• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.81.2013.tde-28042014-202841
Documento
Autor
Nombre completo
Amanda Cristina da Silva
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2013
Director
Tribunal
Malachias, Maria Elena Infante (Presidente)
Bizerra, Alessandra Fernandes
Perosa, Graziela Serroni
Título en portugués
A compreensão dos monitores de espaços de educação não formal sobre sua atuação em museus e centros de ciências: uma abordagem biológico-cultural
Palabras clave en portugués
Biologia cultural
Experiências de encantamento
Mediação humana
Monitores
Museus de ciência
Território
Resumen en portugués
Esta é uma pesquisa de natureza qualitativa elaborada através da metodologia de grupo focal em sua coleta de dados e da estratégia de análise textual para o corpus resultante da transcrição dos dados. Procurou-se neste trabalho indagar e escutar qual era a compreensão de monitores de espaços científicos de educação não formal sobre sua atuação junto ao ambiente e ao público. Além disso, buscou-se analisar as experiências narradas pelos monitores à luz da biologia cultural e identificar no discurso destes elementos relacionados ao seu "encantamento" pelas atividades desenvolvidas nos museus e centros de ciências. Percebe-se neste trabalho que a mediação humana é essencial no processo de transformação do indivíduo. Considerando o indivíduo não apenas o monitor ou o público, mas ambos. A mediação humana proporciona experiências de encantamento, mas o monitor pode também representar um papel de morte. O fenômeno social humano permeia todas as relações que se estabelecem entre os sujeitos, e estas podem caracterizar-se pela aceitação ou negação do outro. Na aceitação do outro, e de nós mesmos, podemos ter experiências de encantamento que de forma direta ou indireta atuam na tranformação pessoal e coletiva dos indivíduos sociais. Nesse contexto, a ação do monitor dentro de um espaço de educação não formal como museus ou centros de ciência pode ter resultados positivos ou negativos sobre o público atendido, além de gerar experiências de encantamento quando essas ações são positivas, as ações do monitor podem representar um papel de morte na vida de cada indivíduo que passa pelo museu. Diante dessa perspectiva inicial, surgiu neste trabalho o processo de conquista de território de um grupo de estudantes do curso de Licenciatura em Ciências da Natureza, da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, que participaram desta pesquisa. Esse processo envolveu a linguagem como parte de um fenômeno social, a ruptura de certos padrões de negação impostos por determinados grupos sociais ou instituições, experiências de encantamento que surgiram a partir dessas rupturas e de um ambiente de aceitação mútua que possibilita transformação pessoal e coletiva.
Título en inglés
Understanding of monitors of spaces of non-formal education about its activities in museums and science centers: a biological and cultural approach
Palabras clave en inglés
Cultural biology
Experiences of enchantment
Human mediation
Monitors
Science museums
Territory
Resumen en inglés
This is a qualitative research using focus group as methodology in its data collection and textual analysis as strategy for the corpus resulting from the transcription of the data. In this work we investigate the monitor's understanding about their activities in museums and science centers of non-formal education. The question was based on their perception about the space and the visitors. In addition, to analyze the experiences narrated by monitors in the light of cultural biology and to identify in the speech of these, some elements related to their "enchantment" by activities carried out in museums and science centers. We realize in this work that the human mediation is essential in the process of transformation of the individual. Considering the individual not just the monitor or the public, but both. The human mediation provides experiences of enchantment, but the monitor can also represent a part of death experiences. The social phenomenon permeates all human relationships that are established between the subjects, and these can be characterized by the acceptance or denial of the other. On acceptance of the other and of ourselves, we can have experiences of enchantment that directly or indirectly act on personal and collective transformation of social subjects. In this context, the action of the monitor within an area of non-formal education such as museums or science centers can have positive or negative results about the public answered, besides generating enchantment experiences when these actions are positive. On the other hand, the actions of the monitor can represent a part of death in the life of every individual that passes by the museum. On this initial perspective, in this work emerged the process of conquest of territory of a group of students of the course of degree in natural sciences, from the school of Arts, Sciences and Humanities of the University of São Paulo, who participated in this survey. This process involved the language as part of a social phenomenon, the rupture of patterns of denial imposed by certain social groups or institutions, experiences of enchantment that emerged from these ruptures and of an environment of mutual acceptance which results in a continuous process of personal and collective transformation.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2014-05-05
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.