• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2016.tde-26082016-152822
Documento
Autor
Nome completo
Tarcísio de Souza Gaspar
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Souza, Laura de Mello e (Presidente)
Cymbalista, Renato
Marquese, Rafael de Bivar
Neves, Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das
Rodrigues, Aldair Carlos
Título em português
Tapanhuacanga em ruínas: história do Palácio Velho de Ouro Preto (c. 1660-1825)
Palavras-chave em português
Chico Rei
Escravidão
Minas setecentistas
Palácio Velho
Resumo em português
A tese investiga a história do Palácio Velho de Ouro Preto, primeira residência de governadores instalada na antiga Vila Rica, sede política da capitania de Minas Gerais a partir de 1721. Foram analisadas, em especial, a biografia de Henrique Lopes de Araújo, capitão-mor de Vila Rica entre 1713-33 e benfeitor do Palácio; a história do conflituoso processo político consumado nas entradas, na fixação e na permanência de governadores no interior do território minerador ao longo das três primeiras décadas do século XVIII; e, por fim, a história do próprio complexo arquitetônico do Palácio Velho no intervalo entre 1717, data de sua construção, e 1734 (intervalo no qual serviu por residência dos governadores da capitania) e no período seguinte, quando a propriedade passou a ser administrada pela câmara (1734-1738) e, logo depois, pela Santa Casa de Misericórdia de Vila Rica (1738-1825). A pesquisa esmiuçou os interesses envolvidos na exploração da rica lavra de ouro existente no Palácio, relacionados, sobretudo, à irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos do Alto de Padre Faria (ou Alto da Cruz), na freguesia de Antônio Dias. Os vínculos dessa confraria com o Palácio Velho estiveram na origem do mito de Chico Rei, também avaliado no trabalho. O contexto histórico que caracterizou a biografia de Henrique Lopes de Araújo e a trajetória do Palácio Velho marcou-se pelas especificidades da sociedade colonial. Dialeticamente interligadas ao mundo europeu de Antigo Regime, mas pautadas por relações sociais próprias do escravismo colonial, singularizadas ainda pela natureza da atividade mineradora, as Minas setecentistas propiciaram experiências sociais únicas. Ali, os mecanismos de ascensão social, de dominação senhorial e de resistência escrava adquiriram matizes particulares, parcialmente referenciados nas normas de Antigo Regime, porém também vinculados às relações sociais de tipo colonial impostas pela escravidão adotada em larga escala.
Título em inglês
Tapanhuacanga in ruins: Ouro Preto Old Palace History (c. 1660-1825)
Palavras-chave em inglês
Chico Rei
Eighteenth-century Minas
Ouro Preto Old Palace
Slavery
Resumo em inglês
This thesis investigates the Ouro Preto Old Palace (Palácio Velho de Ouro Preto) history, first governors residence installed in the Vila Rica, the Minas Gerais capital from 1721. It was analyzed the Henrique Lopes de Araujo biography, Vila Rica main captain between 1713-33 and the Palace benefactor, also the conflicted historical process of the "entries", fixation and permanence of governors within the mining area over the first three decades of the eighteenth century; and finally, it was studied the Old Palace history between 1717, the construction date, and 1734 (when it served for captaincy governors residence) and in the following period, when the property became administered by the camera (1734-1738) and soon after by the Santa Casa de Misericordia de Vila Rica (1738-1825). The research discusses the interests involved in the exploitation of the rich gold mining in the Palace, related mainly to the Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos do Alto de Padre Faria or Alto da Cruz, a slave brotherhood in Antonio Dias district. The link of this brotherhood with the Old Palace gave rise to Chico Rei myth also rated at work. The historical context that characterized the Henrique Lopes de Araujo biography and the Old Palace trajectory was marked by the colonial society specifities. The eighteenth-century Minas given place to unique social experiences, dialetically linked to the european Ancien Régime, but guided by the colonial slavery social relations, singled even for the mining activities nature. There the social mobility, slaveholder´s domination and slave resistance acquired a particular format, partially referenced in the Ancien Régime standards, but also linked to social relations of colonial type imposed by slavery adopted on a large scale.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-08-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.