• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Marina Diel de Araujo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Attie Filho, Miguel (Presidente)
Codenhoto, Christiane Damien
Gonçalves, João Carlos Barbosa
Nascimento, Carlos Arthur Ribeiro do
Título em português
A imaginação no Livro da Alma de Ibn Sin
Palavras-chave em português
Epistemologia
Falsafa
Filosofia árabe
Imaginação
Profecia
Sonhos
Resumo em português
O presente trabalho tem como objetivo investigar a importância da potência da imaginação no Livro da Alma de Ibn Sin, filósofo e médico persa que escreveu suas obras em língua árabe no séc. XI d.C. Nessa obra Ibn Sin aborda seu entendimento da alma humana e de sua relação com o mundo, compreendendo-a como dotada do que ele nomeou de sentidos internos, potências da alma que completam a percepção. Dentre essas potências, a imaginação se destaca por ser capaz de uma conexão com o mundo invisível, através da qual ela recebe a impressão de formas presentes nas imaginações das esferas celestes. Se trata de uma visão cosmológica na qual a alma humana está integrada a um cosmos de onde deriva suas potências e, por isso, é capaz de conexões com formas de vida que independem de corpos. Graças a essas conexões a imaginação humana pode produzir sonhos que contém presságios e ser capaz de realizar a profecia. Assim, fenômenos aparentemente sobrenaturais ganham uma explicação anímica: sonhar com o futuro e realizar a profecia são possibilidades explicáveis pela própria estrutura da alma humana que são os sentidos internos. O léxico utilizado por Ibn Sin para pensar a potência da imaginação está ligado a um tipo de pensamento que se relaciona com as imagens: tais imagens são símiles das coisas sensíveis impressos na matéria onde a imaginação inere, o cérebro. Por isso, o elemento corporal não é excluído de suas reflexões; pelo contrário, o tipo de imaginação está diretamente relacionado com a constituição física (compleição) do indivíduo que imagina. Assim, a prática médica de Ibn Sin pode ser vista na sua análise das potências humanas, posto que o Livro da Alma é permeado por uma reflexão sobre o papel do corpo no desempenho das potências. A presente dissertação é portanto fruto de leitura e análise do Livro da Alma, especialmente das partes descritas sobre a imaginação, as quais se concentram no Capítulo 4, que trata dos sentidos internos.
Título em inglês
The imagination in the Book of Soul by Ibn Sin
Palavras-chave em inglês
Arabic philosophy
Dreams
Epistemology
Falsafa
Imagination
Prophecy
Resumo em inglês
The present thesis aims to investigate the importance of the role of imagination in the Book of Soul by Ibn Sin, Persian philosopher and doctor who wrote his works in Arabic in the XI century A.D. In this book Ibn Sin approaches his understanding of the human soul and its relation to the world comprehending it as an assemble of what he called internal senses, soul potentialities which fulfill the perception. Among these potentialities, the imagination stands out for being capable of creating a connection to the invisible world, through which it receives the impressions of shapes present in celestial spheres. Its about a cosmological view in which the human soul is connected to a cosmos from where it derives its potentialities and, therefore, enables connections to forms of life that are independent from bodies. Due to these connections, the human imagination is able to produce dreams that contain presages and it also receives the prophecy. Hence, phenomena that seem supernatural gain a soul definition: the internal senses explain the possibility of the human soul to dream about the future and receive the prophecy. The imagination vocabulary used by Ibn Sin is related to a kind of thought that derives from the images: such images are impressions of similes of the sensible things, that are impressed in the brain, where imagination is allocated. In that sense, the philosopher considers the body in his thoughts, and hence the type of imagination a person has is associated with his physical constitution. Thus, Ibn Sins medical practice is seen in his analyses of the human potentialities, once the Book of Soul is permeated by a reflection about the body in the potentialities performance. The present thesis is, then, the fruit of the reading and analysis of the Book of Soul, specially from the Chapter 4 where the imagination is mainly described.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-09-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.