• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.81.2019.tde-11122019-161642
Documento
Autor
Nombre completo
Danilo Cardoso Rodrigues Luiz
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2019
Director
Tribunal
Gurgel, Ivã (Presidente)
Almeida, Maria José Pereira Monteiro de
Kawamura, Maria Regina Dubeux
Moraes, Andreia Guerra de
Pierson, Alice Helena Campos
Título en portugués
Mídia, Ciência e Ensino: Problematizações na formação inicial de Professores de Física
Palabras clave en portugués
Ensino de Ciência
Formação de Professores.
Mídia
Resumen en portugués
Há décadas as pesquisas em ensino de ciências têm indicado que a aprendizagem do conhecimento científico não deve ser considerada um fim em si mesmo. Assim, uma importante questão aos pesquisadores e educadores em ciências é a seguinte: Por que ensinar ciências em nossa atual sociedade? Defendemos que as possíveis respostas a esta questão ampla devem considerar os problemas emergentes do mundo. Dentre essas questões, consideramos que a sociedade contemporânea é marcada pela mídia. É latente seu papel tanto como meio de acesso aos acontecimentos do mundo, quanto para as relações interpessoais. O fenômeno das Fakes News ainda não deixa dúvidas sobre o impacto da mídia na política mundial. Este contexto torna fundamental que a mídia seja problematizada como parte da formação na educação básica. Esta tese busca compreensões sobre as possibilidades de aproximação entre perspectivas da educação para as mídias e o ensino de ciências, fundamentada na literatura destas áreas e em perspectivas freireanas. A literatura indica que a formação de professores é condição sine qua non para que este anseio por problematizar a mídia no ensino de ciências possa ser concretizado. Esta tese analisa a inserção dessas perspectivas na formação inicial de professores de física. Analisamos, a partir da metodologia da Análise Textual Discursiva, materiais desenvolvidos por licenciandos de duas disciplinas do curso de licenciatura em física do Instituto Federal de São Paulo. Uma das disciplinas era introdutória, para alunos do segundo semestre, e versava sobre a divulgação científica de maneira mais ampla, tendo foco na mídia em parte dela. A outra disciplina, focada exclusivamente na busca por aproximar questões sobre a mídia e o ensino de ciências, foi oferecida para licenciandos do quinto e sétimo semestres e envolveu estágio supervisionado. Os dados de ambas disciplinas foram organizados em três eixos: Mídia, Ciência e Ensino. Em cada um desses eixos foram propostas categorias a priori. A partir desta categorização e da impregnação com os dados, propusemos subcategorias a posteirori, que indicam de maneira mais precisa as particularidades dos dados analisados. Nossa análise indicou, dentre outros resultados, que os licenciandos desenvolveram análises críticas de materiais da mídia e que a inserção desses materiais em aulas de física possibilitou abordagens contextualizadas da ciência. Contudo, os resultados também demonstram obstáculos à proposição e implementação de atividades que buscassem uma apropriação crítica e propositiva da mídia em aulas de física. Estes obstáculos são interpretados como fruto de tensões entre a busca por implementar novas perspectivas educacionais e as expectativas dos licenciandos e de outros agentes, tais como supervisores de estágio, com relação ao ensino da física, além das tensões geradas pelas condições concretas a que estão submetidos prfessores, licenciandos e alunos.
Título en inglés
Media, Science and Teaching: Problematization in the physics teacher training course
Palabras clave en inglés
Media
Scince Education
Teacher Training.
Resumen en inglés
For decades the research in science education has indicated that learning scientific knowledge should not be considered an end in itself. Thus, an important question for science researchers and educators is: Why teach science? We argue that the possible answers to this open question should consider the problems of the world. Among these issues, we consider that contemporary society is pronounced by the media. Its role is latent both as a means of access to world events and interpersonal relations. The Fakes News still leaves no doubt about the impact of the media on political world. This context makes it fundamental for the media to be problematized as part of educational purposes. This thesis intent to understand the possibilities of approximation between perspectives of media education and science education, founded on the literature of these areas and on Freire's perspectives. We analyzed, using the Discursive Textual Analysis methodology, materials developed by undergraduates from two disciplines of the physics teacher training course at the Federal Institute of São Paulo. One of the disciplines was introductory, for second semester students, and was about science popularization, focusing on the media in part of them. The other discipline, focused exclusively on seeking to bring media and science education closer together, was offered to undergraduate fifth and seventh graders and involved supervised internship. Data from both disciplines were organized in three axes: Media, Science and Teaching. In each of these axes, a priori categories were proposed. From this categorization and the impregnation with the data, we proposed subcategories to posteirori, which indicate more precisely the particularities of the analyzed data. Our analysis indicated, among other results, that undergraduates developed critical analyzes of media materials and that the insertion of these materials into physics classes enabled contextualized approaches to science. However, the results also show obstacles to the proposition and implementation of activities that seek a critical and purposeful appropriation of the media in physics classes. These obstacles are interpreted as the result of tensions between the search to implement new educational perspectives and the expectations of undergraduates and other agents, such as internship supervisors, regarding the teaching of physics, in addition to the tensions generated by the concrete conditions to which they are subjected.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2019-12-20
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.