• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2006.tde-06112007-103719
Documento
Autor
Nome completo
Daniel Puglia
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Vasconcelos, Sandra Guardini Teixeira (Presidente)
Almeida, Jorge Mattos Brito de
Bueno, André Luiz de Lima
Costa, Ina Camargo
Durão, Fabio Akcelrud
Título em português
Charles Dickens: um escritor no centro do capitalismo
Palavras-chave em português
Dickens
Forma literária
Interpretação
Processo social
Romance
Resumo em português
O objetivo desta tese é uma análise do romance Dombey e Filho (1848), de Charles Dickens. Esse é seu sétimo romance e representa um divisor de águas em sua obra: a crítica social, a observação dos costumes e o diagnóstico da época passaram a ser feitos de um modo mais incisivo. Sempre com a preocupação de relacionar a forma literária e o processo social, nossa hipótese é a de que o narrador de Dombey e Filho, ao materializar os paradoxos da sociedade inglesa em meados do século XIX, busca soluções estéticas para contradições da realidade. A despeito das mudanças ocorridas nesses cento e cinquenta anos, e agora num contexto mais amplo, partes substanciais de tais contradições foram acentuadas, continuando em vigor, além disso, o certo estatuto de normalidade que as acompanham. Nesse sentido, nosso desafio é procurar na própria forma da obra os índices de algo que está para além dela: em seu presente e em seu futuro.
Título em inglês
Charles Dickens: a writer in the center of the capitalism
Palavras-chave em inglês
Dickens
Interpretation
Literary form
Novel
Social process
Resumo em inglês
The aim of this thesis is the analysis of the novel Dombey and Son (1848), by Charles Dickens. It is his seventh novel and represents a watershed in his work: in it, social criticism, the observation of manners and the diagnosis of the age became more incisive. Always bearing in mind the attempt to establish the relationship between literary form and social process, I argue that the narrator in Dombey and Son tries to elaborate aesthetic solutions for real contradictions while dealing with paradoxical midnineteenth- century English society. Despite all the changes since then, and in a broader context now, substantial parts of these contradictions have been emphasized, acquiring a certain degree of accepted normality. In this sense, our challenge is to investigate in the very form of the novel signs of something that goes beyond it: in its present and in its future.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-02-13
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • Prêmio melhor tese - FFLCH/USP (doutorando: Daniel Puglia) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.