• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2011.tde-31102011-132738
Documento
Autor
Nome completo
Juliana di Fiori Pondian
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Ferreira, Mario (Presidente)
Lopes, Ivã Carlos
Prado, João Batista Toledo
Título em português
A forma da palavra: poesia visual sânscrita, grega e latina
Palavras-chave em português
Linguística
Literatura clássica
Poesia
Semiótica
Visualidade
Resumo em português
Em nossos dias, considera-se a articulação entre expressão e conteúdo no poema um dos traços mais importantes da criação poética. Desde a eclosão dos movimentos estéticos de vanguarda do século XX, que procuraram romper com os discursos tradicionais e as formas canônicas do verso, a tensão palavra/som/imagem tem sido um vetor construtivo por excelência da criação poética, sendo a poesia visual uma das formas de arte que mais difusão apresentou nas últimas décadas. A presente pesquisa procura demonstrar que, mais que um traço característico da criação poética moderna, a tensão entre expressão e conteúdo e o recurso à visualização constituem procedimentos estéticos presentes em diversas tradições literárias da Antiguidade, tanto no Ocidente quanto no Oriente. Assim, este trabalho busca recuperar esses textos originais a partir do estudo de um conjunto de aproximadamente trinta poemas, pertencentes às tradições literárias sânscrita (o citrakvya), grega (o technopaignion) e latina (o carmen figuratum). O estudo consistiu em, de um lado, traduzir os poemas para a língua portuguesa, acompanhados de comentários críticos, a fim de compor uma antologia de poesia visual. E, de outro, analisar, com base na linguística estrutural e na teoria semiótica francesa, os mecanismos próprios de configuração de sentido dos poemas, a partir de questões clássicas acerca desse tipo de prática poética como as oposições entre arbitrariedade vs. motivação; oralidade vs. escrita; e temporalidade vs. espacialidade. Finalmente, aplicando as bases teóricas discutidas ao corpus estudado, procuramos estabelecer uma tipologia segundo a qual os poemas possam ser classificados.
Título em inglês
The words shape: sanskrit, greek and latin pattern poetry.
Palavras-chave em inglês
Classic literature
Linguistics
Poetry
Semiotics
Visuality
Resumo em inglês
At the present time, one of the most important traits of a poetic creation is the relationship between expression and content in the poem. Starting from the outbreak of the avant-garde aesthetic movements of the 20th century, which sought to break with the traditional discourses and with the canonical forms of verse, the word/sound/image tension has been a constructive vector par excellence of the poetic creation, and visual poetry has been one of the most widespread forms of art in recent decades. This research aims to show that, rather than being a trait of the modern poetic creation, the tension between content and expression and the use of visualization is part of the aesthetic procedures also present in the literary traditions of antiquity, both in the West and the East. This work seeks to recover these original texts from the study of a group of about thirty poems, belonging to the Sanskrit (citrakvya), Greek (technopaignion) and Latin (carmen figuratum) literary traditions. On the one hand, the goal of the study is the translation of the poems into Portuguese, accompanied by critical comments in order to compose an anthology of visual poetry, and on the other hand, based on structural linguistics and French semiotics to analyze the proper configuration of meaning mechanisms of poems from the classic questions about this type of poetic practice as the oppositions between arbitrary vs. motivation; orality vs. writing, and temporality vs. spatiality. Finally, applying the discussed theoretical basis to the studied corpus, we sought to establish a typology to which these poems could be classified.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-10-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.