• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2017.tde-19012017-135903
Documento
Autor
Nome completo
João Vinicius de Almeida Braga
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Santos, Marcello Modesto dos (Presidente)
Miranda, Maximiliano Guimarães
Negrão, Esmeralda Vailati
Santos, Raquel Santana
Silva, Maria Cristina Figueiredo
Título em português
Tipos de tópicos em português brasileiro: um olhar prosódico-sintático
Palavras-chave em português
Analise sintática
Fonologia
Português do Brasil
Prosódia
Resumo em português
O presente trabalho levanta a questão da derivação sintática em diferentes contruções de tópico. Essa diferenciação foi estabelecida por Frascarreli & Hinterhölzl (2007) com base na abordagem de Rizzi (1997) que propõe uma estrutura mais articulada para o complexo CP. Assim Frascarelli & Hinterhölzl (2007) realizam um levantamento de corpora determinando três tipos de tópico em sentenças do italiano e do alemão, a saber: a) Tópico conversacional (aboutness topic): informação que é o tema da sentença (REINHART, 1981); b) Tópico contrastivo: constituinte que cria um par opositivo a outro tópico (CHAFE, 1987) c) Tópico familiar: constituinte acessível, geralmente realizado em uma forma pronominal (PESETSKY, 1987). Para dar uma ideia do problema considere os exemplos, abaixo: 1) O JOÃO (*ele) leu o livro de sintaxe (não o Pedro). Foco contrastivo 2) O livro de sintaxe, o João leu ø/ele ontem. Tópico 3) O João, ele leu o livro de sintaxe. Tópico 4) O João, ø leu o livro de sintaxe ontem. Tópico Os autores avaliam o contorno entoacional de cada uma das construções (2 e 3) e a sentença (4) que coloca uma ambiguidade estrutural entre moviemnto e geração na base. Os autores, então, propõem que todas sejam geradas na base deixando a estrutura de cujo sintagma é inequivocamente movido para a expressão de foco, sentença (1). Com base nesse trabalho realizamos um estudo comparativo entre as estruturas de tópico em PB. Contrapomos a entoação de sentenças como as decritas acima e avaliamos se existe um melhor tratamento sintático para tais estruturas, seja derivação via movimento, ou geração na base. No primeiro capítulo apresentamos o problema e a arquitetura da fonética articulatória, autossegmental e métrica e prosódica que embasam o estudo. Em seguida apresentamos alguns estudos já realizados nessa matéria que contam com a descrição prosódica de sentenças neutras do PB e sentenças com foco prosódico sobre o sujeito, além de sentenças com tópicos já levantadas em pesquisas anteriores. No segundo capítulo apresentaremos a teoria sintática que ampara nosso entendimento das estruturas envolvidas e o tipo de derivação em jogo. A teoria gerativa formulada por Chomsky servirá como guia balizador da derivação, especialmente a partir do programa minimalista (COMSKY 1995 e posteriores) Após essa introdução aprsentaremos algns estudos sobre esse conjunto de sentenças os possíveis caminhos a serem seguidos. No terceiro capítulo descrevemos o experimento, no quarto apresentamos e discutimos os resultados. Por fim, o quinto e último capítulo oferece um panorama geral do que foi exposto e as conclusões.
Título em inglês
Topics in Brazilian Portuguese: a study on phonology and prosodic structure
Palavras-chave em inglês
Brazilian Portuguese
Phonology
Prosody
Syntactic analysis
Resumo em inglês
This study is about different topic constructions and their darivations. This differentiation was established by Frascarreli & Hinterhölzl (2007) based on the approach developed by Rizzi (1997), which proposes a more articulated CP structure. So Frascarelli & Hinterhölzl (2007) conducted corpora syrvey and unveal three types of topics in the Italian and German: a) shifting topic (aboutness topic): information that is the subject of the sentence, relativaly (Reinhart, 1981); b) contrastive topic: a phrase that creates a opposition to another pharse (Chafe, 1987) c) familiar topic: a given or accessable constituint (PESETSKY, 1987). To give an ideato this problem, please, consider the examples, below: 1) JOHN (* he) reads the syntax book (not Peter). Contrastive focus 2) The syntax book, John read ø / it yesterday. Topic 3) John, he read the syntax book. Topic 4) John ø syntax read the book yesterday. Topic These sentences ar all fine in BP. Sentence (1) can not have the strong pronoun. Sentence (2) is accetable in both forms either with a strong pronoun or wth the empity category. Sentence (3) is accetable because John is based generated at spell out. Sentence (4) is ambiguous bettween movment or base generation. The authors evaluate the intonation of each one of the structures like (2, 3 and 4) and propose that: they are all based generated leaving the derivation via movment to express focus, sentence (1). Based on this work, we carried out a comparative study of the topic structures in BP. Analizing sentences like (2-4) we stabilishs the intonational contour of them and look for a better treatment for such syntactic structures: derivation via movement, or base generation. In the very first chapter we present the problem and the architecture of the phonetic articulation, the autossegmental and metric phonology and prosodic structure that will guide this study. Then, some previous studies in this area are show wtih the descriptions of the PB neutral sentences and sentences with prosodic focus on the subject, and, also, sentences with already raised topics in the recent past. In the second chapter, we will present the syntactic theory that supports our understanding of the structures involved here and the type of analisys envolved. The generative theory formulated by Chomsky will serve as base line, especially from the Minimalist Program (COMSKY 1995 and laters). After this introduction, we will present some findings on this set of sentences and two possible paths to follow. In the third chapter we describe the experiment, in the fourth we present and discuss the results. Finally, the fifth and final chapter offers an overview of the foregoing and the conclusions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-02-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.