• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2016.tde-21122016-125247
Documento
Autor
Nome completo
Milton Francisco da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Andrade, Maria Lúcia da Cunha Victório de Oliveira (Presidente)
Gonçalves Segundo, Paulo Roberto
Molina, Marcia Antonia Guedes
Morasco, Paula de Souza Gonçalves
Ramos, Paulo Eduardo
Título em português
Haitianos no Brasil: uma leitura crítica da notícia no jornalismo impresso
Palavras-chave em português
Análise crítica
Imigração haitiana
Notícia
Referenciação
Resumo em português
Nos últimos anos, milhares de haitianos migraram para o Brasil, fugindo das mazelas socioeconômicas do Haiti e das consequências do terremoto de 12 de janeiro de 2010 na capital Porto Príncipe. Grande parte deles chegou ao Brasil por via terrestre, especialmente pelas cidades fronteiriças de Tabatinga-AM e Brasileia-AC, de onde muitos se deslocaram para São Paulo, em busca de trabalho e a fim de recomeçarem a vida. Tendo em conta esse cenário, realizamos nesta tese uma leitura crítica de notícias do jornal Folha de S. Paulo sobre tais imigrantes. Baseamo-nos em estudos do Círculo de Bakhtin sobre o discurso e o sujeito, e na Análise Crítica do Discurso (ACD), vinculando conceitos bakhtinianos ao campo teórico da ACD. Acerca do elemento linguístico do discurso, focalizamos especialmente as estratégias linguístico-referenciais empregadas, que são escolhas feitas pelo enunciador. Relacionamos esse marco teórico ao deslocamento dos haitianos para o Brasil e a suas relações sociais e laborais no contexto brasileiro. Dentre os resultados, destacam-se: quanto ao interdiscurso, ao recontextualizar vozes de alguma prática jornalística (como depoimentos, entrevistas e falas do dia a dia) ou textos alheios ao jornalismo (como notas emitidas pelos governos, relatórios de pesquisa, resoluções e decretos), o enunciador exerce poder sobre tais vozes e os atores sociais que as enunciam. Com frequência, o enunciador usa o que caracterizamos como observação in loco, relato histórico e voz de conhecimento público, e, ao mesmo tempo, recursos linguísticos que conferem à Folha um caráter investigativo. Assim, temos indicações da forma contemporânea do gênero notícia. Acerca dos governos acreano, paulista, federal e da prefeitura de São Paulo, em muitas notícias, o enunciador se mostra a seu serviço, no sentido de recontextualizar suas vozes e lhes construir uma representação positiva, incutindo-a na mente do enunciatário. Em algumas notícias, porém, o enunciador atua contra os governos petistas referidos (federal, acreano e da prefeitura de São Paulo), tratando a imigração haitiana como questão da esfera político-partidária, e não da administração pública. Essa atuação tem efeitos controversos: possivelmente se incute na mente do enunciatário uma representação negativa de tais governos e desqualifica a Folha como jornal sério e imparcial, representação criada em várias notícias. As notícias mostram que os imigrantes haitianos estão à margem das ordens sociais e ordens do discurso, sobretudo porque não dominam a língua portuguesa e não conseguem atuar nas diferentes práticas sociais do dia a dia. Suas vozes, em geral, não compõem a notícia de forma evidente, nem mesmo quando o assunto em pauta é a busca de solução dos problemas que vivem: no lugar deles e sobre eles falam especialmente membros dos governos. Essa condição à margem das ordens sociais é fomentada pela escolha de expressões referenciais do enunciador. A referência a eles ocorre com uso, por exemplo, de imigração ilegal e imigrantes ilegais, o que diz respeito a uma representação negativa. De um modo geral, o enunciador não atua em prol das minorias, mas sim fomenta as relações sociais de poder já estabelecidas no contexto brasileiro. As notícias não provocam uma luta hegemônica que, ao menos, promova acesso dos haitianos às ordens sociais ou que mitigue sua condição de grupo minorizado no Brasil.
Título em inglês
Haitians in Brazil: a critical reading of news in print journalism
Palavras-chave em inglês
Critical analysis
Haitian immigration
News
Referentiation
Resumo em inglês
In the last years, thousands of Haitians have migrated to Brazil, running away from Haitis socioeconomic hardships and the consequences aroused from the earthquake that devastated the countrys capital city Port-au-Prince, on January, 12, 2010. They arrived in Brazil by road, especially crossing the border cities of Brasileia, in Acre, and Tabatinga, in Amazonas, from where many of them moved towards the state of São Paulo, searching for work in order to restart their lives. Taking for granted this scenario, for this thesis a critical reading was carried out using the articles in the newspaper Folha de S. Paulo about those immigrants. The Bakhtin Circles studies were the basis for this work regarding discourse and subject, aided by the Critical Analysis of Discourse (CAD), linking bakhtinian concepts to CADs theoretical field. Regarding the linguistic element of the discourse, we focused on the linguistic-referential strategies employed, which are choice made by the enunciator. This theoretical mark was related to the displacement of the Haitians to Brazil and their social and working relationships in the Brazilian context. Among the results, some are highlighted, such as: related to the interdiscourse, by recontextualize voices of some journalistic practice (such as declarations, interviews, and daily speeches) or strange to the journalistic field (such as government briefs, research reports, resolutions and decrees), where the enunciator holds power over such voices and the social actors who enunciated them. Frequently, the enunciator uses what was characterized as observation in loco, historic reporting, and voice of public knowledge, and, at the same time, linguistic resources that consider Folha as an investigative character newspaper. Thus, we have traces of a contemporaneous form in the genre of news. Regarding the governments of Acre, São Paulo, Brazil, and the municipality of São Paulo, in much news, the enunciator is shown at his own service, in the sense of recontextualize their voices and building a positive representation, instilling it into the mind of the addressee. Although, in some news, the enunciator acts against the governments of the workers party (federal, state, and from the city hall of São Paulo), treating the Haitian immigration as political party question, and not as of public administration. This action has controversial effects: it possibly is instilled in the mind of the addressee a negative representation of such governments and it disqualifies the Folha as a serious and impartial newspaper, due to a representation created in much news. The news shows that the Haitian immigrants lay at the margin of the social orders and of the discourse orders, mainly because they do not master the Portuguese language, and they cannot act in the different daily practices. Generally, their voices do not compose the news in such a clear way, not even when the point on the agenda is the search for solution of the problems they live under: especially government members do speak in their places and about them. This condition at the margin of the social orders is fomented by choosing some referential expressions by the enunciator. The reference related to them is made by the use of expressions, such as, illegal immigration, and illegal immigrants, referring to them as a negative representation. The enunciator does not generally act for the minorities, instead of fomenting the social relations of power, long-established in the Brazilian context. The news does not provoke a hegemonic struggle that, at least, promote the access to the social orders to Haitians, or that may minimize their condition as a minority group in Brazil.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-12-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.