, MARIANO, Zilda de Fátima, e GALVANI, E. Influência de lagos artificiais no clima local e no clima urbano estudo de caso em Presidente Epitácio (SP). Revista GeoNorte [online], 2012, vol. 5, p. 391-400. Dispon?vel em: http://www.revistageonorte.ufam.edu.br/index.php/edicao-especial-climatologia.
  • SOUZA, Ivonete de Almeida, GALVANI, E., e ASSUNÇÃO, Hildeu Ferreira da. Estudo comparativo entre elementos meteorológicos monitorados por estações convencional e automática na região de Maringá, Pr [doi:10.4025/actascitechnol.v25i2.2220]. Acta Scientiarum (UEM) (Cessou em 2002) [online], 2004, vol. 25, nº 2, p. 203-207.
  • SOUZA, Jorge Washington de, et al. Alteração do Saldo de Radiação, temperatura e Umidade relativa do ar em Ambiente protegido com cobertura de polietileno difusor de luz. Revista Brasileira de Agrometeorologia [online], 2005, vol. 13, nº 1, p. 1-10. Dispon?vel em: www.sbagro.org.br/rbagro.
  • SOUZA, Jorge Washington de, et al. Alterações da temperatura e umidade relativa do ar em ambiente protegido com cobertura de polietileno difusor de luz. Revista Brasileira de Agrometeorologia, 2002, vol. 1, p. 1-9.
  • SOUZA, Ivonete de Almeida, e GALVANI, E. Análise estatística das precipitações pluviais em região de transição climática: Maringá e Campo Mourão, PR. In VIII Simpósio Brasileiro de Climatologia Geográfica, Alto Caparaó, MG, 2008. Evolução Tecnológica e Climatologia.Uberlândia : Instituto de Geociências, Universidade Federal de Uberlândia, 2008. Dispon?vel em: http://www.ig.ufu.br/8SBCG/.
  • SOUZA, Ivonete de Almeida, e GALVANI, E. Clima e produtividade da cultura da cana-de-acúcar na microrregião de Campo Mourão, PR, Sul do Brasil. In VI SEMINÁRIO LATINO-AMERICANO DE GEOGRAFIA FÍSICA, II SEMINÁRIO IBERO-AMERICANO DE GEOGRAFIA FÍSICA, Coimbra, 2010. Sustentabilidade da Gaia: ambiente, ordenamento e desenvolvimento..Coimbra : Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, 2010. Dispon?vel em: http://www.uc.pt/fluc/cegot/VISLAGF.
  • SOUZA, Ivonete de Almeida, e GALVANI, E. Comportamento das chuvas entre região de transição climática e anos com anormalidades. In SIMPEC - CDEC - I Simpósio Paranaenses de Estudos Climáticos, Campo Mourão, 2008. Passado, presente e futuro.Campo Mourão : Faculdade Estadual de Letras e Ciências Humanas - FECILCAM, 2008.
  • SOUZA, Ivonete de Almeida, e GALVANI, E. Condições termo-pluviométricas e a cultura da cana-de-açúcar na microrregião de Campo Mourão, PR. In Seminário Internacional em Homenagem a Pierre Monbeig, São Paulo, 2008. Seminário Internacional em Homenagem a Pierre Monbeig.São Paulo : Departamento de Geografia, FFLCH/USP, 2008.
  • SOUZA, Ivonete de Almeida, e GALVANI, E. Diagnóstico da rede de estação meteorológica no estado do Paraná, 1889 a 2003. In VI Simpósio Brasileiro de Climatologia Geográfica, Aracajú - SE, 2004. Diversidades Climáticas.Aracajú - SE : Associação Brasileira de Climatologia, 2004.
  • SOUZA, Ivonete de Almeida, e GALVANI, E. Estudo comparativo da dinâmica da precipitação pluvial em área de transição climática entre Maringá e Campo Mourão, PR. In XII Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada, Natal, 2007. Natureza, Geotecnologia e Ética na Gestão do Território.Natal : Departamento de Geografia - UFRN, 2007. Dispon?vel em: http://www.cchla.ufrn.br/sbgfa12.
  • SOUZA, Ivonete de Almeida, e GALVANI, E. Evolução qualitativa e quantitativa da rede de estações meteorológicas no estado do Paraná, de 1889 a 2006. In VII Simpósio Brasileiro de Climatologia Geográfica, Rondonópolis - MT. Os Climas e a produção do Espação no Brasil.Rondonópolis - MT : Associação Brasileira de Climatologia Geográfica e Universidade Federal do Mato Grosso - UFMT, 2006.
  • SOUZA, Ivonete de Almeida, e GALVANI, E. Relações entre desvios de precipitação e produtividade da cultura da cana-de-acucar na microrregião de Campo Mourão, PR. In XII Encontro de Geógrafos da América Latina - EGAL, Montevideo, 2009. Caminhando por uma América Latina em transformação..Montevideo : Easy Planers, 2009. Dispon?vel em: http://www.egal2009.com.
  • SOUZA, Ivonete de Almeida, e GALVANI, E. Variabilidade Climática e sua influência na cultura da cana-de-açucar na região norte e noroeste do Paraná, período de 1990 a 2006. In IV Seminário de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Geografia Física - SEPEGE, São Paulo, 2009. Teoria e Praxis.São Paulo : Programa de Pós-Graduação em Geografia Física, 2009.
  • SOUZA, Ivonete de Almeida, e GALVANI, E. Variabilidade hídrica e produtividade da cultura de cana-de-açúcar na microrregião de Campo Mourão. In IX Simpósio Brasileiro de Climatologia Geográfica, Fortaleza, 2010. Climatologia e Gestão do Território.Fortaleza : UFC, 2010. Dispon?vel em: http://www.ixsbcg.com.br.
  • SOUZA, Ivonete de Almeida, GALVANI, E., e ASSUNÇÃO, Hildeu Ferreira da. Avaliação de elementos meteorológicos monitorados por estações convencional e automática. In IX REUNIÓN ARGENTINA DE AGROMETEOROLOGIA, Córdoba - AG, 2002. CD ROM.Córdoba - AG : Sociedade Argentina de Agrometeorologia, 2002.
  • SOUZA, Ivonete de Almeida, GALVANI, E., e ASSUNÇÃO, Hildeu Ferreira da. Avaliação de elementos meteorológicos monitorados por estações convencional e automática. In XII CONGRESSO BRASILEIRO DE METEOROLOGIA, Foz do Iguacu, 2002. CD ROM.Rio de Janeiro - RJ : Sociedade Brasileira de Meteorologia, 2002. Dispon?vel em: www.sbmet.org.br.
  • SOUZA, Marcos Barros de, e GALVANI, E. Formação de lagos artificiais e influencias em microclimas: Revisão Bibliográfica. In XII Encontro de Geógrafos da América Latina - EGAL, Motevideo, 2009. Caminhando por uma América Latina em transformação..Montevideo : Easy Planers, 2009. Dispon?vel em: http://www.egal2009.com.
  • SOUZA, Marcos Barros de, e GALVANI, E. Formação de lagos artificiais e influências em microclimas: revisão bibliográfica. In XV Encontro Nacional de Geógrafos, São Paulo, 2008. O espaço não pára: por uma AGB em movimento.São Paulo : Associação de Geógrafos Brasileiros, 2008. Dispon?vel em: http://www.agb.org.br.
  • SOUZA, Marcos Barros de, e GALVANI, E. Formação de reservatórios e influências no microclima: Estudo de caso da cidade de Presidente Epitácio, estado de São Paulo, Brasil. In VI SEMINÁRIO LATINO-AMERICANO DE GEOGRAFIA FÍSICA, II SEMINÁRIO IBERO-AMERICANO DE GEOGRAFIA FÍSICA, Coimbra, 2010. Sustentabilidade da Gaia: ambiente, ordenamento e desenvolvimento..Coimbra : Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, 2010. Dispon?vel em: http://www.uc.pt/fluc/cegot/VISLAGF.
  • SOUZA, Marcos Barros de, e GALVANI, E. Influencia da Formação de reservatórios no microclima: estudos preliminares da cidade de Presidente Epitácio, Estado de São Paulo, Brasil. In XII Encontro de Geógrafos da América Latina - EGAL, Montevideo, 2009. Caminhando por uma América Latina em transformação.Montevideo : Easy Planers, 2009. Dispon?vel em: http://www.egal2009.com.
  • SOUZA, Marcos Barros de, e GALVANI, E. Influência da formação de reservatórios no microclima: estudos preliminares de Presidente Epitácio (SP). In Seminário Internacional em Homenagem a Pierre Monbeig, São Paulo, 2008. Seminário Internacional em Homenagem a Pierre Monbeig.São Paulo : Departamento de Geografia, FFLCH/USP, 2008.
  • SOUZA, Marcos Barros de, e GALVANI, E. Influência da Formação de reservatórios no microclima:Estudo de Presidente Epitácio (SP). In IV Seminário de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Geografia Física - SEPEGE, São Paulo, 2009. Teoria e Praxis.São Paulo : Programa de Pós-Graduação em Geografia Física, 2009.
  • Souza, Wladimir de, e GALVANI, E. Determinação Preliminar de Áreas Suscetíveis à Erosão Laminar na Bacia do Rio Jacaré Guaçú SP. In XV Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada, Vitória, ES, 2013. Uso e ocupação da terra e as mudanças das paisagens.Vitória, ES : Universidade Federal do Espírito Santo - UFES, 2013. Dispon?vel em: http://www.xvsbgfa.com.br.
  • CAGNON. J. A., SOUZA, O. L. T., e GALVANI, E. Determinação do fluxo de calor latente a partir de um modelo fuzzy para o cultivo de pepineiros em ambientes protegidos. In XV Congresso Brasileiro de Agrometeorologia, Aracaju, 2007. Efeito das Mudanças Climáticas na Agricultura.Aracaju : Sociedade Brasileira de Agrometeorologia, 2007. Dispon?vel em: http://www.cbagro2007.com.br.
  • GALVANI, E., e SOUZA, Ivonete de Almeida. Quantificação em geografia física: a questão das unidades de medidas. In II Simpósio do Programa de Pós Graduação em Geografia Física, São Paulo, 2004. Perspectivas da PEsquisa em Geografia Física.São Paulo : Programa de Pós Graduação em Geografia Física, 2004. Dispon?vel em: www.geografia.fflch.usp.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
Centro de Informática de São Carlos
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2020. All rights reserved.