• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2011.tde-20062012-150427
Documento
Autor
Nome completo
Mayka Danielle Brito Amaral
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Bombardi, Larissa Mies (Presidente)
Monteiro, Maurílio de Abreu
Oliveira, Ariovaldo Umbelino de
Título em português
Monopolização do território e carvoejamento na Amazônia: a produção do carvão vegetal nos assentamentos e acampamentos de reforma agrária e nas carvoeiras tradicionais de Rondon do Pará
Palavras-chave em português
Monopolização do território. Carvoejamento. Amazônia. Rondon do Pará. Assentamentos e acampamentos r
Resumo em português
O presente trabalho versa sobre o processo de monopolização do território pelo capital, materializado nas indústrias siderúrgicas, a partir da atividade de carvoejamento realizada no município de Rondon do Pará, localizado no sudeste do estado do Pará, na Amazônia brasileira. As indústrias siderúrgicas constituem a materialização do capital, caracterizado como desigual, combinado e contraditório, que ao se implantarem na Amazônia promoveram uma relação de subordinação de diversos sujeitos sociais em diferentes municípios, para produzirem o carvão vegetal. Dentre esses municípios, este trabalho destaca a realidade de Rondon do Pará, que produz o carvão vegetal desde o início da produção da siderurgia na Amazônia. Dessa maneira, buscou-se caracterizar e analisar o processo de monopolização do território a partir da atividade de carvoejamento nesse município, onde se verificou que a produção do carvão vegetal tem sido realizada através de relações de produção capitalistas assalariadas, e de relações não-capitalistas camponesas de produção. Além de se produzir carvão da forma tradicional, por meio do reaproveitamento do resíduo de serraria e da pecuária, do desmatamento primário e secundário, essa atividade foi introduzida nos assentamentos e acampamentos rurais de reforma agrária, e tem substituído a produção de alimentos. Dessa forma, notou-se que a monopolização do território pelas indústrias siderúrgicas, a partir da atividade de carvoejamento, é realizada através da apropriação da renda camponesa da terra e da extração da mais-valia, tanto nas carvoeiras tradicionais quanto nas carvoeiras localizadas no interior dos assentamentos e acampamentos rurais de reforma agrária no município de Rondon do Pará.
Título em inglês
Monopolization of the territory and charcoal production in Amazon: the charcoal production in settlements and camps of agrarian reform and in the traditional charcoal production areas in Rondon do Pará-PA
Palavras-chave em inglês
Territory monopolization. Charcoal production. Amazon Rainforest. Rondon do Pará. Rural settlements
Resumo em inglês
The paper concerns the territory monopolization process by the capital, present in steel industries, starting from the charcoal production that takes place in the city of Rondon do Pará, located southeastern of the state of Pará, in the Brazilian Amazon. The steel industries constitute the capital materialization, considered uneven, combined and contradictory, that when implemented in the Amazon promoted a subordination relationship of several social actors in different cities, for the production of charcoal. Among these cities, this paper emphasizes the reality of Rondon do Pará, which produces charcoal since the beginning of the steel production in the Amazon. Thus, it was sought to characterize and analyze the territory monopolization due to the charcoal production activity in this city, where it was verified that such production has taken place though employment capitalist production relations and rural non-capitalist production relations. In addition to the traditional charcoal production, through reuse of sawmills and livestock waste, and primary and secondary deforestation, this activity has been introduced in the land reform rural settlements and camps and has substituted food production. Thus, the territory monopolization by the steel industries, starting from the charcoal production, takes place through the appropriation of land peasantry income and surplus value extraction, in traditional charcoal production areas as well as in charcoal production areas located in the interior of land reform rural settlements and camps in the city of Rondon do Pará.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-06-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.