• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
10.11606/T.8.2009.tde-19022010-173301
Document
Auteur
Nom complet
Alexandre Hilário Monteiro Baia
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2009
Directeur
Jury
Carlos, Ana Fani Alessandri (Président)
Alves, Gloria da Anunciacao
Damiani, Amelia Luisa
Pintaudi, Silvana Maria
Santana, Paola Verri de
Titre en portugais
Os conteúdos da urbanização em Moçambique: considerações a partir da expansão da cidade de Nampula
Mots-clés en portugais
Cidade de Nampula
Estado
Grupo domiciliar
Ocidentalização
Urbanização desigual
Resumé en portugais
A expansão da cidade de Nampula produz uma realidade a partir da qual se pode construir um entendimento sobre as tendências da urbanização em Moçambique. A reflexão apresentada expõe a urbanização em Moçambique como momento da ocidentalização e como processo que produz uma realidade urbana específica que contempla a ruralidade; especificidade explicada a partir das contradições produzidas pela: ocidentalização que procura produzir um espaço que reproduz o modo de vida determinado pela industrialização e; pela persistência do modo de vida, derivado das sociedades africanas pré-coloniais, cuja reprodução apóia-se sobre o sistema de linhagem. A coexistência dos dois modos de vida é organizada e controlada pelo Estado centralizador num movimento de reprodução da sua hegemonia sobre o espaço. O resultado é um espaço diferencial produto da urbanização desigual. Nesse contexto, a paisagem da cidade de Nampula revela as desigualdades entre áreas onde o espaço construído tem características das cidades ocidentais concebidas durante a colonização portuguesa e aquelas áreas onde a urbanidade é incipiente pela ausência ou deficiência de serviços e infra-estruturas urbanos. A explicação da urbanização desigual passa pelo entendimento da contradição transformação/persistência dos conteúdos do urbano. A especificidade do urbano em Nampula ainda é explicada pela simultaneidade de diferentes lógicas das relações sociais monetarizadas (capitalista); centrada na solidariedade e integração comunitária (do grupo domiciliar) e; da reprodução das elites no poder (do Estado). Essas lógicas determinam a coexistência de diferentes modos de acesso à habitação e ao solo urbano e, através das desigualdades de renda, produzem um espaço urbano diferencial.
Titre en anglais
The contents of urbanization in Mozambique: considerations from the expansion of the city of Nampula
Mots-clés en anglais
Domicile group
Nampula city
State
Unequal urbanization
Westernization
Resumé en anglais
The expansion of Nampula city produces a reality from which it is possible to construct an understanding about the urbanization tendencies in Mozambique. The reflection presented exposes the urbanization in Mozambique as a moment of westernization as well as a process that produces a specific urban reality which contemplates the rural life; specificity explained from the contradictions produced by: the westernization that seeks to produce a space which reproduces the life style determined by the process of industrialization and; the persistency of the life style derived from pre-colonial African societies reproduction of which is based upon the lineage system. The coexistence of the two kinds of life style is organized and controlled by centralized State into a movement of its reproduction hegemony upon space. The result is a differential space as a product of unequal urbanization. In that context the landscape of Nampula city reveals the inequalities between areas where the constructed space has western cities shape conceived during the Portuguese colonization and that areas where the urbanity is incipient by the absence or deficiency of urban services and infrastructures. The explanation of the unequal urbanization passes through the understanding of the contradiction transformation/persistency of the urban contents. The specificity of the urban (reality) in Nampula is still explained by the simultaneity of different logics of the social relations mediated by money (capitalist); centred in communitarian solidarity and integration (of the domicile group) and; of the reproduction of the elite on the power (of State). Those logics determine the coexistence of different access ways to the habitation and urban land and, through the rent inequalities they reproduce a differential urban space.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2010-03-09
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
Centro de Informática de São Carlos
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2020. Tous droits réservés.