• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.81.2011.tde-25072011-135504
Documento
Autor
Nome completo
Maurício de Mattos Salgado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Marandino, Martha (Presidente)
Motokane, Marcelo Tadeu
Studart, Denise Coelho
Título em português
A transposição museográfica da biodiversidade no aquário de Ubatuba: estudo através de mapas conceituais
Palavras-chave em português
aquários
biodiversidade
educação em museus
transposição didática
transposição museográfica
Resumo em português
O presente estudo teve como objetivo analisar a transposição museográfica do conceito de biodiversidade em uma exposição do Aquário de Ubatuba, em Ubatuba, SP. O conceito de biodiversidade é bastante complexo, surgindo na ecologia e rapidamente sendo incorporado por diversos campos, muitas vezes com significados e intenções diferentes. A importância da biodiversidade para a sociedade se torna cada vez mais difundida e com isto a necessidade de compreender os processos educativos que a envolvem. Este trabalho objetiva analisar as transformações que o conceito passa ao percorrer o caminho entre os manuais acadêmicos de ecologia e os corredores da exposição de ecossistemas do Aquário de Ubatuba. A delimitação do saber de referência nos manuais acadêmicos é baseada na noção de que os mesmos refletem as teorias e conceitos estabelecidos da comunidade acadêmica em questão, da ecologia. Para permitir o estudo dos saberes em formatos tão diversos como os textos acadêmicos, os textos da exposição e os objetos expositivos presentes, os tanques, mapas conceituais foram utilizados. Para conhecer o saber sábio foram utilizados três manuais, pesquisados junto a diferentes universidades como os mais utilizados no ensino de ecologia. Para compreender o saber no aquário foi realizada uma entrevista com o diretor fundador e responsável pela exposição, assim como analisados todos os textos e tanques. Os textos da exposição de ecossistemas foram todos transcritos, assim como um método de descrição dos tanques, em 3 níveis de profundidade, foi desenvolvido. Os mapas conceituais produzidos a partir destas duas unidades de análise (livros e exposição) apontaram para uma biodiversidade majoritariamente focada no conceito de diversidade específica nos textos acadêmicos. Este enfoque não se mostrou tão presente na exposição, que possuía na diversidade comportamental os principais elementos da exposição. O papel do homem também se mostrou bastante reduzido no saber exposto, enquanto sua figura era presente, ligada a diversos impactos e também ações de conservação no saber sábio. A análise cuidadosa dos mapas da exposição permite também diferenciar entre as características expositivas de cada objeto, com os tanques sendo claramente adequados à apresentação da diversidade comportamental e pouco adequados para a diversidade genética, ausente na exposição. A determinação dos saberes presentes na exposição pelos mapas conceituais é uma ferramenta útil para o processo de elaboração de exposições, assim como permite perceber as adequações dos objetos aos papeis a eles determinados pela exposição. Esta pesquisa, além de apontar as adequações dos tanques de aquários para ensinar aspectos da biodiversidade pouco apresentados pelos livros acadêmicos, mostra também uma metodologia para mapear objetos complexos presentes em exposições, podendo contribuir para futuras pesquisas.
Título em inglês
Museographic transposition of the biodiversity concept in the Ubatuba Aquarium: a study through the usage of concept maps
Palavras-chave em inglês
aquariums
biodiversity
didactic transposition
museographic transposition
museum education
Resumo em inglês
The present work analyses the museographic transposition of the biodiversity concept in an exhibit of Aquario de Ubatuba, Ubatuba, SP. Biodiversity is a complex concept. Originally developed in ecology and the natural sciences, it was quickly integrated in a variety of fields and, often, with different and new meanings and interests. The importance of biodiversity for our society grows, and thus the need to better understand the educational processes that involve it. This research"s objective is to understand the transformations that biodiversity goes through while being transposed from graduation textbooks to the marine ecosystems aquarium exhibit. The decision to use textbooks to represent reference knowledge is based on the notion that textbooks represent established theories and concepts of the academic community in question, the biology, ecology one. To allow comparison of knowledges in such different states as textbooks, exhibit texts and aquarium tanks, concept maps were used as an analysis tool. In order to study the academic knowledge, 3 graduation textbooks were used, selected by questioning major universities which were the most used ecology textbooks by their teachers. To study the aquarium, an interview with the Director and founder, as well as fully transcribing exhibit texts that belonged to the ecosystem exhibit. A method for describing the aquarium tanks, by using three depth levels, was developed and used in the tanks present in the marine ecosystems exhibit. The concept maps produced by these two units of analysis (books and exhibits) pointed to a much more species diversity focused biodiversity in the textbooks. This emphasis was not found in the exhibit that was preeminently focused around behavioral diversity. Man"s role and relation with biodiversity while well present and explained in textbooks, connected with environmental threats but also with conservation, had little to show in the exhibit. Careful analysis of the maps allows differentiating the museographic characteristics of each exhibit object. While tanks were clearly adapted to communicating behavioral diversity, they were not good at showing genetic diversity, absent at the exhibit, but present in the academic knowledge as part of the definition of biodiversity. Determining knowledges present in the exhibit through the usage of concept maps is a useful tool in exhibit planning, as well as understanding the different roles that each object can play in communicating the concepts present in the exhibit. This research not only shows how each object in the studied exhibit is suited for teaching an aspect of biodiversity not really explained in depth by textbooks, the behavioral diversity, but also presents a method to produce concept maps of complex exhibit objects, contributing for future research.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-08-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.