• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
10.11606/D.8.2010.tde-16112010-164450
Document
Auteur
Nom complet
Adriana Martins Simões
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2010
Directeur
Jury
Gonzalez, Neide Therezinha Maia (Président)
Varalla, Mirta María Groppi Asplanato de
Yokota, Rosa
Titre en portugais
Clítico, objeto nulo ou pronome tônico? Quanto e como a variação/mudança no paradigma do preenchimento pronominal do objeto acusativo de 3ª pessoa no português brasileiro se reflete na aquisição/aprendizagem do espanhol pelos aprendizes brasileiros ao longo das gerações
Mots-clés en portugais
Aquisição/aprendizagem de LE
Espanhol
Gramática não nativa
Objeto pronominal acusativo
Português brasileiro
Resumé en portugais
Esta pesquisa teve por objetivo encontrar indícios a respeito da natureza da gramática não nativa do espanhol, especificamente no que se refere à aquisição/aprendizagem do objeto pronominal acusativo de 3ª pessoa, a partir da intuição de aprendizes brasileiros de diferentes gerações, níveis de aprendizagem de ELE e níveis de instrução em LM. Partindo das diferenças entre a gramática do espanhol e do PB, que possuem propriedades abstratas diferentes nesse aspecto da gramática, o que indica diferenças paramétricas entre elas, das mudanças no PB, e considerando a LM como a mediadora entre a GU e a gramática da LE, nossa hipótese foi de que a gramática não nativa dos aprendizes de menor faixa etária seria mais permeável à gramática contemporânea do PB, enquanto a dos aprendizes de faixas etárias mais elevadas seria menos permeável. Por meio da análise dos testes de aceitabilidade de ambas as gramáticas, constatamos que a coexistência de gramáticas no PB possui diferentes graus de consolidação e de aceitação na intuição dos falantes das duas diferentes gerações e se reflete na intuição não nativa dos aprendizes. Por outro lado, encontramos evidências de reestruturação, que nos remetem ao reflexo da gramática do espanhol na intuição não nativa, além de indícios de que os elementos visíveis podem atuar como desencadeadores de reestruturação no início da aprendizagem. Entretanto, encontramos evidências também de que o processo de reestruturação não capta as propriedades abstratas da LE, bem como seria apenas parcial. A partir dessas constatações, é possível afirmar que há evidências de que a competência não nativa seja apenas aparente, de modo que não corresponde à representação mental de um falante nativo.
Titre en anglais
Clitic, null object or lexical pronoun? How much and however the variation/change in the 3rd person accusative object pronominal realization paradigm in brazilian portuguese reflects on Spanish adquisition/learning for brazilian learners along generations
Mots-clés en anglais
Accusative pronominal object
Brazilian portuguese
Foreign language acquisition
Non native grammar
Spanish
Resumé en anglais
The aim of this paper is to find evidences on the nature of Spanish non-native grammar, regarding specifically to the acquisition/learning of the 3rd person accusative pronominal object, from Brazilian learners intuitions of different generations, Spanish and educational levels. Our hypothesis is that the non-native grammar of younger learners is more permeable to BP contemporary grammar than non native grammar of older learners, based on differences in Spanish and Brazilian Portuguese (BP) grammar which have different abstract properties in this very aspect of grammar, indicating parametric differences between the languages, linguistics changes in BP and considering the mother tongue as a mediator between the Universal Grammar and the foreign language. Through acceptability test analysis of both grammars, it was found that the coexistence of BP grammars has different degrees of consolidation and acceptance in the speakers intuition of different generations and it reflects on learners non-native intuition. In contrast, restructuring evidences revealing the Spanish grammar reflection in non-native intuition were observed. Furthermore, evidences that visible elements can act as restructuring triggers in Spanish first lessons were identified. However, our findings reveal that the restructuring process does not capture FL abstract properties and that the former is only partial. From these results, there are evidences that the non-native competence is apparent, since it would not correspond to a native speakers mental representation.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2010-11-16
 
AVERTISSEMENT: Le matériau se réfère à des documents provenant de cette thèse ou mémoire. Le contenu de ces documents est la responsabilité de l'auteur de la thèse ou mémoire.
  • SIMÕES, Adriana Martins. Indícios a respeito da gramática não nativa do espanhol a partir da aquisição/aprendizagem da língua. In I Congreso Internacional de Profesores de Lenguas Oficiales del Mercosur (CIPLOM), 1, Foz do Iguaçu, 2010. São Paulo : Associação de Professores de Espanhol do Estado de São Paulo, 2011. p. 1-10.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
Centro de Informática de São Carlos
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2020. Tous droits réservés.