• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Pâmela de Almeida Resende
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Cancelli, Elizabeth (Presidente)
Capelato, Maria Helena Rolim
Freitas Neto, José Alves de
Loureiro, Felipe Pereira
Quadrat, Samantha Viz
Título em português
Ser um embaixador não é um mar de rosas: o sequestro de Charles Burke Elbrick no Brasil em 1969
Palavras-chave em português
Brasil
Charles Elbrick
Estados Unidos
Regime militar
Sequestro
Resumo em português
No dia 4 de setembro de 1969, integrantes da Ação Libertadora Nacional (ALN) e do Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8) planejaram e executaram, no Brasil, o sequestro do embaixador dos Estados Unidos, Charles Burke Elbrick. O objetivo imediato era a libertação de 15 prisioneiros políticos e a transmissão de um manifesto em rede nacional que trataria de denunciar a imagem pública do regime, nacional e internacionalmente. O objetivo dessa tese é investigar esse episódio a partir da compreensão das relações entre Brasil e Estados Unidos, tendo como foco as diretrizes da política norte-americana para os casos envolvendo sequestros e assassinatos de diplomatas que tiveram lugar sobretudo a partir da década de 1960. Nesse sentido, assim como as próprias ditaduras do Cone Sul, os sequestros podem e devem ser entendidos também como um fenômeno transnacional e não como acontecimentos isolados. A partir do trabalho de análise nas fontes produzidas, em ambos os países, buscamos inserir esse episódio num quadro mais geral de abordagens descortinando, por exemplo, a carreira do embaixador Charles Burke Elbrick, a redefinição da segurança diplomática norte-americana no pós-1969 e a atuação dos sujeitos envolvidos e suas distintas motivações, conflitos e interesses. Tais reconfigurações certamente não são um ponto isolado, mas figuram como fundamentais na tentativa de elucidar o alcance da negociação estabelecida, além de tornar compreensíveis as entranhas desse episódio.
Título em inglês
Being an ambassador is not always a bed of roses: the Charles Burke Elbrick kidnapping in 1969's Brazil
Palavras-chave em inglês
Brazil
Charles Elbrick
Kidnapping
Military regime
United States
Resumo em inglês
At September 4th 1969, Ação Libertadora Nacional (ALN) and Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8) members schemed and executed, in Brazil, the kidnapping of the USA ambassador Charle Burke Elbrick. Their main goal was fifteen political prisoners liberation and denounce, domestically as abroad, the regime public image through a manifest read on TV. In this thesis, we want learn more about this episode through the relationship between Brazil and United States perspective, focusing USA political guidelines for incidents evolving ambassadors kidnappings and murderers, mainly from 1960s onwards. In this sense, as well as the Southern Cone dictatorships, kidnappings like that could be regarded as a transnational event and not as isolated occasion. Through a comparative source analysis from these two countries, we aim to put this episode in a broader view, uncovering, for example, Charle Elbrick's career as ambassador, the North-American diplomatic security reconfiguration post-1969, and the role played by those evolved in this scenario as well as their motivations, interests and conflicts. These transformations surely are not isolated, but became essential to clarify the negotiation's range between Brazil and USA, in addition to make possible to understand with more accuracy this episode.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-09-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.