• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.83.2016.tde-24112015-135310
Documento
Autor
Nome completo
Bethania Ferreira Goulart
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Chaves, Lucieli Dias Pedreschi (Presidente)
Camelo, Sílvia Helena Henriques
Fortuna, Cinira Magali
Guirardello, Edinêis de Brito
Simões, Ana Lúcia de Assis
Título em português
Aspectos facilitadores e dificultadores do trabalho em equipe em Unidade de Alta Densidade Tecnológica
Palavras-chave em português
Assistência hospitalar
Enfermagem
Equipe de assistência ao paciente
Hospitais
Organização e administração
Relações interprofissionais
Resumo em português
O trabalho em equipe representa estratégia para superação da frágil articulação entre profissionais, sendo potencializado pela prática colaborativa entre agentes e gestão participativa. Entretanto, os arranjos organizacionais não favorecem a interação entre os profissionais e dificultam o trabalho em equipe. A magnitude dos agravos cardiovasculares por serviços regulados e estruturados, pautados num enfoque multiprofissional em saúde, a carência de publicações científicas sobre trabalho em equipe na atenção hospitalar, a potência do trabalho em equipe para responder às demandas reais de saúde justificam investigações a respeito do trabalho em equipe de saúde em Unidade Coronariana, particularizando a compreensão de aspectos que dificultam e facilitam esse trabalho. Assim, esta pesquisa teve como objetivo analisar o trabalho em equipe, desenvolvido em unidade hospitalar de alta densidade tecnológica, segundo a perspectiva da equipe de saúde. É um estudo descritivo, utilizando dados qualitativos e quantitativos, realizado em Unidade Coronariana de um Hospital público, de ensino, de nível terciário, referência para atendimento de alta densidade tecnológica. A população constituiu-se de profissionais da equipe multiprofissional que atuavam na referida unidade há, pelo menos, um ano, sendo excluídos aqueles que se encontravam afastados do trabalho à época da coleta dos dados e os não localizados após três tentativas para agendamento da entrevista. Utilizou-se a Técnica do Incidente Crítico, e os dados primários foram coletados por meio de entrevista semiestruturada. A análise dos dados fundamentou-se em análise de conteúdo. Participaram do estudo 45 profissionais da equipe de saúde, sendo 20 técnicos/auxiliares de enfermagem; 11 médicos; nove enfermeiros; quatro fisioterapeutas e um psicólogo. Das entrevistas, emergiram 49 situações, das quais 38 (77,6%) receberam referências negativas e 11 (22,4%), positivas; 385 comportamentos, sendo 209 (54,2%) positivos e 176 (45,8%) negativos; além de 182 consequências que receberam 131 (71,9%) referências negativas e 51 (28,1%) positivas. As referências positivas indicam aspectos que facilitam o trabalho em equipe e as negativas, aqueles que dificultam. Foram considerados facilitadores do trabalho em equipe colaborar/relacionar-se com os outros profissionais, desenvolver assistência ao paciente conforme a competência profissional, relacionamento entre agentes pautado na prática colaborativa e comunicação. Aspectos como baixa colaboração entre profissionais, gerenciamento inadequado de agentes, despreparo profissional no atendimento à parada cardiorrespiratória/emergência, divergências nas condutas terapêuticas, limitação de recursos materiais e agir de maneira descomprometida com o trabalho dificultam o trabalho em equipe. Conclui-se que, apesar do predomínio de situações e consequências negativas relativas à dinâmica do trabalho em equipe nessa Unidade Coronariana, a ênfase em comportamentos positivos, favoráveis ao trabalho em equipe, evidencia investimento e esforço para superar dificuldades, na perspectiva da potência do trabalho em equipe para atingir a finalidade do trabalho em saúde. A partir dos resultados, acredita-se que aspectos relativos à formação/capacitação profissional e à organização do serviço precisam favorecer o trabalho em equipe, estando a centralidade do processo de trabalho dessa equipe nas relações entre agentes
Título em inglês
Facilitating and hindering aspects of teamwork in High-density 7Technology Unit
Palavras-chave em inglês
Hospital care
Hospitals
Interprofessional relations
Nursing
Organization and administration
Patient care team
Resumo em inglês
Teamwork is a strategy for overcoming the fragile link between professionals, enhanced by collaborative practices between agents and participatory management. However, the organizational arrangements do not favor the interaction between professionals, hindering teamwork. The magnitude of cardiovascular diseases, worsened by regulated and structured services, guided by a multi-professional approach to health, and the lack of scientific publications on teamwork in hospital care and its potential to meet real health needs justify studying the teamwork of a health team in a Coronary Care Unit, individualizing the understanding of aspects that hinder and facilitate this work. Thus, the aim of this study was to analyze the teamwork developed in hospital of high technological density, from the perspective of the health team. It is a descriptive study using qualitative and quantitative data, held in a teaching, tertiary, reference Coronary Care Unit for a high technological density service. The population consisted of professionals from the multidisciplinary team who worked in that unit for at least one year, excluding those who were out of work at the time of data collection or who were not located after three attempts to schedule the interview. The Critical Incident Technique was used, and primary data were collected through semi- structured interviews. Data analysis was based on content analysis. Study participants were 45 health team professionals, 20 nursing technicians/aides; 11 physicians; 9 nurses; 4 physical therapists and 1 psychologist. The interviews revealed 49 situations, of which 38 (77.6%) were negative references and 11 (22.4%) positive; 385 behaviors, where 209 (54.2%) were positive and 176 (45.8%) negative; in addition to receiving 182 consequences of which 131 (71.9%) were negative and 51 (28.1%) were positive references. Positive references indicate aspects that facilitate teamwork and negative aspects that hinder it. The characteristics among staff such as collaboration/relationship with other professionals, development of patient care according to professional competence, relationship between guided agents in collaborative and communication practice were considered teamwork facilitators. Aspects such as low collaboration among professionals, inadequate agent management, lack of professional preparation to assist heart arrests/emergencies, differences in therapeutic approaches, limitation of material resources and lack of commitment to work hinder teamwork. In conclusion, despite the predominance of negative situations and consequences related to the dynamics of teamwork in this Coronary Care Unit, the emphasis on positive behavior, favorable to teamwork, shows investment and effort to overcome difficulties in view of the teamwork potential to achieve the purpose of health work. Analyzing these results, it is believed that aspects of the professional education/training and service organization must promote teamwork, with the centrality of the working process of this team focused on the relationships among agents
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-05-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.