• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.81.2019.tde-16062020-171356
Documento
Autor
Nombre completo
Raquel Roberta Bertoldo
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2019
Director
Tribunal
Santos, Marcelo Giordan (Presidente)
Cunha, Marcia Borin da
Figueiredo, Simone Pallone de
Gurgel, Ivã
Lima, Guilherme da Silva
Título en portugués
Concepções de Ciência e Tecnologia de estudantes ingressantes da Universidade de São Paulo
Palabras clave en portugués
Concepção de C&T
Modelagem Estatística
Teoria Crítica
Resumen en portugués
Nesta tese apresentamos as concepções de Ciência e Tecnologia (C&T) de estudantes ingressantes nos cursos de Ciências Biológicas, Física, Matemática, Pedagogia e Química da Universidade de São Paulo (USP), bem como de uma amostra representativa da população brasileira. O referencial teórico foi construído a partir da Teoria Crítica, na qual destacamos os conceitos da Dialética do Esclarecimento e refletimos sobre a relação entre Ciência e sociedade e as coerções da indústria cultural e do racionalismo técnico (ADORNO; HORKHEIMER, 1985). Discorremos ainda sobre modelos teóricos que explicam a Cultura Científica e como a escola pode se apropriar da Divulgação Científica, produzida a partir de uma Ciência comercializada, e utilizá-la de maneira a promover uma educação emancipatória. A partir desses pressupostos, construímos um modelo que analisa tanto as concepções sobre C&T quanto os fatores que as influenciam, como variáveis sociodemográficas, hábitos culturais e fontes de informação. Foram realizadas duas análises de dados: a primeira trata da pesquisa realizada na USP, com um questionário elaborado por questões provenientes das pesquisas de percepção pública da C&T, além de itens específicos de pesquisas destinadas aos estudantes (ROSE e o PISA). A segunda analisa os dados provenientes da Pesquisa de Percepção Pública de C&T, realizada no Brasil pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Informação (MCTI), no ano de 2015. O modelo construído a partir do referencial teórico teve suas relações testadas estatisticamente. Além de aplicação de técnicas que permitem a redução da dimensionalidade das variáveis, foram realizados testes estatísticos clássicos (regressão, teste t, regressão categórica, correlação etc.), além de testes de moderação e mediação. Dentre os resultados, destacamos que em ambas as pesquisas as variáveis sociodemográficas tiveram explicações residuais ou não obtiveram efeitos significativos. Outras variáveis, como informação e percepção sobre as aulas de Ciências apresentaram relações significativas que indicam principalmente concepções positivistas de C&T. Observamos assim a influência da indústria cultural e da racionalidade técnica nas esferas da cultura científica, predominando concepções acríticas. Reconhecendo essa influência, defendemos que a escola deve atuar nesse processo de maneira que não se restrinja a promover o consumo da DC, mas capacitar os estudantes para desenvolver uma visão crítica a fim de reconhecer os aspectos de dominação envolvidos na produção e divulgação da C&T, de modo a promover a emancipação.
Título en inglés
Science and Technology Conceptions of Freshman Students of the University of São Paulo
Palabras clave en inglés
Critical Theory
Public Understanding of Science
Statistical Modeling
Resumen en inglés
In this thesis, we present the concepts of science and technology (S&T) of freshman students of the Biological Sciences, Physics, Mathematics, Pedagogy and Chemistry courses at the University of São Paulo (USP), as well as a representative sample of the Brazilian population. The theoretical framework was built from the Critical Theory, in which we highlight the concepts of the Dialectic of Enlightenment and reflect on the relationships between science and society and the coercions of cultural industry and technical rationalism (ADORNO; HORKHEIMER, 1985). We also discuss theoretical models that explain Scientific Culture and how the school can appropriate scientific communication, produced from a commercialized science, and use it in a way that promotes an emancipatory education. From these assumptions, we built a model that analyzes both S&T conceptions and the factors that influence them, such as sociodemographic variables, cultural habits and sources of information. Two data analyzes were performed: the first deals with the research conducted at USP, with a questionnaire composed of questions from the public understanding of S&T surveys, as well as specific research items for students (ROSE and PISA). The second set of data analyzes the results from the Public Understanding of S&T Survey, conducted in Brazil by the Ministry of Science, Technology and Information (MCTI), in 2015. The model built from the theoretical framework had its relationships tested statistically. In addition to applying techniques that allow the reduction of the dimensionality of the variables, classic statistical tests (regression, t-test, categorical regression, correlation etc.) were performed, as well as moderation and mediation tests. Among the results, we highlight that in both surveys the sociodemographic variables had residual explanations or had no significant effects. Other variables, such as information and perceptions about science classes, presented significant relationships that mainly indicate positivist conceptions of S&T. Hence, we perceive the influence of cultural industry and technical rationality in the spheres of scientific culture, prevailing conceptions that indicate acriticity. Recognizing this influence, we argue that the school should act in this process in a way that is not restricted to promoting the consumption of science communication, but enables students to conduct a critical analysis in order to recognize the aspects of domination involved in the production and communication of S&T in order to promote emancipation.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2020-06-23
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.