• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.82.2012.tde-17072012-142118
Documento
Autor
Nome completo
Paula Belini Baravieira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2012
Orientador
Banca examinadora
Montagnoli, Arlindo Neto (Presidente)
Brasolotto, Alcione Ghedini
Tsuji, Domingos Hiroshi
Título em português
Análise do padrão vibratório das pregas vocais em sujeitos com e sem nódulo vocal por meio de videolaringoscopia de alta velocidade
Palavras-chave em português
Disfonia
Fonação
Laringoscopia
Resumo em português
O objetivo do presente trabalho foi analisar por meio da videolaringoscopia de alta velocidade o padrão vibratório das pregas vocais de indivíduos com e sem nódulo de prega vocal. Além disso, comparar o padrão vibratório das pregas vocais, de todos os grupos, analisado pela videolaringoscopia de alta velocidade com os resultados das análises acústica e quimográfica. Participaram deste estudo 36 indivíduos, do gênero feminino, com idades entre 18 e 45 anos, divididos em 3 grupos: grupo controle (GC), com 18 mulheres sem lesão nas pregas vocais e com vozes normais, grupo com nódulo vocal incipiente (GNI) com 8 mulheres com nódulo vocal incipiente e grupo com nódulo vocal (GN) composto por 10 mulheres com nódulo vocal de pequeno a grande. Procedimentos: gravação vocal, para análise acústica e perceptivo-auditiva, e exame laríngeo com a videolaringoscopia de alta velocidade para análise das imagens de alta velocidade (HSV) e da quimografia digital (DKG). Resultados: Encontraram-se tempos de fase do ciclo glótico semelhantes entre o grupo controle e o grupo com nódulo vocal incipiente, no entanto, significativamente menores do que os tempos de fase dos indivíduos com nódulo vocal, com exceção do tempo de fechamento. Observou-se também diferenças para o quociente de abertura (OQ), no grupo com nódulo vocal a proporção em que a prega vocal ficou aberta em um ciclo foi significativamente maior do que no grupo sem nódulo (OQ = 0,81 ± 0,07 e OQ = 0,68 ± 0,12, respectivamente). Além disso, por meio da quimografia digital pode-se observar que a amplitude de vibração das pregas vocais foi significativamente reduzida no grupo com nódulo vocal em relação aos indivíduos sem nódulo. Discussão e Conclusão: Concluiu-se neste trabalho, por meio da análise da videolaringoscopia de alta velocidade, que o padrão de vibração das pregas vocais foi regular em todos os grupos analisados, apresentando variações mínimas em relação ao período e à amplitude. Na comparação dos grupos, observou-se que o grupo com nódulo vocal apresentou redução da amplitude de vibração das pregas vocais em relação ao grupo controle. Além disso, no grupo com nódulo vocal o quociente de abertura indicou predomínio do tempo de fase aberta. Na comparação das metodologias empregadas concluiu-se que a videolaringoscopia de alta velocidade e a quimografia digital avaliam de forma distinta os tempos de fase do ciclo vibratório, e, consequentemente o quociente de abertura das pregas vocais, cujo cálculo é baseado nestes tempos de fase. Estes resultados alertam a necessidade de estabelecerem-se valores diferentes para a normalidade entre a videolaringoscopia de alta velocidade e a quimografia digital.
Título em inglês
Analysis of the vibrations of vocal folds in subjects with and without vocal nodule by means of High-speed videoendoscopy
Palavras-chave em inglês
Dysfonia
Laryngoscopy
Phonation
Resumo em inglês
This dissertation reports on the analysis of the vocal fold vibration pattern of subjects with and without vocal fold nodule by high-speed videoendoscopy. It also compares the pattern of vocal fold vibration in all groups analyzed with the results of acoustic and kymograph analyses. Thirty six women whose age ranged from 18 to 45 participated of the study. They were divided into 3 groups: control group (GC), with 18 women with no lesions on vocal folds; incipient vocal nodule group (GNI), composed of 8 women with incipient vocal nodule; and vocal nodule group (GN), composed of 10 women with a smallto-large vocal nodule. The procedures comprised voice recording for acoustic analysis and auditory-perceptual and highspeed videoendoscopy for high-speed image analysis and digital kymography (DKG). The results revealed phases of the vibration cycle (open phase, closed phase, opening phase and closing phase) similar to those of the control group and incipient vocal nodule group, but significantly lower than the phase times of the vibration cycle of vocal nodule group, except for the closing phase. Regarding the open quotient (OQ), in the group with vocal nodule the proportion at which the vocal fold was opened in a cycle was significantly higher than the control group (OQ = 0,81 ± 0,07 and OQ = 0,68 ± 0,12, respectively). The digital kymography allowed observing that the vibration amplitude of the vocal folds was significantly reduced in the group with vocal nodule in comparison to the control group. By means of the high-speed videoendoscopy analysis, it was possible to conclude that the pattern of vocal fold vibration was regular in all groups, with minor variations in the period and amplitude. By comparing the groups, the group with vocal nodule decreased the amplitude of vibration of the vocal folds in the control group. Moreover, in the group with vocal nodule the open quotient indicated predominance of the open phase. The comparison of the methodologies allowed concluding that high-speed videoendoscopy and digital kymography asses the time phase of the vibration cycle differently, and hence the open quotient the vocal folds, which is calculated based on these times of phase. The results emphasize the need to set up different values for the normality of high-speed videoendoscopy and digital kymography.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-07-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.