• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2013.tde-03022014-110556
Documento
Autor
Nome completo
Lucius Flavius de Mello
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Waldman, Berta (Presidente)
Nascimento, Lyslei de Souza
Wajnberg, Daisy
Título em português
Dois Irmãos e seus precursores: um diálogo entre o romance de Milton Hatoum, a Bíblia e a mitologia ameríndia
Palavras-chave em português
Bíblia
Dialogismo
Gêmeos
Literatura
Memória
Milton Hatoum
Mitologia ameríndia
Nacional
Resumo em português
Esta dissertação detém-se na análise e na comparação do romance Dois Irmãos (2006), de Milton Hatoum, com a narrativa bíblica dos embates fraternos presentes no livro do Gênesis, especialmente o episódio dos gêmeos Esaú e Jacó. O relacionamento conflitante entre irmãos é um constante leitmotiv, um foco de interesse que se desenvolve de diversas formas ao longo de todo primeiro livro da Bíblia Hebraica. Hatoum vai à narrativa bíblica, considerada matriz do pensamento ocidental e da memória cultural da Humanidade pelo impulso do seu tema, logo, ele não parte da Bíblia. Como, então, o autor brasileiro trabalha o seu romance em que o fulcro é justamente o embate entre irmãos em torno da primogenitura (o que nos remeteria ao texto matricial bíblico Gênesis) para alinhavar sua ficção? A nossa viagem em busca dessa resposta é iluminada por um caminho tateante e trôpego. Como numa dança folclórica, narrador e protagonistas giram, trocam de lugar e se revezam nos papéis de Esaú, Jacó, Caim, Abel e José. Nossa pesquisa vai aproximar as narrativas ora por semelhanças ora por estranhamentos com base no romance de Hatoum. Buscaremos os vestígios da narrativa bíblica presentes na obra do autor brasileiro seguindo os rastros de Omar, Yaqub e, especialmente, Nael, um narrador intervalar, meio índio, meio árabe, filho bastardo de um dos gêmeos do romance com a cunhantã, empregada da família de origem libanesa. Diante de Nael, flertaremos o tempo todo com os olhos da memória. Nael nos conduzirá a uma surpreendente descoberta: é ele quem acende o foco nacional na nossa pesquisa e, como descendente do povo indígena do Amazonas, revela-se o mais legítimo herdeiro de toda ancestralidade mitológica, originária das lendas e mitos que envolvem gêmeos inimigos em narrativas tão ou mais milenares que a Bíblia. De certa forma, então, Nael rouba para si a luz, a princípio lançada sobre os gêmeos Omar e Yaqub, e se apropria da primogenitura quando estão em jogo o poder e o nome seja do patriarca da família libanesa, seja do mito original.
Título em inglês
Dois Irmãos and its precursors: a dialogue between the novel by Milton Hatoum, the Bible and the Amerindian mythology
Palavras-chave em inglês
Amerindian mythology
Bible
Dialogism
Literature
Memory
Milton Hatoum
National
Twins
Resumo em inglês
The following dissertation focuses on the analysis and comparison of Milton Hatoums novel Dois Irmãos (The Brothers, 2006) and the biblical narrative of the fraternal clashes in the book of Genesis, especially that of the twins Jacob and Esau. The conflict-ridden relationship between brothers is a constant leitmotiv, a point of interest that develops in different ways throughout the first book of the Hebrew Bible. Hatoum seeks the biblical narrative matrix for Western thought and Humanitys cultural memory through the impulse of his theme, therefore he does not set out from the Bible. How then, does the Brazilian author progress through his novel, whose fulcrum is the clash between brothers in respect to their primogeniture, which brings us back to the generative biblical text of Genesis to baste his fiction? Our journey in search of this answer is brightened by a fumbling and stumbling path. As in a folkloric dance, narrator and protagonists spiral, trade places and take turns in the roles of Esau, Jacob, Cain, Abel, and Joseph. Our research will approximate these narratives either through similarities or through the estrangement from the Hatounian novel. We will seek the vestiges from the biblical narrative present in the Brazilian authors work following the trails of Omar, Yaqub, and especially the narrator, Nael. An interspersed narrator, half Indian, half Arab; bastard son, progeny of one of the novels twins and a young Indian girl, the Lebanese family's maid. Led by Nael's narrative, we will constantly flirt with the eyes of memory. Nael leads us to a surprising discovery: it is he who brings into focus the national scope in our research and, as a descendant to the indigenous Amazonian peoples, he reveals himself as the most legitimate heir to all mythological ancestrality born from folktales and myths of rival twins narratives that are as ancient if not more than the Bible. So, to a certain extent, Nael steals the light originally shined upon the twins Omar and Yaqub for himself and embraces the primogeniture, while the power and name are at stake, be it from the familys patriarch, or the original myth.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-02-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.