• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.82.2016.tde-28032016-140813
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Ribeiro Marques
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2014
Orientador
Banca examinadora
Santana, Carla da Silva (Presidente)
Marques, Paulo Mazzoncini de Azevedo
Toyoda, Cristina Yoshie
Título em português
Viabilidade do uso de ferramentas de telereabilitação para o acompanhamento à distância de pacientes com sequelas pós-acidente vascular cerebral
Palavras-chave em português
AVC
Telereabilitação
Terapia ocupacional
Viabilidade de uso
Resumo em português
O acidente vascular cerebral (AVC) é a principal causa de mortes no Brasil entre os óbitos por doenças cerebrovasculares e a principal causa de incapacidade no mundo. Este é um problema substancial de saúde pública e econômico, representa mais da metade dos pacientes neurológicos hospitalizados e muitos apresentam sequelas como hemiparesia, dependência completa ou parcial, afasias e dificuldade na deambulação. Um recurso para potencializar a reabilitação é a "Telereabilitação" (TR), que usa as tecnologias de informação e comunicação (TIC's) para acompanhamento à distância. Inúmeros benefícios da telessaúde e TR já foram descritos, incluindo um melhor acesso aos serviços de saúde, custo-eficácia, mais oportunidades educacionais, melhoria dos resultados na recuperação, melhor qualidade dos cuidados, melhor qualidade de vida e reforço dos suportes sociais. O presente trabalho realizou um levantamento da percepção dos profissionais e das ferramentas utilizadas por terapeutas ocupacionais para acompanhamento à distância de pacientes com seqüelas de AVC, assim como introduziu ferramentas de TR (mensagens de texto, telefonemas, chats online, etc) em serviços de reabilitação da cidade de Ribeirão Preto e verificou sua viabilidade de uso com estes pacientes. O estudo se desenvolveu em duas partes: 1) levantamento da percepção dos profissionais e das tecnologias usadas nos serviços de terapia ocupacional através de um questionário semi-estruturado; 2) implantação de ferramentas de acompanhamento à distância integradas ao acompanhamento convencional. A parte de implantação foi dividida em duas fases. Na primeira com o uso de somente uma ferramenta para acompanhamento do paciente (por exemplo a mensagem de texto via celular) e a segunda com o uso de duas ferramentas em conjunto (telefonemas e mensagens de texto). O acompanhamento dos pacientes em cada fase foi pelo período de no máximo dois meses. A viabilidade de uso das tecnologias foi avaliada nos aspectos de tempo dispensado para uso, facilidade, percepção de utilidade e adesão à ferramenta, que foram analisados através de questionários estruturados aplicados com o terapeuta do serviço e o paciente. Obteve-se como resultado da primeira parte do estudo um levantamento com 27 terapeutas ocupacionais. Na segunda parte as ferramentas foram introduzi das no tratamento de 9 pacientes. Foi verificado que muitos profissionais já utilizam na clínica as tecnologias de informação e comunicação para acompanhamento à distância. Pôde-se discutir sobre a importância da ética no uso de tecnologias para acompanhamento à distância, da consideração de aspectos como da confiabilidade da informação fornecida pela tecnologia, avaliação das habilidades do paciente para uso, uso de tecnologias de uso prévio do paciente, avaliação da sua rotina e hábitos de vida no momento da escolha da ferramenta. Os pacientes acompanhados não apresentaram dificuldades no uso das ferramentas introduzidas, relataram satisfação com uso e foi observado pelos terapeutas a facilitação do processo de reabilitação através da maior adesão das orientações, monitoramento do paciente e motivação na terapia.
Título em inglês
Feasibility of using telerehabilitation tools for distance care of patients with sequelae after stroke
Palavras-chave em inglês
Feasibility of use
Ocupational therapy
Stroke
Telerehabilitation
Resumo em inglês
Stroke is the leading cause of death in Brazil between deaths due to cerebrovascular disease and the leading cause of disability worldwide. This is an issue of substantial public health and economic accounts for more than half of patients hospitalized and many have neurological sequelae such as hemiparesis, partial or complete dependence, aphasia and difficulty in walking. A resource for enhancing rehabilitation is "Telereabilitação" (TR), which uses communication technologies for distance care. Numerous benefits of telehealth and TR have been described, including improving access to health services, cost-effective, more educational opportunities, improved results in recovery, better quality of care, better quality of life and strengthening social supports. This study conducted a survey of the perceptions of professionals and the tools used by occupational therapists for remote monitoring of patients with sequelae of stroke, as well as introduced the TR (text messages, phone calls, online chats, etc.) tools in rehabilitation services the city of Ribeirão Preto and verifted its feasibility of use with these patients. The study was conducted in two parts: 1) raising the awareness of professionals and technology used in occupational therapy services through a semi-structured questionnaire; 2) implementation of the integrated monitoring to conventional monitoring tools away. The deployment part was divided into two phases. At first only with the use of a tool for monitoring the patient (e.g. via mobile text message), and the second using two tools together (phone calls and text messages). Monitoring of patients in each phase was the period of maximum two months. The feasibility of using technology was evaluated in the aspects of time allocated for use, ease, perceived usefulness and adherence to the tool, which were analyzed using structured questionnaires with the therapist and the patient service. Obtained as a result of the first part of the study a survey of 27 occupational therapists. In the second part the tools were made in the treatment of patients 9. It was found that many professionals now use in clinical information technology and communication for remote monitoring. We can discuss about the importance of ethics in the use of technology for remete monitoring, the consideration of aspects such as the reliability of the information provided by the technology, skills assessment of the patient to use, use of prior patient use technologies, assessment of your routine and lifestyle in their choice of tool. The patients monitored had no difficulties in using the tools introduced, reported satisfaction with use and was observed by the therapists facilitating the rehabilitation process through greater adherence to the guidelines, patient monitoring and motivation in therapy.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-03-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.