• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2013.tde-21062013-130835
Documento
Autor
Nome completo
Daniel Padilha Pacheco da Costa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Mouzat, Alain Marcel (Presidente)
Faleiros, Álvaro Silveira
Hansen, Joao Adolfo
Moreira, Marcello
Vicente, Adalberto Luis
Título em português
Testamento do vilão: invenção e recepção da poesia de François Villon
Palavras-chave em português
Autor
Personagem
Poética
Recepção
Villon
Resumo em português
Esta pesquisa busca articular problemas de invenção e de recepção dos testamentos e das outras formas poéticas atribuídas ao Mestre François Villon. Na primeira parte, tratamos do gênero dos dois testamentos enunciados pela personagem do Vilão (Villon), com base nos preceitos e modelos poéticos que orientavam a invenção das letras na França do séc. XV. Paródias do testamento amoroso da época, o Pequeno e o Grande Testamento de Mestre François Villon são unificados pelo exemplo do arrependimento do Vilão antes da morte. Na segunda parte, estudamos a constituição do corpo poético transmitido sob a sua autoridade desde as primeiras edições nos sécs. XV e XVI, passando pelas edições modernas nos sécs. XIX e XX até as traduções em português no final do séc. XX. Ao mesmo tempo, analisamos a sua recepção em cada um desses três momentos, segundo as concepções de autor como autoridade, como homem e como personagem, respectivamente. Assim, pretendemos investigar os sentidos do nome de François Villon, utilizado para unificar aquele corpo poético.
Título em inglês
Villains' testament: invention and reception of François Villon's poetry
Palavras-chave em inglês
Author
Character
Poetic
Reception
Villon
Resumo em inglês
This work articulate problems of invention and reception of the testaments and other poetic forms attributed to Master François Villon. In the first part, we examine the gender of the two testaments enounced by the Villain (Villon), using the poetic precepts and models based on which the writing was invented in the 15c in France. Parodies of the lovers testament from that time, the Small and the Greater Testament of Master François Villon are unified by the exemple of the Villains repentance before dying. In the second part, we study the establishment of the poetic corpus transmitted under his authority since his first editions in the 15th and 16th century, passing throught his modern editions in the 19c and 20c, until his portuguese translations at the end of the 20c. Simultaneaously, we focus its reception in each one of those three moments, based of the conceptions of author as a authority, as a individual and as a character, respectively. We aim to investigate the senses of the name of François Villon, which has been used to unify that corpus.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-06-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.