• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2016.tde-11032016-160006
Documento
Autor
Nome completo
Giovanna Gobbi Alves Araújo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Ricardo Souza de (Presidente)
Cunha, Cilaine Alves
Marques, Wilton José
Título em português
A pintura das águas: um estudo da visualidade poética em A cachoeira de Paulo Afonso de Castro Alves
Palavras-chave em português
Castro Alves
Enargeia
Evidentia
Natureza
Sublime
Visualidade poética
Resumo em português
A presente dissertação propõe um estudo da visualidade poética nA Cachoeira de Paulo Afonso de Castro Alves (1847-1871), abrangendo definições, aplicações e desdobramentos estéticos da figura da enargeia (evidentia), ou ainda pintura viva, nas descrições da natureza encontradas na obra, particularmente na configuração poética do elemento aquático. NA Cachoeira de Paulo Afonso, a representação poética do meio natural ganha relevo através da vivificação enargética de ênfase sensorial e plástica que, em associação ao estilo sublime, encena liricamente o drama trágico da escravidão. Entendemos que o poema se insere em meio a uma tradição narrativa e iconográfica de representação de ideias nacionais associadas às águas do Rio São Francisco e aos esforços institucionais pela legitimação do poder imperial no Segundo Reinado. Partindo da compreensão da figura da enargeia nos antigos e nos modernos, examinamos três expressões da descrição enargética nA Cachoeira de Paulo Afonso: a ekphrasis, o monólogo e o diálogo. Por meio da teorização do sublime em Kant e Schiller, analisamos as figurações enargéticas dos elementos naturais nA Cachoeira de Paulo Afonso, que cumprem a função de potencializar a capacidade persuasiva do texto poético, além de materializar um posicionamento estético do eu poético acerca do sublime na obra de arte como veículo privilegiado vinculado à liberdade moral do homem. Ao encenar a expressão enargética da violência, a pintura das águas atua de modo a colocar diante dos olhos internos do público oitocentista o drama humano da escravidão.
Título em inglês
The painting of the waters: a study on poetic visuals in "A Cachoeira de Paulo Afonso" by Castro Alves
Palavras-chave em inglês
Castro Alves
Enargeia
Evidentia
Nature
Poetic visuals
Sublime
Resumo em inglês
This dissertation is a study on poetic visuals in A Cachoeira de Paulo Afonso by Castro Alves (1847-1871), through which we approach definitions, applications and aesthetic developments of the visualizing rhetorical techniques of enargeia (evidentia) in the descriptions of nature, mainly in the metaphoric configuration of the water element. In A Cachoeira de Paulo Afonso, the poetic representation of the natural setting stages the tragic drama of slavery with graphic vividness in addition to the sublime. It is our understanding that the poem dialogues with a narrative and iconographic tradition of the representation of national ideas associated with the São Francisco River and with the institutional efforts into asserting the validity of the imperial power. Taking into account the meaning of enargeia in Antiquity and in Romanticism, we examine three forms of enargetic expression: ekphrasis, monologue and dialogue. Through the theories on the sublime by Kant and Schiller, our analysis of the enargetic configurations of the natural setting in the poem A Cachoeira de Paulo Afonso showed that they aim at enhancing the persuasiveness of the poetic text and materialize an aesthetic positioning of the author on the sublime as a means for conveying the moral liberty of men. By staging the enargetic expression of violence, the painting of the waters puts before the inner eyes of the nineteenth-century audience the human drama of slavery.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-03-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.