• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Tatiana Barbosa Cavalari
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Pino, Claudia Consuelo Amigo (Presidente)
Arbex, Márcia Maria Valle
Féres, José Roberto Andrade
Vidal, Paloma
Título em português
Os lugares: espaços de criação autobiográfica na obra de Perec
Palavras-chave em português
Autobiografia
Espaços
Georges Perec
Lugares
Memória
Resumo em português
O objetivo deste trabalho é refletir sobre algumas obras criadas a partir da influência de um projeto autobiográfico central do escritor Georges Perec, intitulado Lieux. Trata-se de um projeto que começou no início de 1969 e ficou inacabado, segundo a maioria dos críticos perecquianos (sobretudo o especialista Philippe Lejeune, em sua obra La mémoire et l'oblique, de 1991). Nossa análise tenta desfazer a ideia de abandono do projeto, pensando mais na sua transformação em outros modos de expressão artística. Durante doze anos, Perec desejava visitar doze lugares e descrevê-los a partir de um processo de escrita duplo: a primeira série descrita no próprio lugar, realizando anotações do que via e, uma segunda, a partir de suas memórias em relação a esses lugares. Todavia, durante o projeto, as descrições diminuem e os lugares observados passam a servir de inspiração para a criação de outros projetos autobiográficos, partindo da ideia do projeto original. Todos esses outros projetos surgem a partir de Lieux e do envelhecimento da sua própria memória, observando e descrevendo os lugares, mas também transformando-os em imagens, registros sonoros, poesia, fotografia, entre outros. Perec cria, então, uma autobiografia oblíqua, a partir da observação do outro: seja no momento em que observa o infraordinário nas ruas de Paris, seja no momento em que cria um filme sobre sua infância (é o caso de Les lieux dune fugue, por exemplo, que não utiliza nenhum personagem como protagonista, nem mostra sua imagem), ou seja, ele cria histórias autobiográficas a partir do olhar do outro, uma espécie de autobiografia em terceira pessoa, em uma espécie de escrita capaz de representar a inquietude de Perec para falar de si mesmo.
Título em inglês
The places: spaces of autobiographical creation in Perec's work
Palavras-chave em inglês
Autobiography
Georges Perec
Memory
Places
Spaces
Resumo em inglês
This work aims to reflect on some works created from the influence of a central autobiographical project of the writer Georges Perec, entitled Lieux. It is a project that began in early 1969 and was unfinished, according to the majority of his critics (especially the expert Philippe Lejeune, in his work La mémoire et l'oblique, 1991). Our analysis attempts to undo the idea of abandoning the project, thinking more about its transformation into other modes of artistic expression. For twelve years, Perec wanted to visit twelve places and describe them from a double writing process: the first series described in the place, making notes of what he saw, and a second, from his memories of those places. Nevertheless, during the project, the descriptions diminish and the observed places serve as inspiration for the creation of other autobiographical projects, starting from the idea of the original project. All these other projects emerge from Lieux and the aging of his own memory, observing and describing the places, but also transforming them into images, sound records, poetry, photography, among others. Perec then creates an oblique autobiography, based on the observation of the other: either when he observes the infidelity on the streets of Paris, or when he creates a film about his childhood (such as Les lieux d'une fugue, for example, that does not use any character as protagonist, nor shows his image), ie he creates autobiographical stories from the other's look, a kind of third-person autobiography, a kind of writing capable of representing the Perec's restlessness to speak of himself.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-11-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.