• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2004.tde-06102010-142742
Documento
Autor
Nome completo
Jaime Tadeu Oliva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Carlos, Ana Fani Alessandri (Presidente)
Alves, Gloria da Anunciacao
Barbosa, Jorge Luiz
Oliveira, Ariovaldo Umbelino de
Szmrecsanyi, Maria Irene de Queiroz Ferreira
Título em português
A Cidade sob Quatro Rodas. O automóvel particular como elemento constitutivo e constituidor da cidade de São Paulo: o espaço geográfico como componente social
Palavras-chave em português
Dimensão espacial das sociedades
Espaço geográfico
Núcleos de baixa territorialização
Redes Geográficas
Urbanidade
Resumo em português
Tendo como referência uma concepção de Geografia que assume que o espaço geográfico é componente constituinte da sociedade, uma instância da sociedade (Milton Santos) ou uma dimensão transversal da sociedade (Jacques Lévy), o trabalho procura qualificar a reestruturação da cidade de São Paulo (que se inicia nos anos 1980) a partir da imensa disseminação do uso do automóvel particular. O trabalho investe na caracterização da natureza dos novos espaços produzidos como resultado da relação cidade automóvel, do mesmo modo que avalia como a cidade é inflexionada pelos espaços do automóvel. A referência específica para essa caracterização é a definição de cidade como espaço principal de convivialidade humana, processo esse apreendido pelo conceito de urbanidade e como a forma mais eficiente de administração da distância espacial (Jacques Lévy), cujos espaços se estruturam de dois modos principais: a forma territorial (predomínio da contigüidade) e a forma reticular (redes, predomínio lacunar). A difusão do automóvel favorece, em São Paulo, a formação de redes geográficas que fragmentam a cidade e criam um horizonte de separações e segregações. Nessa reconfiguração da cidade a estrutura espacial mais característica é o que denominamos de núcleos de baixa territorialização associados ao uso do automóvel. São núcleos de rede que negam a cidade, assim como os subúrbios americanos negavam os centros das cidades americanas. Funcionam como se fossem subúrbios encravados no interior do núcleo denso da cidade. Por essa razão esses núcleos de baixa territorialização (mantém um baixo nível de relações com os espaços contíguos) também são denominados por nós como subúrbios internos. Essa reestruturação rebaixa a urbanidade da cidade, deteriorando os espaços públicos e abrindo caminho para o domínio das soluções privadas frente às dificuldades das cidades.
Título em inglês
The city under four wheels. The private automobile as a constituent and constitutive element of the city of São Paulo: the geographical space as the social component
Palavras-chave em inglês
Geographic networks
Geographical space
Nuclei of low territorialization
Spatial dimension of society
Territories
Urbanity
Resumo em inglês
Taking as reference a concept of Geography that views geographical space as a building block of society, as an instance of society (Milton Santos) or a transversal dimension of society (Jacques Lévy), this paper seeks to qualify the restructuring of the city of São Paulo, begun in the 1980s, which resulted from the vast dissemination of private automobile usage. This paper addresses itself to characterize the nature of the new spaces arising from the city automobile relationship, and to assess how the city is modulated by the spaces of the automobile. Our specific reference will be the definition of city as the key space for human sociability, a process apprehended by the concept of urbanity and seen as the most efficient form of managing spatial distance (Jacques Lévy), wherein spaces are structured in two main modes: the territorial form (predominance of contiguity) and the reticular form (networks, predominance of lacunae). In São Paulo, the dissemination of the automobile contributes to establish geographical networks that fragment the city and create an urban horizon of separations and segregations. In such a framework, the most typical spatial structure comprises what we call nuclei of low territorialization, which are associated with the use of the automobile. These network nuclei deny the city, much as the U.S. suburbs negated the city centers of American towns, and function as if they were suburbs grafted into the dense nucleus of the city. For this reason, they can also be called internal suburbs, inasmuch as they maintain minimal relationships with contiguous spaces. This type of restructuring degrades the urbanity of a city, deteriorates public spaces and opens the way for the predominance of private solutions to the predicaments of cities.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-10-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.