• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.84.2019.tde-02042019-102658
Documento
Autor
Nome completo
Jimena Beatriz Aliaga Gamarra
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Urquidi, Vivian Grace Fernandez Davila (Presidente)
Nicté, Fabiola Escárzaga
Teixeira, Vanessa Corsetti Gonçalves
Título em português
As mulheres indígenas como vítimas de violência nos relatórios finais das comissões da verdade da Guatemala e Peru
Palavras-chave em português
CEH
Colonialidade
Comissão da Verdade
Conflito armado interno
CVR
Gênero
Guatemala
Peru
Violência
Resumo em português
Anos de intensos conflitos armado internos resultaram em inúmeros fatos de violência e violações de direitos humanos na Guatemala (1960-1996) e no Peru (1980-2000). Depois do fim destes enfrentamentos se estabeleceram Comissões de Verdade com o fim de investigar o acontecido durante os mesmos e de elaborar relatos que incluíssem as causas dos conflitos, os períodos de violência, os atos de violência perpetrados e as consequências e sequelas dos mesmos na população. Em ambos os países, os principais afetados pela violência foram as populações indígenas, o setor historicamente mais excluído e marginalizado. Nesta dissertação analisa-se comparativamente as abordagens usadas pela Comisión de Esclarecimiento Histórico (CEH) da Guatemala e a Comisión de la Verdad (CVR) do Peru nos seus Relatórios Finais para retratar a situação de impacto diferenciado da violência que as mulheres indígenas sofreram durante os enfrentamentos armados internos acontecidos nestes países. Baseados no conceito de colonialidade do poder de Aníbal Quijano e da colonialidade do gênero de María Lugones, buscar-se-á entender a etnia, o gênero e a classe social como fatores de exclusão indissolúveis que repercutiram nas experiências e no impacto diferenciado da violência que sofreram as mulheres indígenas durante os conflitos armados internos acontecidos na Guatemala e no Peru.
Título em inglês
Indigenous women as violence victims in the final reports of the Truth Commissions in Guatemala and Peru
Palavras-chave em inglês
CEH
Coloniality
CVR
Gender
Guatemala
Internal armed conflict
Peru
Truth Commission
Violence
Resumo em inglês
Years of intense internal armed conflicts resulted in countless acts of violence and human rights violations in Guatemala (1960-1996) and Peru (1980-2000). After the end of these conflicts, Truth Commissions were established in order to investigate what occurred during these clashes and elaborate reports that would include the causes of the struggles, the periods of violence, the acts of violence that were carried out and the consequences and effects on the population. In both countries the indigenous populations, the most excluded and marginalized historically, were the main victims of horrendous crimes. In this dissertation we compare the approaches that the "Historical Clarification Truth Commission" of Guatemala and the "Truth and Reconciliation Truth Commission" of Peru used in their Final Reports regarding the differential impact of violence on indigenous women during the armed conflicts that took place in these countries. Based on the concept of coloniality of power by Aníbal and coloniality of gender by María Lugones, we argue that ethnicity, gender and social class are indissoluble factors that greatly influenced the experiences and the singular impact of violence on indigenous women during the armed conflicts in Guatemala and Peru.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-04-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.