• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2016.tde-15082016-112609
Documento
Autor
Nome completo
Idelma Aparecida Ferreira Novais
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Ricupero, Rodrigo Monteferrante (Presidente)
Cantarino, Nelson Mendes
Ferlini, Vera Lucia Amaral
Mascarenhas, Maria José Rapassi
Sousa, Avanete Pereira
Título em português
A mesa de inspeção do açúcar e tabaco da Bahia, 1751-1808
Palavras-chave em português
Administração
Agricultura
Comércio
Inspeção
Transporte
Resumo em português
Esta tese tem como objetivo analisar a Mesa de Inspeção do Açúcar e Tabaco da Bahia entre os anos de 1751, ano de sua criação, até 1808, quando ocorreu a abertura dos portos Brasil ao comércio internacional e, portanto, o fim do exclusivo colonial e de mudanças estruturais da comercialização dos produtos coloniais. Foram instaladas em algumas capitanias como Pernambuco, Maranhão, Rio de Janeiro e Bahia. Era um órgão administrativo e centralizador, que constituiu um importante instrumento da política mercantilista da Coroa. Esta instituição tinha o objetivo de assegurar o rendimento e controle as atividades produtivas e comerciais da colônia, visando garantir a manutenção do exclusivo colonial. Dentre as suas diferentes atribuições, podemos destacar a preocupação e empenho da Mesa de Inspeção da Bahia na melhoria da qualidade dos produtos, principalmente o açúcar, tabaco e algodão, como também sua atuação para auxiliar os senhores de engenho e lavradores com as novas técnicas de cultivo, produção do açúcar, armazenamento e comercialização. A Mesa também era responsável pelo desenvolvimento de projetos destinados às experiências agrícolas, como o cultivo de produtos oriundos da África e Ásia, a exemplo da pimenta e o cultivo de amoreiras para criação do bicho da seda e de outros gêneros como o arroz, o linho e café. Além disso, era encarregada pela Coroa de combater o descaminho e contrabando que eram intensamente praticados na Capitania da Bahia. O tema se insere no quadro das políticas adotadas pelo Marques de Pombal, orientadas para a revitalização do comércio português na segunda metade do século XVIII, tendo como resultado uma série de medidas conhecidas como Reformas Pombalinas. Durante sua atuação, a Mesa protagonizou conflitos entre produtores, comerciantes e funcionários da coroa de outros órgãos da administração colonial, que procuravam defender seus próprios interesses e agiam, na maioria das vezes, de forma resistente e, até mesmo, contrária a Mesa de Inspeção.
Título em inglês
The inspection Bureau of sugar and Bahia Tobacco, 1751-1808
Palavras-chave em inglês
Administration
Agriculture
Inspection
Trade
Transport
Resumo em inglês
This thesis aims to analyze the Mesa de Inspeção do Açúcar e Tabaco da Bahia between the years of 1751, year of its creation until 1808, when there was the opening of Brazil ports to international trade and therefore, the end of colonial exclusive, structural changes in the marketing of regional products. They were installed in some captaincies as Pernambuco, Maranhão, Rio de Janeiro and Bahia. It was an administrative and an institution that centralized negotiations, which was an important instrument of the mercantilist policy of the Crown. This institution was intended to ensure the performance and control the productive and commercial activities of the colony in order to ensure the maintenance of colonial unique. Among its various responsibilities, we can highlight the concern and commitment of the Mesa de Inspeção da Bahia in improving the quality of products, especially sugar, tobacco and cotton, as well as its activities to help the planters and farmers with new techniques farming, sugar production, storage and marketing. The Mesa was also responsible for developing projects for agricultural experiences, such as the cultivation of products derived from Africa and Asia, such as the pepper and mulberry cultivation for creation of silkworm and other genres such as rice, flax and coffee. In addition, it was charged by the Crown to combat smuggling and contraband that were intensely practiced in Bahia Captaincy. The theme fits into the framework of the policies adopted by the Marques de Pombal, aimed at revitalizing the Portuguese trade in the second half of the eighteenth century, resulting in a series of measures known as Reformas Pombalinas. During its tenure, the Mesa starred conflicts between producers, traders and employees of Crown other organs of the colonial administration, who sought to defend their own interests and acted, in most cases, the resistant form and even contrary to Mesa de Inspeção.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-08-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.