• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2016.tde-22082016-113828
Documento
Autor
Nome completo
Daniel do Val Cosentino
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Arruda, Jose Jobson de Andrade (Presidente)
Gambi, Thiago Fontelas Rosado
Paula, João Antonio de
Schneider, Alberto Luiz
Silva, Roberto Pereira
Título em português
Formação do pensamento econômico brasileiro no século XIX
Palavras-chave em português
Adaptação
Difusão
Nacionalidade
Originalidade
Pensamento Econômico Brasileiro
Século XIX
Resumo em português
Este trabalho analisa a formação do Pensamento Econômico Brasileiro no século XIX. Um de seus objetivos é argumentar a favor da possibilidade da existência de pensamentos econômicos nacionais em detrimento da visão que entende a teoria econômica como universal. Além disso, sustentamos a ideia de que é possível, no caso do Brasil, abordar a questão a partir do século XIX, ao contrário de grande parte dos estudos sobre Pensamento Econômico Brasileiro, que concentram suas abordagens no século XX e na problemática da superação do subdesenvolvimento. Assim, discutimos a formação das ideias, do Brasil e suas interpretações, relacionando-as ao Pensamento Econômico Brasileiro e suas possibilidades de abordagem. Procuramos discutir teórica e metodologicamente a questão da universalidade e da nacionalidade na teoria econômica, negando a primeira e afirmando a segunda, propondo que faz sentido, além de ser fundamental, considerar a teoria econômica e seu pensamento a partir das especificidades de cada nação. Disso deriva o Pensamento Econômico Brasileiro, resultado de análises e, muitas vezes, de adaptações e da difusão de teorias produzidas em outros contextos, a partir de nossas particularidades e condição periférica, o que lhe confere originalidade e importância. A partir disso, argumentamos que ser factível abordar o tema tendo como referência o século XIX. O que nos leva a organizar, articular e sistematizar o que chamamos de Pensamento Econômico Brasileiro no século XIX, tendo como referências as análises e discussões do pensamento de José da Silva Lisboa, o Visconde de Cairu, o Ensino de Economia Política no Brasil durante o século XIX e o debate monetário entre papelistas e metalistas, enfatizando as ideias de Rodrigues Torres, Souza Franco e Mauá.
Título em inglês
Configuration of the Brazilian Economic Thought in the nineteenth century
Palavras-chave em inglês
Adjustment
Brazilian economic Thought
Diffusion
Nineteenth century
Originality
Resumo em inglês
This work analizes the configuration of the Brazilian Economic Thought in the nineteenth century. One of its aims is to argue that the existence of national economic thoughts is possible, instead of the point of view that comprehends Economic Theory as universal. Besides, we sustain the idea that the Brazilian Economic Thought can be approached considering its history in the nineteenth century, unlike a great amount of published material on the matter. Such material has as focus the approach on the twentieth century and the overwhelming underdevelopment issue. Thus, we discuss the conception of ideas originated in Brazil and their interpretations, linking them to the Brazilian Economic Thought and its possibilities of approach. It is intended, here, to discuss the universality and nationality of the Economic Theory, in a theoretical and methodological way. The aim is to deny the first and affirm the second one, proposing as reasonable and essential to consider Economic Theory and its thought regarding the specifities of every nation. The Brazilian Economic Thought flows from such idea and it is the result of analysis and, for many times, the adjustments and diffusion of theories produced in other contexts, concerning our particularities and peripheral conditions, are the elements that give originality and importance to it. Taking this into consideration, we argue that the approach whose focus is the nineteenth century is achievable. This concept leads us to the organization, articulation and sistematization of what we call Brazilian Economic Though during the nineteenth century, based on references such as exerpts of thoughts and discussions from José da Silva Lisboa, the Viscount of Cairu, Political Economy teachings in Brazil, during the nineteenth century and the currency debate between papelistas and metalistas, emphasizing the ideas by Rodrigues Torres, Souza franco and Mauá.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-08-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.