• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2016.tde-09082016-095734
Documento
Autor
Nome completo
Jakeline Fernandes Cunha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Andrade, Fabio Rigatto de Souza (Presidente)
Araújo, Joana Luiza Muylaert de
Figueiredo, Priscila Loyde Gomes
Fonseca, Maria Augusta Bernardes
Moraes, Marcos Antonio de
Título em português
Mário de Andrade, paisagista em O turista aprendiz
Palavras-chave em português
Diário de viagem
Mário de Andrade
Modernismo
O turista aprendiz
Paíspaisagem
Tradição romântica
Resumo em português
O objetivo deste trabalho é comprovar que um modo peculiar de descrição paisagística percorre a primeira parte de O turista aprendiz (1927-1943), de Mário de Andrade. A paisagem literária que compõe essa obra do escritor arlequinal é estruturada a partir do diálogo do narrador (anti)viajante com perspectivas, padrões e processos artísticos de outras artes que, reunidos, conferem ao diário de viagem uma profundidade narrativo-descritiva. O estudo detido de três grandes quadros do diário amazônico Foz do Amazonas, Vitória-régia e Alvorada , realizado nesta tese, permite perceber a forma difícil do fazer paisagem do autor modernista, motivado, sobretudo, pela releitura crítica das produções literárias e científicas de tradição romântica.
Título em inglês
Mário de Andrade, the landscape writer of O turista aprendiz
Palavras-chave em inglês
Literary landscape
Mário de Andrade
Modernism
O turista aprendiz
Romantic tradition
Travel journal
Resumo em inglês
The aim of this study is to demonstrate that Mario de Andrade describes the landscape in a singular way in the first part of his book O turista aprendiz (The Apprentice Tourist) (1927- 1943). The literary landscape that constitutes this work of the harlequin author is based on the (anti)traveler narrator's dialogue with other kinds of art. These different artistic perspectives, standards and processes are combined and provide a narrative-descriptive depth to the authors travel journal. A detailed study of three large pictures of Mario de Andrades Amazonic journal Foz do Amazonas, Vitória-régia and Alvorada is developed in this thesis. The analysis provided unveils the intricate way chosen by the modernist author to compose the landscape, mainly motivated by the critical rereading of literary and scientific writings of the Romantic Tradition.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-08-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.