• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.8.2013.tde-22102013-111003
Documento
Autor
Nombre completo
Edilene da Silva Maduro
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2013
Director
Tribunal
Luchiari, Ailton (Presidente)
Furlan, Sueli Angelo
Silva, Simone Rezende da
Tuma Filho, Fadel David Antonio
Viadana, Adler Guilherme
Título en portugués
Territórios de vida e resistência: um estudo com a comunidade de Nossa Senhora do Livramento na reserva de desenvolvimento sustentável do Tupé - Manaus/AM
Palabras clave en portugués
Gestão ambiental
Populações tradicionais
Território
Unidades de conservação
Resumen en portugués
Em que pese sua relevância, as Unidades de Conservação ainda são responsáveis pela geração de impactos e conflitos nos territórios nos quais se encontram, porque provocam mudanças sociais representativas quando a sua criação não leva em consideração os saberes e os fazeres de seus moradores. Na comunidade de Nossa Senhora do Livramento, uma das seis comunidades que integram a Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé, na área rural de Manaus, vivem populações tradicionais indígenas e não indígenas que, depois de terem seus territórios transformados na referida reserva, estão passando por transformações nos seus modos de viver e se reproduzir causadas pela nova ordem de política ambiental imposta, estranha às suas práticas. Na tentativa de assegurar seus territórios contra as ameaças de perdas pelas especulações diversas que as rondam e garantir seus lugares de vida e trabalho, essas populações adotaram estratégias de uso e posse dos espaços em forma de quintais, sítios e roças. Cultivando no sistema roça-capoeira-floresta, produzem variedades de mandiocas, macaxeiras e frutíferas que se enquadram no modelo agrobiodiverso. Seus cultivos aproveitando capoeiras são percebidos como modo de deixar os solos em descanso enquanto roçam outra capoeira velha. Esse modelo está entre as boas práticas para a gestão territorial. Suas práticas de pesca, caça e extrativismo florestal, baseadas em saberes locais, lhes asseguram fontes de recursos alimentares e medicinais. Dessa maneira, ao reinventarem seus territórios de uso e abrigo e suas formas de reprodução de vida, essas populações demonstram ter um refinado modo de se relacionar com a natureza, o que lhes dá poderes para continuar onde estão. Para levantar esses dados, foi adotada a técnica da pesquisa participante, especialmente a categoria observação participante. Foram feitas várias entrevistas abertas e foi usada a técnica de análise de conteúdo para tratá-las. Esta pesquisa mostra que é possível sim haver conservação com pessoas vivendo em UCs e confirma que as estratégias que essas populações têm de delimitar territórios lhes dão resistência e poderes para continuarem onde estão e resistir às investidas de expropriação.
Título en inglés
Lands of life and resistance: a study with the Nossa Senhora do Livramento community in the Tupé Sustainable Development Reserve Manaus/AM
Palabras clave en inglés
Conservation units
Environmental management
Land
Traditional populations
Resumen en inglés
In spite of their importance, Conservation Units (CUs) are still responsible for impacts and conflicts in the areas where they are located, as they cause significant social changes when they are created without taking into account the knowledge and actions of their dwellers. In the Nossa Senhora do Livramento community, one of the six communities that form the Tupé Sustainable Development Reserve, in the rural area of Manaus, Amazonas, Brazil, traditional (indigenous and non-indigenous) communities, after having their lands turned into the aforementioned reserve, are undergoing changes with respect to their lifestyle and reproductive habits, as a result of being inflicted with a new environmental policy system that is strange to their practices. Trying to avoid all the threats of losing their lands and keep the places where they live and work, those populations have adopted strategies to use and own the places as backyards, smallholdings and clearings. By using the clearing-secondary forestforest system of cultivation, they produce varieties of maniocs, cassavas and fruits that are in accordance with the model of agrobiodiversity. Their secondary forest-based crops are seen as a way to rest the soil while they clear an old secondary forest. That model is among the good practices for land management. Their fishing, hunting and forest extraction methods are based on local knowledge and provide them with food and medicinal resources. Therefore, by reinventing the lands which they use and where they live, as well as their reproductive habits, those populations prove to have a refined way to relate with nature, which gives them the power to stay in their places. In order to obtain those data, participatory research was used, more specifically participant observation. Several open interviews were conducted and then treated using the content analysis technique. This research shows that conservation with people living in CUs is indeed possible, and confirms that strategies to delineate the lands of those populations provide resistance and power so that they can stay and face the threats of expropriation.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2013-10-22
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.