• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2012.tde-27062013-120335
Documento
Autor
Nome completo
Rogerio Caetano de Almeida
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Costa, Jose Horacio de Almeida Nascimento (Presidente)
Inacio, Emerson da Cruz
Machado, Irene de Araujo
Oliveira, Ana Maria Domingues de
Pietroforte, Antonio Vicente Seraphim
Título em português
Recortes do grotesco na história da literatura portuguesa cantigas de maldizeres; satíricos barrocos; Bocage; Camilo Pessanha; Mário de Sá-Carneiro e Alberto
Palavras-chave em português
Al Berto
Bocage
Camilo Pessanha
Cânone literário
Cantigas de maldizer
Estética
Grotesco
Mário de Sá-Carneiro
Satíricos barrocos
Resumo em português
O trabalho objetiva uma análise da presença do grotesco na história da literatura portuguesa. A abordagem é feita a partir das teorias de W. Kayser, sobre o grotesco romântico e Mikhail Bakhtin sobre o realismo grotesco, ou a carnavalização. Três aspectos centrais do grotesco na literatura foram analisados: a linguagem grotesca, que se apodera do discurso canônico e o desconstrói das maneiras mais diversas possíveis; o corpo grotesco, que desconstrói, reconstrói e até pulveriza o corpo, seja através da paródia ou do sinistro; e o grotesco ligado ao estranho, que corrobora uma tendência moderna e contemporânea de trabalhar o abismal, sem deixar de se manifestar nos períodos anteriores. Dada a impossibilidade de analisar um espectro maior de escritores, os escolhidos formam uma parte relevante do cânone poético: as cantigas de maldizer, os satíricos barrocos, Bocage, Camilo Pessanha, Mário de Sá-Carneiro e Al Berto representam as produções grotescas de suas épocas e participam, em quase todos os casos, do cânone literário português. Por fim, após as análises dos três aspectos do grotesco em cada autor, estabeleceram-se a relação desses autores com o cânone da poesia portuguesa e a relação do grotesco com a tradição.
Título em inglês
Scraps of the grotesque in the history of Portuguese literature: cantigas de maldizer; satirical baroque; Bocage; Camilo Pessanha; Mário de Sá-Carneiro and Al Berto
Palavras-chave em inglês
Aesthetic
Al Berto
Bocage
Camilo Pessanha
Cantigas de maldizer
Grotesque
Literary canon
Mário de Sá-Carneiro
Satirical baroque
Resumo em inglês
This work aims at analyzing the presence of the grotesque in the history of Portuguese literature. In the light of W. Kaysers theories on the romantic grotesque and Mikhail Bakhtin's concept of grotesque realism or carnivalization, our analysis focuses on three central aspects: the grotesque language, which takes hold of the canonical discourse in order to deconstruct it in a variety of different ways; the representation of the grotesque body, which deconstructs, reconstructs and even pulverizes the body, either through parody or the sinister; and, finally, the grotesque connected to the oddness, attesting a more modern and contemporary trend of exploring the abyss, despite the fact of its manifest also in earlier periods. Given the impossibility of examining a wider range of writers, the selection included constitutes a relevant piece of the poetic canon: the cantigas de maldizer, the satirical baroque, Bocage, Camilo Pessanha, Mário de Sá-Carneiro and Al Berto represent the grotesque productions of their time and participate, in almost all cases, of the Portuguese literary canon. Finally, after the consideration of the three aspects in each author in isolation, we examine the relationship of these authors to the canon of Portuguese poetry, and also the relationship between the grotesque and tradition.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-06-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.