• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2011.tde-27102011-090503
Documento
Autor
Nome completo
Carolina Tomasi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Pietroforte, Antonio Vicente Seraphim (Presidente)
Beividas, Waldir
Martins, Luiz Geraldo Ferrari
Título em português
A Missividade: por uma gramática tensiva da semiótica de HQs
Palavras-chave em português
Estética
Fazer missivo
História em quadrinhos
Retórica
Ritmo
Semiótica tensiva
Resumo em português
Esta dissertação ocupa-se do estudo da missividade, utilizando como corpus as HQs de Território de bravos, de Luiz Gê. Seu objetivo principal é examinar a emissividade e a remissividade como elementos fundadores de uma gramática tensiva nas narrativas dos quadrinhos. Inicialmente, abordamos a paixão da obstinação como constituidora do éthos do enunciador. Como a obstinação revela a cifra tensiva da continuidade da parada causada pela tonicidade do antissujeito no percurso do sujeito, tornou-se relevante fazer o levantamento de quadrinhos emissivos e remissivos nas HQs. O resultado encontrado de 75,47% de quadrinhos de dominância remissiva endereçou-nos para a teoria da missividade de Zilberberg. Essa teoria dá sustentação às análises empreendidas nesta dissertação e possibilitou-nos a constatação de que é o jogo do fazer missivo que estrutura as HQs. Examinamos comparativamente duas HQs de direções diversas: uma de dominância remissiva e outra de dominância emissiva e verificamos a pertinência do estudo da função do antissujeito, que é de desarranjador da ordem sujeito objeto. Ele seria responsável por impulsionar o percurso narrativo, assim como impulsiona a paixão da obstinação no enunciador. Não houvesse a presença do antissujeito, a relação entre sujeito e objeto caminharia para o exaurimento da narrativa, ou seja, uma harmonia absoluta. Posteriormente, com apoio na teoria da missividade, verificamos a oportunidade de pesquisar o ritmo e a retórica nas HQs como outros fatores tensivos engendradores do sentido. Examinamos, ainda, a aceleração e desaceleração promovedoras desse ritmo das HQs e chegamos ao estabelecimento de um paralelo entre as HQs de Luiz Gê e as estéticas clássica e barroca. Esses conceitos implicaram uma revisão da retórica sob o ponto de vista tensivo. Daí, o interesse deste trabalho pelos tropos metafóricos e metonímicos aqui vistos segundo as cifras tensivas da aceleração e desaceleração, respectivamente.
Título em inglês
The missivity: by a tensive grammar semiotics of comics
Palavras-chave em inglês
Comics
Esthetics
Missive making
Rhetoric
Rhythm
Tensive semiotics
Resumo em inglês
The purpose of this work is to study the missivity, using as a corpus Luiz Gês Território de bravos comics. The main purpose is to examine emissivity and remissivity as founding elements of a tensive grammar in the narratives present in the comics. Initially, we broach the obstinate passion as constituting the éthos of the enunciator. Once obstinacy reveals the tensive cipher in the continuity of the pause caused by antisubjects tonicity in subjects way, it became relevant to collect emissive and remissive drawings in Gês comics. The conclusion of the survey 75.47% of prevalent remissive drawings has brought us to Zilberbergs missivity theory. This theory supports the analysis undertook in this work and provided the means to us to testify that the missive playing structures comics. We examined in comparative terms two comic stories which go along two diverse ways: one of them in remissive dominance, the other in emissive dominance; we found pertinence in the study of antisubjects function that is, to derange the subject object sequence. This antisubject would account for impelling the narrative way, as well as He impels enunciators obstinate passion. If the antisubject was not present, the subject-object would go to a depletion of the narrative, that is, an absolute harmony. Afterwards, supported by the missivity theory, we could verify the convenience of researching the rhythm and rhetoric in the comics as other tensive factors that originate sense. We still examined the acceleration and deceleration that promote that rhythm in the comics, and this way could establish a comparison between Luiz Gês stories and classic and baroque esthetics. These concepts implied a revision of the rhetoric under a tensive point of view. Thus this work concerns itself with the metaphorical and metonymical tropos here seen in conformity with, respectively, acceleration and deceleration tensive ciphers.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-10-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.