• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.82.2013.tde-09102013-133840
Documento
Autor
Nome completo
Paula Rossi Carneiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2013
Orientador
Banca examinadora
Teles, Lídia Cristina da Silva (Presidente)
Ferreira, Léslie Piccolotto
Manzano, Roberta Munhoz
Marques, Reinaldo Monteiro
Montagnoli, Arlindo Neto
Título em português
A influência de diferentes posturas da coluna cervical na análise do sinal de voz
Palavras-chave em português
Cervical
Fotogrametria
Postura
Voz
Resumo em português
A boa postura corporal é importante para otimizar a função vocal. Apesar de encontrado o assunto postura e voz na literatura, não foram encontradas pesquisas que estudem os posicionamentos específicos de cabeça e pescoço e como estas influenciam o sinal de voz. O objetivo do presente estudo foi verificar a influência da anteriorização, da posteriorização e da extensão da cabeça no sinal de voz. Foram selecionados 50 homens e 50 mulheres não tabagistas e sem queixas vocais, com idade média de 24,72 e 23,46 anos, respectivamente. Foram demarcados nos participantes três pontos anatômicos: acrômio da escápula, côndilo da mandíbula e processo xifoide do esterno. Os indivíduos foram fotografados sentados em vista lateral com a coluna vertebral ereta simultaneamente ao processo de gravação da vogal /a/ sustentada pelo programa Sound Forge 7.0® em quatro diferentes posturas cervicais: P1) ereta; P2) anteriorização de cabeça; P3) posteriorização de cabeça; e P4) extensão cervical. As posturas foram analisadas por fotogrametria computadorizada pelo programa Corel Draw X3®. As vozes foram estudadas por análise acústica por meio do programa MDVP e por avaliação perceptivo auditiva realizada por três fonoaudiólogos meio de uma escala visual analógica com 100 milímetros de comprimento. A partir dos pontos anatômicos demarcados foram estudados pela fotogrametria os ângulos: côndilo-acrômio (ACA), mento-esternal (AME) e de Frankfurt (AF). Os resultados posturais e vocais foram analisados estatisticamente pelos testes Anova e Tukey com p<0,05. Na fotogrametria, foram encontradas diferenças significantes (p<0,05) em ACA e AME na P2 e P3 em relação à P1 e em AF na P4 quando comparado à P1, para homens e mulheres. Na análise acústica da voz foram encontradas diferenças significantes (p<0,05) na frequência fundamental (F0) na comparação da P2 e P4 em relação à P1 em ambos os grupos, e no shimmer na P4 no grupo das mulheres. Na avaliação perceptivo auditiva foram encontradas diferenças significantes (p<0,05) na comparação da P2 com P1 com pior grau geral, maior tensão e pitch mais agudo para ambos os grupos e maior rugosidade no grupo dos homens na P2. Foi observado na comparação da P3 com P1 diferenças significativas (p<0,05) com pior grau geral, maior tensão, aumento do loudness, pitch mais agudo e maior rugosidade para ambos os grupos na P3. E na P4 foram encontradas pior grau geral, maior tensão, aumento do loudness e pitch mais agudo para ambos os grupos em relação à P1 (p<0,05), e maior rugosidade e soprosidade na P4 (p<0,05) para o grupo dos homens. Conclui-se que pelos achados fotogramétricos que os indivíduos se posicionaram corretamente nas posturas solicitadas. Nas posições da P2, P3 e P4 a voz se torna mais aguda, com maior tensão e com pior qualidade vocal quando comparadas à P1, e em P3 e P4 também se observa o aumento do loudness.
Título em inglês
The influence of different postures of cervical spine in the vocal signal analysis
Palavras-chave em inglês
Cervical
Photogrammetry
Posture
Voice
Resumo em inglês
The good corporal posture is important to optimize the vocal function. Although the subject posture and voice has been found in the literature, it wasnt found researches that investigates how the specifics positions of head and neck influence the vocal signal. The aim of the present investigation was to verify the influence of forward head position, backward head position and cervical extension in the vocal signal. It was selected 50 men and 50 women, nonsmokers and without vocal complains, with average age of 24,72 and 23,46 years old, respectively. It was marked in the subjects three anatomic structures: acromion in the scapula, mandibular condyle and xiphoid process in the sternum. The participants were photographed sited in lateral view in a straight spine alignment simultaneously of the recording process of the sustained vowel /a/ by the program Sound Forge 7.0® in four different cervical postures: P1) straight alignment; P2) forward head position; P3) backward head position; and P4) cervical extension. The postures were analyzed by photogrammetry by the Corel Draw program. The voice were studied by acoustic analysis by the MDVP program and by perceptual speech analysis done by three speech therapists using a visual analogue scale with 100 millimeters of length. From the anatomic structures marked were studied by photogrammetry the angles: condyle-acromion (ACA), menton-sternum (AME) and Frankfurt (AF). The postural and vocal results were statistically analyzed by the Anova and Tukey tests with p<0,05. In the photogrammetry, were found significant differences (p<0,05) in ACA and AME in P2 and P3 in relation to P1 and in AF in P4 when compared to P1, for both men and women. IN the acoustic analysis were found significant differences (p<0,05) in fundamental frequency (F0) in the comparison of P2 and P4 with P1 in both groups, and in shimmer in the P4 for the women group. In the perceptual speech analysis were found significant differences (p<0,05) ) in the comparison of P2 with P1 with worse general degree, increased tension and pitch more acute for both groups and increased roughness for the men group in the P2. It was observed in the comparison of P3 with P1 significant differences (p<0,05) with worse general degree, increased tension, increased loudness, pitch more acute and increased roughness for both groups in P3. And in P4 were found worse general degree, increased tension, increased loudness and pitch more acute for both groups and increased roughness and breathiness in P4 (p<0,05) for the men group. It can be concluded by the founds in photogrammetry that the subjects were correctly positioned in the postures solicited. IN the P2, P3 and P4 positions the voice become more acute, with more tension and worse quality when compared to the P1 position, and also in P3 and P4 can be observed increased loudness.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-10-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.