• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2011.tde-07072011-130100
Documento
Autor
Nome completo
Renata Ramos Alves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Wertzner, Haydée Fiszbein (Presidente)
Gurgueira, Adriana Limongeli
Santos, Raquel Santana
Título em português
Diadococinesia oral em crianças com e sem transtorno fonológico
Palavras-chave em português
Diadococinesia
Diagnóstico
Fonoaudiologia
Produção de fala
Transtorno fonológico
Resumo em português
A diadococinesia (DDK) oral é uma medida auxiliar para a produção dos sons da fala que avalia as habilidades motoras orais, fornecendo meios de avaliar a evolução da maturação e da integração neuromotora do indivíduo. Essa pesquisa teve como objetivo descrever o desempenho das crianças com e sem transtorno fonológico na prova de DDK, verificando a relação dessa prova com os processos fonológicos e o índice de gravidade PCC-R. Participaram do estudo 124 sujeitos, com idade entre 5 e 10:8 anos, sendo divididos em subgrupos em função do diagnóstico de TF e da idade: GC 5 a 7:11 anos; GC 8 a 10:08 anos; GP 5 a 7:11 anos e GP 8 a 10:08 anos. A DDK foi avaliada por meio da repetição das sequências Pa, Ta, Ka, Pataka, Aí, Aú e Iú, sendo calculados os índices sequência por segundo e porcentagem de erros. Independentemente da sequência testada não ocorreram diferenças significantes entre o gênero dos sujeitos. As crianças do GP apresentaram maior porcentagem média de erro na produção das sequências, no entanto tal resultado apresentou diferença estatisticamente significante apenas na sequência Pataka. Nas sequências Ta, Ka e Aú, independente de grupo ou gênero, crianças de 5 a 7:11 apresentaram média de repetição de sequência por segundo menor do que as crianças de 8 a 10:08. Na sequência Pataka essa progressão foi encontrada apenas no GC. As crianças do GP, quando comparadas com o GC, produziram menos sequências por segundo na sequência Pataka na faixa etária de 8 a 10:08 anos, sendo possível estabelecer um valor de corte para essa faixa etária: 1,4 sequência por segundo. Identificou-se, então, que os sujeitos abaixo do valor de corte apresentam menor PCC-R e produzem mais processos fonológicos de Ensurdecimento de Fricativa e Simplificação de Líquidas na prova de Imitação e Ensurdecimento de Plosiva na prova de Nomeação. Foi possível concluir que crianças com Transtorno Fonológico apresentam desempenho diferente em relação à produção de movimentos repetidos e alternados, sendo a sequência Pataka a que melhor identificou essa diferença. Assim esta prova pode ser um importante instrumento de auxílio no diagnóstico do TF.
Título em inglês
Oral diadochocinesia in children with and without phonological disorders
Palavras-chave em inglês
Diadochocinesia
Diagnostics
Phonological disorder
Speech production
Speech therapy
Resumo em inglês
The oral diadochokinesia (DDK) is a helpful measure for the production of speech sounds that evaluates the oral motor skills, providing a mean of assessing the development of neuromotor maturation and integration of the individual. This study aimed to describe the performance of children with and without phonological disorders in DDK tasks, and also verifying the relationship between phonological processes and the index PCC-R. The study included 124 subjects, aged 5 years and 10:8, divided into subgroups according to age and diagnosis: children without phonological disorders-Control Group (CG) 5 to 7:11 years, CG 8 to 10:08 years; children with phonological disorders-Research Group (RG) 5 to 7:11, RG 8 to 10:08. The DDK was assessed by repeating sequences of Pa, Ta, Ka, Pataka, Aí, Aú, Iú, and the rates were calculated in sequence per second and percentage of errors. The results pointed that, regardless of the sequence tested, no significant differences between the genders of the subjects were found. The children from the RG had higher average percentage of error in the sequences production, however, statistic difference was noted only in the sequence Pataka. In sequences Ta, Ka and Aú, regardless of group or gender, children of 5 to 7:11 years had a mean repetition of sequences per second lower than children of 8 to 10:08 years. In Pataka this progression was found only in CG. The children from the RG 8 to 10:08 years, compared with GC 8 to 10:08 years, produced less sequence per second in the sequence Pataka, so was possible to establish a cutoff value for this age group: 1,4 sequences per second. This value indicated that subjects below the cutoff have lower PCC-R and produce more phonological processes of Fricative Devoicing and Liquid Simplification in the Imitation test and Plosive Devoicing in the Naming test. It was concluded that children with phonological disorder exhibit different performance in relation to the production of repeated and alternated movements. The sequence that best identified this difference was Pataka, showing that this test may be an important tool for the diagnosis of TF.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-07-07
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • WERTZNER, H. F., Alves, Renata Ramos, e RAMOS, Anne Caroline O. Análise do desenvolvimento das habilidades diadococinéticas orais em crianças normais e com transtorno fonológico [doi:10.1590/S1516-80342008000200007]. Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia [online], 2008, vol. 13, p. 136-142.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.