• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2010.tde-26112010-145451
Documento
Autor
Nome completo
Erik Hörner
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Cecilia Helena Lorenzini de Salles (Presidente)
Florenzano, Modesto
Guimaraes, Lucia Maria Paschoal
Marson, Izabel Andrade
Morel, Marco
Título em português
Em defesa da constituição: a guerra entre rebeldes e governistas (1838-1844)
Palavras-chave em português
Formação do estado nacional
Império do Brasil
Minas gerais
Revolução liberal
São Paulo
Resumo em português
A bibliografia comumente apresenta a Revolução Liberal de 1842, em São Paulo e Minas Gerais, ora como dois eventos similares, mas não exatamente articulados, ora como uma rebelião única, mas sem objetivos claros e condições reais de sucesso. Em ambos os casos o movimento é encarado como pontual e fruto da ambição por poder de um grupo social abastado. No entanto, a reconstituição da trama política e militar nas províncias de São Paulo e Minas Gerais, nesse período, oferece entendimentos diversos e subsídios para pensar a prática política e a formação do Estado Nacional no Brasil da primeira metade do século XIX. Conflitos de interesse, perspectivas locais em busca de espaço político além dos limites provinciais, envolvimento significativo de cidadãos, embate entre projetos políticos são alguns dos elementos presentes no movimento armado de 1842. Tendo como ponto central o longo desenrolar da guerra entre o acirramento dos ânimos e a anistia dos rebeldes , este trabalho procura dar nova reconfiguração às relações de força e interesses existentes nos anos finais da Regência e iniciais do Segundo Reinado, particularmente entre 1838 e 1844. Por fim, pretende-se problematizar a emergência e as implicações dos confrontos armados, em especial no tocante às articulações das províncias com o governo central, explicitando-se os grupos em conflito e seus projetos, bem como aprofundar a reflexão a respeito da política imperial nessa época.
Título em inglês
In defense of the constitution: the war between rebels and government supporters (1838-1844)
Palavras-chave em inglês
Empire of Brazil
Formation of the brazilian nation-state
Liberal revolution
Minas Gerais
São Paulo
Resumo em inglês
The literature commonly presents the Liberal Revolution of 1842 in São Paulo and Minas Gerais, either as two similar events though not exactly articulated or as a single rebellion, but without clear goals and actual conditions of success. In both situations, the movement is seen as timely and fruit of greed for power from a wealthy social group. However, the reconstitution of political and military plot in the provinces of São Paulo and Minas Gerais of that period, offers different understandings and subsidies to think over the political practice and the formation of the Nation-State in Brazil during the first half of the nineteenth century. Conflicts of interest, local perspectives in search of political space beyond the provincial boundaries, meaningful involvement of citizens and the clash of political projects are some of the elements in the armed movement of 1842. With a focus over the course of the war - between the sharpening of minds and amnesty for rebels - this paper aims to give new reconfiguration to the relation between power and interests in the final years of the Regency and the early Second Empire, particularly between 1838 and 1844. Finally, we intend to discuss the emergence and implications of armed clashes, especially in relation to the joining of the provinces with the central government, explaining the conflicting groups and their projects, and deepen the discussion about the imperial policy at that time.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
2010_ErikHorner.pdf (3.17 Mbytes)
Data de Publicação
2010-11-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.