• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2012.tde-21082012-122753
Documento
Autor
Nome completo
Rafael Ridolfi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Barni, Roberta (Presidente)
Klein, Adriana Iozzi
Roque, Araguaia Solange de Souza
Título em português
Pirandello e a experência com a modernidade: Uno, nessuno e centomila
Palavras-chave em português
Literatura italiana
Modernidade e romance
Nessuno e centomila
Pirandello
Romance moderno
Século XX
Uno
Resumo em português
O objetivo principal da presente pesquisa é analisar o livro Uno, nessuno e centomila, de Luigi Pirandello, como um romance-manifesto constituído por um narrador-personagem imerso na experiência da modernidade. Vitangelo Moscarda é um sujeito que vive acomodado na sua condição, até o dia em que a mulher lhe aponta um defeito presente em seu rosto: o nariz cai para direita. Tal desarmonia física sugere também o desacordo presente no universo, no qual o próprio corpo é visto como algo que não condiz com a realidade assim como Moscarda acreditava. O estranhamento do próprio aspecto físico desencadeia processos de dissolução persistentes, com a completa subversão da ordem ontológica. Moscarda estabelece uma espécie de teoria com ênfase nas relações humanas e coloca em prática a destruição de suas próprias personae, que emergem a partir de suas relações sociais. Nessa negação das diversas imagens por ele suscitadas no outro, podemos ler os conflitos e as crises de Moscarda como resultados da experiência da modernidade e seu respectivo ambiente controlado pelo capital, pela vulgaridade e pelo interesse que move as relações pessoais.
Título em inglês
Pirandello and the modernity experience: Uno, nessuno e centomila
Palavras-chave em inglês
20th century
Italian iterature
Modern romance
Modernity and romance
Nessuno e centomila
Pirandello
Uno
Resumo em inglês
The main aim of the present paper is to analyse the book Uno, nessuno e centomila, by Luigi Pirandello, as a manifest-romance formed by a narrator-character immersed in the modernity experience. Vitangelo Moscarda is a guy who is used to his current situation, until the day his wife points a defect in his face: the nose 'tilts' to the right. Such lack of physical harmony also suggests the disagreement in the universe, in which the body itself is seen as something that is not in agreement with the reality as Moscarda believed. The estrangemnt of his own physical aspect results in persistent dissolution processes, with the complete subversion of the onthologic order. Moscarda stablishes a sort of theory focused on human relations and set the destruction of his own personae - which arise from his social relations - into practice. Through this denial of several images provoked in the other, one may read the conflicts and the crisis of Moscarda as resulting from the modernity experience and its respective environment moved by capital, vulgarity and interest that command the relationships.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-08-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.