• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2019.tde-19022019-192002
Documento
Autor
Nome completo
Camila Rodrigues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Hashimoto, Shirlei Lica Ichisato (Presidente)
Hawi, Mona Mohamad
Horta, Sylvio Roque de Guimarães
Namekata, Márcia Hitomi
Título em português
Abordagem discursiva em Kojiki
Palavras-chave em português
Arquétipo
Discurso
Mitologia clássica
Mitos
Retórica
Resumo em português
Esta pesquisa utiliza a análise do discurso para investigar os valores ideológicos que fundamentam o discurso presente em Kojiki tomo I, a obra mais antiga do Japão. Além de sua antiguidade, sua importância consiste por seu repositório dos primeiros mitos, mitologia japonesa, história e poema-canção (歌謡:Kayō). Nesta pesquisa os mitos são símbolos da nova estrutura que se estabelece neste período, regulando suas práticas sociais. Eles possuem duas funções na narrativa: uma temporal, relacionada ao evento passado e atemporal, cuja importância está sempre presente em sua comunidade. Sua segunda função é criar suas lideranças políticas e um sentimento de pertencimento a uma cultura. Como tal, considera-se três questões: qual o papel da cosmogonia e dos mitos dentro do tomo I? Como se constitui a organização narrativa desses mitos e qual a formação do herói? E, de acordo com essa organização, qual a função que se quis destacar no tomo I? Para responder a essas questões, essa pesquisa analisa, sistematicamente, a construção do discurso nas narrativas utilizando teorias da linguagem e a Nova retórica, desenvolvida por Perelman e Tyteca (2014). Além disso, as relaciona ao contexto político do Japão nos períodos Yayoi (弥生時代: 400 a.C.-250 d.C.) até Nara (奈良時代: 710 - 794 d.C.). Este estudo conclui que a narrativa mítica estabelece o paradigma que rege as relações sociais do país. Isso ocorre porque o mito incorpora os significantes existentes na ordem simbólica japonesa. O primeiro tomo da obra atua como uma alegoria para narrar a origem da família imperial mais antiga do mundo, que hoje está no 125° imperador, Akihito (1989 - presente). Desprovido de suas particularidades do espaço e do tempo, a narrativa ainda preserva sua natureza mítica como um relato teleológico dessa sociedade.
Título em inglês
Discursive approach in Kojiki
Palavras-chave em inglês
Archetype
Classical mythology
Myths
Rhetoric
Speech
Resumo em inglês
This research uses speech analysis to investigate the ideological values in the discourse present in Kojiki - tome I, the oldest writing in Japan. Besides its antiquity, its importance relies on its repository of the first myths, the japanese mythology, history and poem-chant (歌謡:Kayō). In this research the myths are symbols of the new structure that has been set in this period, which orders the social practices. They have two functions in the narrative: the first is temporal, related to past events and atemporal, which importance is still present in its community. The second one is to create political leaderships and the feeling of belonging to a culture. As such, it is considered three questions: what are the roles of the cosmogony and the myths in tome I? How are the myths arranged in the narrative organization and how is the hero formed? And, according to this organization, what is the highlighted function in tome I? To address these questions this research analyses, systematically, the speech constructions in the narratives using theories of language and the New rhetoric, developed by Perelman and Tyteca (2014). Furthermore, they are connected to the political context in Japan during the Yayoi period (弥生時代: 400 A.D.-250 B.C.) up to the Nara period ((奈良時代: 710 - 794 B.C). This study concludes that the mythical narrative establishes the paradigm that conduct the social relations in the country. This happens because the myth incorporates the existent signifiers into the japanese order. The writings first tome works as an allegory to tell the origin of the oldest imperial family, which is in its 125th emperor, Akihito (1989 - present). Regardless of its time and space particularities, the narrative still maintains its mythical nature as a teleological report of this society.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-02-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.