• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2010.tde-10012011-115446
Documento
Autor
Nome completo
Thiago Araújo Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Marcos, Valeria de (Presidente)
Malagodi, Edgard Afonso
Oliveira, Ariovaldo Umbelino de
Título em português
Agroecologia como prática social: feiras agroecológicas e insubordinação camponesa na Paraíba
Palavras-chave em português
Agroecologia e geografia
Campesinato
Feiras agroecológicas
Frações territoriais camponesas
Insubordinação camponesa
Resumo em português
Tomando como base o instrumental analítico desenvolvido na Geografia, particularmente na Geografia Humana, esta dissertação apresenta uma análise de algumas feiras agroecológicas organizadas por camponeses de assentamentos e comunidades rurais localizadas na Paraíba. A investigação de aspectos relativos ao processo de formação das feiras agroecológicas analisadas, bem como de elementos específicos da organização, produção e comercialização, levou-nos a considerá-las enquanto uma estratégia configurada pelos camponeses e assessores técnicos com o propósito de viabilizar a superação de adversidades no processo produtivo e de circulação da produção agrícola. Desta maneira, como decorrência da própria investigação empreendida, as feiras agroecológicas foram equacionadas como produto de um esforço dos camponeses paraibanos dirigido à superação de mecanismos de subordinação ao capital comercial e industrial no campo. Ao constituírem-se como formas de insubordinação camponesa, as feiras agroecológicas estudadas contribuíram, em grande medida, para viabilizar um maior controle dessa parcela do campesinato sobre o trabalho familiar e seus frutos, materializando assim frações territoriais dotadas de importantes especificidades.
Título em inglês
Agro-ecology as social practice: agro-ecological fairs and peasant's insubordination in Paraíba
Palavras-chave em inglês
Agro-ecological fairs
Agro-ecology and geography
Peasant's insubordination
Peasantry
Peasants territorial fractions
Resumo em inglês
Taking as base the analytical instrumental developed in the Geography, particularly in the Human Geography, this work presents an analysis of some agro-ecological fairs organized by peasants of settlements and rural communities located in Paraiba. The investigation of relative aspects to the process of formation of the agro-ecological fairs analysed, as well as of specific elements of the organization, production and marketing, made us consider them as a strategy shaped by the peasants and technical advisers with the purpose of making feasible the overcoming of adversities in the productive process and, also, of circulation of the agricultural production. In this way, as a consequence of the undertaken investigation, the agro-ecological fairs were equated as a result of an effort of the peasants from Paraíba guided to the overcoming of mechanisms of subordination to the commercial and industrial capital in the countryside. Constituted as ways of peasants insubordination, the agro-ecological fairs studied contributed, in great measure, to make feasible a major control of this portion of the peasantry on the familiar work and its products, materializing, in this manner, territorial fractions composed by important specificities.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-01-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.