• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.85.2016.tde-07062016-091546
Documento
Autor
Nome completo
Eduardo Yoshio Toyoda
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Sordi, Gian Maria Agostino Angelo (Presidente)
Federico, Claudio Antonio
Madi Filho, Tufic
Título em português
Evolução das doses no ambiente do Reator IEA-R1 e tendências com base nos resultados atuais
Palavras-chave em português
ambiente
doses
evolução
reator
tendências
Resumo em português
O Ipen/Cnen-SP possui um Reator de Pesquisa(IEA-R1) em operação desde 1957. Ele utiliza água leve como blindagem, moderador e como fluido refrigerante, o volume desta piscina é de 273m3. Até 1995 a operação do Reator era descontinua, ou seja, operava diariamente sendo desligado no final do dia, a uma potência de 2,0 MW. A partir daquele ano, após algumas modificações de segurança, o Reator passou a operar de forma continua, ou seja, de segunda-feira a quarta-feira sem ser desligado, totalizando 64 horas semanais. A potência também foi aumentando até 4,5 MW em 2012. Em virtude dessas alterações, a saber, operação contínua e do aumento da potência, as doses dos trabalhadores aumentaram e por isso foram realizados vários estudos para diminui-las. Estudos demonstraram que uma das principais limitações para operação de um reator em potência elevada, provém das radiações gama emitidas pelo sódio-24. Outros elementos como magnésio-27, Alumínio-28, Argônio-51, contribuem de forma considerável para a atividade da água da piscina. A introdução de uma camada de água quente em sua superfície, estável e isenta de elementos radioativos com 1,5m a 2m de espessura constituiria uma blindagem às radiações provenientes dos elementos radioativos dissolvidos na água. Estudos de otimização provaram que a instalação da camada quente não era necessária para o regime e potência atual de operação do Reator, pois outros procedimentos adotados eram mais eficazes. A partir desta decisão o serviço de Proteção Radiológica do Reator IEA-R1, montou um programa de avaliação das doses para certificar-se de que elas se mantinham em valores razoáveis baseados em princípios estabelecidos em normas nacionais e internacionais. O intuito deste trabalho é realizar uma análise das doses individuais dos IOE (Individuo Ocupacionalmente Expostos), considerando as mudanças no regime de operação do Reator e sugerir opções de proteção e segurança, viáveis em primeira instância, para reduzir as doses analisadas, visando se chegar aos níveis de referencia de 3 mSv/ano adotados pela instalação em apreço.
Título em inglês
The evolution of doses in THE IEA-R1 reactor environment and tendencies based on the current results
Palavras-chave em inglês
doses
environment
evolution
reactor
tendencies
Resumo em inglês
The IPEN / CNEN-SP have a Nuclear Research Reactor-NRR named IEA-R1, in operation from 1957. It is an open swimming pool reactor using light water as shielding, moderator and as cooling, the volume of this pool is 273m3.Until 1995 the reactor operated daily at a power of 2,0 MW. From June of that year, after a few safety modifications the reactor began operating in continuous way from Monday to Wednesday without shutdown totalizing 64 hours per week and the power was increased to 4,5MW also. Because of these changes, continuous operation and increased power, workers´ doses would tend to increase. In the past several studies were conducted seeking ways to reduce the workers´ doses. A study was made on the possibility to introduce a shielding at the top of the reactor core with a hot water layer. Studies have shown that a major limitation for operating a reactor at high power comes from the gamma radiation emitted by the sodium-24. Other elements such as magnesium-27, aluminum-28, Argon-51, contribute considerably to the water activity of the pool. The introduction of a hot water layer on the swimming pool would form a layer of surface, stable and free of radioactive elements with a 1.5m to 2m thickness creates a shielding to radiation from radioactive elements dissolved in water. Optimization studies proved that the installation of the hot layer was not necessary for the regime and the current power reactor operation, because other procedures adopted were more effective. From this decision the Radiological Protection Reactor Team, set up a dose assessment program to ensure them remained in low values based on principles established in national and international standards. The purpose of this paper is to analyze the individual doses of OEI (Occupationally Exposed Individual), which will be checked increasing doses resulting from recent changes in reactor operation regime and suggested viable safety and protection options, in the first instance to reducing the doses in question aimed at the goal of reaching acceptable doses belonging to the reference level of 3 mSv/y taken by the reactor facility.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-07-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.