• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.82.2013.tde-27062013-145322
Documento
Autor
Nome completo
Taiuani Marquine Raymundo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2013
Orientador
Banca examinadora
Santana, Carla da Silva (Presidente)
Marques, Paulo Mazzoncini de Azevedo
Toyoda, Cristina Yoshie
Título em português
Aceitação de tecnologias por idosos
Palavras-chave em português
Aceitação
Idoso
Tecnologia
Resumo em português
Introdução: De acordo com o Censo de 2010 o Brasil possui uma população com cerca de 14 milhões de idosos, ou seja, 7,4% da população total. O aumento da expectativa de vida da população e o consequente aumento do número de idosos trazem à tona desafios a serem enfrentados no âmbito econômico, político, demográfico e social. Em contrapartida ao envelhecimento populacional tem-se o avanço tecnológico, o qual colocou a população idosa em situação de desvantagem, pois, suas experiências ao longo da vida foram moldadas por suas experiências anteriores em ambientes tecnológicos que diferem dos ambientes de hoje. Para compreender como a população idosa lida com os desafios da tecnologia e quais são as variáveis que influenciam no uso e na aceitação das mesmas é essencial que se leve em conta as características do idoso assim como das tecnologias. Objetivo: Analisar a aceitação de tecnologias por idosos e as variáveis que influenciam o uso, a aceitação e inserção destas no cotidiano. Materiais e métodos: Trata-se de um estudo de caráter transversal, qualitativo-quantitativo e analítico. A amostra foi composta por 100 idosos com média de idade de 69,38 anos. A escolha de entrevistados foi aleatória. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do HCFMRP-USP. Os procedimentos de coleta de dados incluíram: 1) Questionário socioeconômico, 2) Escala de avaliação das Atividades Instrumentais da Vida Diária de Lawton e Brody, 3) Escala para avaliação das aceitação de tecnologias e 4) Questionário sobre os possíveis fatores que interferem no uso de aparelhos eletrônicos. Na análise de dados foi utilizado o método de estatística descritiva e para o cálculo estatístico utilizou-se o teste do 2, o teste exato do 2 e o coeficiente de correlação não linear de Spearman. Resultados e discussão: Dos participantes, 78% eram do gênero feminino, casados (44%), com Ensino Médio completo (59%), economicamente não ativos (aposentados ou do lar, 89%) e moradores da cidade de Ribeirão Preto (75%). Quanto à capacidade funcional, 56% dos idosos foram considerados independentes para a realização das atividades instrumentais de vida diária e 44% apresentaram dependência parcial. Quanto à aceitação de tecnologias, 96,97% relataram aceitar. Do total de idosos, 54% relataram que os aparelhos eletrônicos são complicados e difíceis de serem utilizados, 69% concordaram que as tecnologias não foram desenvolvidas com foco na população idosa, 64% relataram que o idioma dos aparelhos e dos manuais dificulta o uso. Porém, 89% reconheceram a importância das tecnologias, 91% reconheceram a utilidade e 87% relataram motivação para aprender a utilizar tecnologias. Conclusão: Fatores como medo, receio, motivação, gênero, características dos aparelhos e o reconhecimento dos benefícios, da utilidade e da importância das tecnologias apresentaram influenciam no uso e na aceitação de tecnologias, porém, variáveis como idade, renda, e nível de instrução educacional não apresentaram correlações significativas com a aceitação de tecnologias, não exercendo assim, influência sobre ela.
Título em inglês
Acceptance of technologies by elderly
Palavras-chave em inglês
Acceptance
Elderly
Technology
Resumo em inglês
Introduction: According to Censo 2010, Brazil has a population of about 14 million seniors, or 7.4% of the total population. The increased life expectancy of the population and the consequent increase in the number of elderly people bring up challenges to be faced in the economic, political, demographic and social scopes. In contrast to the aging population has technological advancement, which put the elderly at a disadvantage, because their experiences throughout life have been shaped by their previous experiences in technological environments that differ and many of today's environments. To understand how elderly people deal with the challenges of technology and what are the variables that influence the use and acceptance of the same is essential to take into account the characteristics of the elderly as well as technologies. Objectives: Analyze the acceptance of technologies by the elderly and the variables that influence the use and acceptance and inclusion of these in everyday life. Materials and Methods: This is a Cross-sectional, qualitative-quantitative and analytical study. The sample consisted of 100 elderlies with a mean age of 69,38 years. The choice of interviewees was random. The project was approved by the Ethics Committee of HCFMRP-USP. The procedures for data collection included: 1) Socioeconomic questionnaire, 2) Evaluation scale of Instrumental Activities of Daily Living of Lawton and Brody, 3) Scale to assess the attitudes of older people in relation to technology and 4) Questionnaire about the possible factors involved in the use of electronic devices. For statistical calculation was used the 2 test, the exact 2 and linear correlation coefficient of Spearman. Results and discussion: Of the participants, 78% were female, married (44%) with complete high school (59%), not economically active (retired or housewives, 89%) and residents of the city of Ribeirão Preto (75%). With regard to functional capacity, 56% of seniors were considered independent in the performance of instrumental activities of daily living and 44% had partial dependency. Regarding acceptance of technologies, 96,97% reported accept. Of the elderly, 54% reported that the electronics are complicated and difficult to use, 69% agreed that the technologies were not developed thinking in the elderly, 64% reported that the language of equipment and manuals difficult to use. Nevertheless, 89% recognize the importance of technology, 91% recognize the usefulness and 87% reported motivation to learn to use technology. Conclusion: Factors such as fear, apprehension, motivation, gender, device characteristics and recognition of the benefits, the usefulness and importance of technology presented influence in the acceptance and use of technology, however, variables such as age, income, and educational level showed no significant correlations with the acceptance of technologies, not exercising influence on it.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-07-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.