• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
André Luiz Ming Garcia
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Galle, Helmut Paul Erich (Presidente)
Bastazin, Vera Lúcia
Cunha, Maria Zilda da
Volobuef, Karin
Título em português
O livro ilustrado de conto de fadas: forma(s) e natureza
Palavras-chave em português
Chapeuzinho Vermelho
Conto de fadas
Ilustração
Irmãos Grimm
Livro ilustrado
Semiótica
Resumo em português
Partindo-se do pressuposto de que o foco da presente tese, o livro ilustrado de conto de fadas, consiste em um objeto artístico multissemiótico estruturado a partir de três sistemas de linguagem, a saber, a palavra, a imagem e o design, procura-se, aqui, compreender como esses três sistemas se articulam entre si com vistas à geração de sentidos. Por esse motivo, parte-se da semiótica peirciana como fundamentação teórica para perquirir essa questão, com o auxílio de semióticas específicas voltadas à análise da imagem. Assim, procura-se investigar as propriedades semióticas e fenomenológicas dos principais tipos de signos encontrados no seio dessas obras. Entre os objetivos específicos, encontram-se a investigação dos termos da conjugação livro ilustrado/conto de fadas, a construção verbovisual das personagens e ambientes nas obras principais do corpus (Grimm-Janssen e Grimm-Pacovská) e a comparação entre essas obras e as chamadas ilustrações de tradição, integrantes de livros com ilustrações de contos de fadas. Para realizar a leitura das textualidades presentes no corpus principal e expandido, procura-se verificar como cada semiose funciona, de acordo com o eixo ao qual pertence, e como se integra aos signos dos demais códigos, proporcionando uma direção de sentido geral. Parte-se do princípio de que cada interpretação de signos, principalmente aqueles mais ambíguos e com formas mais obscurecidas, consiste em um interpretante dinâmico que ruma em direção a um interpretante final ideal, porém, na realidade, inatingível. A análise das obras nos leva a concluir que as propostas contemporâneas, ao gerarem potencialmente maior estranhamento e suscitarem questionamentos e dúvidas junto ao leitor-visualizador, representam um desafio perceptivo/sensorial e intelectual maior que aquele representado pela ilustração/arte de tradição, gerando potencialmente maior carga de sensação, pensamento e choque.
Título em inglês
The fairy tale picturebook: form(s) and nature
Palavras-chave em inglês
Brothers Grimm
Fairy tale
Illustration
Little Red Riding Hood
Picturebook
Semiotics
Resumo em inglês
Based on the assumption that the focus of the present thesis, the fairy-tale picturebook, consists of a multisemiotic artistic object structured upon three language systems, namely word, image and design, the goal of this work is to understand how these three systems articulate with each other by generating meanings. For this reason, the work is based on Peircean semiotics as a theoretical basis to investigate this question, with the help of specific semiotics aimed at image analysis. Thus, it is sought to investigate the semiotic and phenomenological properties of the main types of signs found within these works. Among the specific objectives are the investigation of the terms of the relationship picturebook / fairy tale, the verbal construction of the characters and environments in the main works of the corpus (Grimm-Janssen and Grimm- Pacovská) and the comparison between these works and the so-called traditional illustrations, parts of illustrated fairy tale books. In order to read and understand the textualities present in the main and expanded corpus, we try to verify how each semiosis works, according to the axis to which it belongs, and how it integrates with the signs of the other codes, providing a general direction of meaning. It is assumed that each interpretation of signs, especially those of more ambiguous and more obscured forms, consists of a dynamic interpretant that heads towards an ideal final interpretant that is, in reality, unattainable. The analysis of the works leads us to conclude that contemporary proposals, by generating potentially greater strangeness and raising questions and doubts for the reader-viewer, represent a perceptual / sensorial and intellectual challenge greater than that represented by traditional illustration / art, potentially generating a greater burden of sensation, thought and shock.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-09-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.