• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2008.tde-30112009-120459
Documento
Autor
Nome completo
Graziela Naclério Forte
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Eugênio, Marcos Francisco Napolitano de (Presidente)
Alambert Junior, Francisco Cabral
Reis, Paulo Roberto de Oliveira
Título em português
CAM e SPAM: arte, política e sociabilidade na São Paulo moderna, do início dos anos 1930
Palavras-chave em português
Arte e política
Clube de Artistas Modernos
Modernismo
Sociedade Pró-Arte Moderna
Resumo em português
Esta dissertação analisa as primeiras associações de artistas na cidade de São Paulo, no início dos anos 1930. Tem como foco principal o Clube de Artistas Modernos (CAM), uma agremiação que se manteve ativa desde fins de 1932 até janeiro de 1934, dissidente da Sociedade Pró-Arte Moderna (SPAM), formada por artistas e intelectuais da elite. Em uma tentativa de adequação às tendências culturais e políticas do período, o grupo visava, primordialmente, a divulgação da arte moderna e a expansão do seu público para, como conseqüência, obter tanto a liberdade ideológica como financeira, afastando-se, assim, dos mecenas e do jogo de interdependência existente entre eles. Para tanto, criou um projeto cultural amplo, abrangendo sessões musicais, danças, bailes, conferências e apresentações teatrais. A grande diversidade dos eventos baseou-se em dois eixos fundamentais: as experimentações dentro da estética modernista (novas linguagens) e a união da arte à política, visando a divulgação da ideologia de esquerda.
Título em inglês
CAM e SPAM: art, politics and sociability in Sao Paulo from early 1930
Palavras-chave em inglês
Art and politics
Clube de Artistas Modernos
Modernism
Sociedade Pró-Arte Moderna
Resumo em inglês
This work discusses the first artistic associations created in the city of São Paulo in the early 1930's. Its main focus is the Clube de Artistas Modernos (CAM) an association active between the end of 1932 and January 1934, a dissidence of the Sociedade Pró-Arte Moderna (SPAM), formed by local artists and the Paulista intellectual elite. Trying to adapt to the cultural and political tendencies of the period, the group wanted, above all, to propagate modern art and to broaden its audience in order to obtain ideological and financial freedom. CAM tried to end its dependency on the Maecenas tradition dependency, thus it created a large cultural project which included musical and dance sessions, balls, lectures, and plays. The great variety of events was based on two fundamental axis: the modernist experience (new languages) and the connection between art and politics, in order to spread the gospel of the leftist ideology.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-02-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.