• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2007.tde-10012008-112116
Documento
Autor
Nome completo
Alexandre Agnolon
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Oliva Neto, João Angelo (Presidente)
Martins, Paulo
Prado, João Batista Toledo
Título em português
Uns epigramas, certas mulheres: a misoginia nos "Epigrammata" de Marcial (40 d.C - 104 d.C)
Palavras-chave em português
Epigrama latino
Invectiva
Marcial
Misoginia
Retórica
Tradução
Resumo em português
O presente trabalho tem por objetivos: em primeiro lugar, arrolar, traduzir e analisar epigramas de Marcial em que a mulher é objeto de invectiva; em segundo lugar, visa a rastrear, na tradição anterior ao poeta, o tema da misoginia, desde Hesíodo, no célebre episódio de Pandora (Teogonia, vv. 570- 612), passando pelos poetas iâmbicos arcaicos (Arquíloco, Hipônax e Semônides), até o uso que poetas latinos, como Catulo, Horácio e Juvenal, fizeram do tema, entendido agora como tópos. Em terceiro lugar, o presente trabalho pretende observar de que maneira o epigrama, ou melhor, sua possibilidade invectiva, se apropriou da misoginia, adequando-a às características principais do gênero, a saber, brevidade e agudeza, e, finalmente, tentar demonstrar que o vitupério a mulheres em Marcial é regulado e percebido mediante práticas retóricas (como os progymnásmata) e alguns trópoi (como a écfrase), que à época do poeta participavam da formação educacional do cidadão. Nesse sentido, pretendemos estudar particularmente as relações que a invectiva mantém, nos epigramas de Marcial, com a construção de imagens viciosas de mulher e suas relações com o gênero epidítico.
Título em inglês
Some epigrams, some women: the misogyny in the "Epigrammata" of Martial (40 d.C - 104 d.C)
Palavras-chave em inglês
Invective
Latin epigram
Martial
Misogyny
Rhetoric
Translation
Resumo em inglês
The aims of the present work are first, to list, translate and analyse Martial's epigrams in which women are the object of invective; second, to try to investigate, in the former tradition, the theme of misogyny, both in Greece (from Hesiod, in the celebrated episode of Pandora (Teogony, vv. 570-612), to the archaic iambic poets, Archilochus, Hipponax and Semonides), and in Rome (how misogyny, as a tópos, is treatead by Catullus, Horace and Juvenal). In the third place, the present research intends to study in what manner epigram, or more precisely, its vituperative possibility, appropriated the theme of misogyny, adapting it to the main characteristics of the genre, such as conciseness and acuteness. Finally, we attempt to demonstrate that the vituperation against women, in Martial, is regulated and perceived through various rhetorical practices (such as the progymnásmata) and trópoi (such as ekphrasis) that at the poet's time were an important part of the citizen's education. Therein, we intend to study, in particular, the analogies that the invective maintain, in Martial's epigrams, non only with the construction of images in which women are corrupted, but also with the relationship between these images and the epidictic genre.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-01-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.