• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2011.tde-31102011-103753
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Suckow Vacaro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Dias, Maria Odila Leite da Silva (Presidente)
Almeida, Heloisa Buarque de
Wadi, Yonissa Marmitt
Título em português
A Construção do Moderno e da Loucura: Mulheres no Sanatório Pinel de Pirituba (1929 - 1944)
Palavras-chave em português
História
Loucura
Mulheres
São Paulo
Século XX
Resumo em português
Na primeira metade do século XX, na cidade de São Paulo, muitas mulheres foram internadas em instituições destinadas ao tratamento de doentes mentais. No contexto da industrialização e crescimento populacional da cidade é possível observar uma grande mudança na vida cotidiana das mulheres e homens que ali viviam. A emancipação da mulher e os novos papéis destinados a esta passam a ser discutidos em todos os setores da sociedade, incluindo médicos e profissinais da saúde. A partir deste contexto esta dissertação apresenta uma investigação acerca da vida das mulheres internadas no Santório Pinel de Pirituba entre os anos de 1929 e 1944. O tema é abordado por meio da análise dos prontuários médicos produzidos acerca das pacientes, documento este que revela, além da prática médica da psiquiatria da época, os modos de vida das mulheres internadas.
Título em inglês
The Construction of the modern and madness: Women in Sanatório Pinel of Pirituba (São Paulo 1929 1944)
Palavras-chave em inglês
20th Century
History
Madness
São Paulo
Women
Resumo em inglês
In the first half of the 20th century in the city São Paulo a lot of women were put into institutions for the treatment of mental illnesses. In the context of the industrialization and the big growth of the population, the men and women living in the city faced a big change in their everyday life. The emancipation of women and the new roles that were appointedto them were soon discussed by all members of society including doctors and professionals working in the health system. Within this context, this master thesis presents a research about the lives of women who were institutionalized between 1929 and 1944 in the Sanatório Pinel of Pirituba. The subject is approched through the medical records of the female patients, not only revealing the medical practice at that time but also the way of life of the instituitionalized women.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-10-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.