• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.85.2013.tde-08082013-125722
Documento
Autor
Nome completo
Fernando Augusto Neves Soares
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Mathor, Monica Beatriz (Presidente)
Machado, Luci Diva Brocardo
Paggiaro, André Oliveira
Título em português
Análise morfológica e biomecânica do âmnio conservado em glicerol esterilizado com diferentes doses de radiação ionizante
Palavras-chave em português
colorimetria sólida
membrana amniótica
OCT
TG
Resumo em português
A membrana amniótica é a camada interna das membranas fetais (placenta), amplamente utilizada em transplantes por ser um tecido que combina propriedades anti-inflamatórias, antimicrobianas e antifibróticas, além da limitada capacidade de provocar reações imunológicas. O uso da membrana fresca tem algumas limitações, como a necessidade de rápida utilização e a impossibilidade de obter total segurança diante de certas infecções. Qualquer tecido biológico utilizado para transplante deve ser estéril. A radioesterilização é uma alternativa para garantir a qualidade e segurança dos tecidos usados em transplantes e outras aplicações clínicas, a fim de minimizar os riscos de contaminação do receptor do tecido, porém a mesma pode causar alterações indesejáveis no tecido. No presente trabalho, foram testadas doses de 10, 15, 25 e 35 kGy, utilizando duas fontes de radiação ionizante: raios gama proveniente de fonte de Cobalto-60 e feixe de elétrons. Na análise qualitativa visual e táctil foi observado que, nas doses mais elevadas (a partir de 25 kGy) para ambas as fontes de radiação, as membranas irradiadas sofreram maior alteração de cor, tornando-se mais amareladas e com diminuição da elasticidade, deixando-as mais rígidas. A colorimetria sólida possibilitou minimizar a subjetividade da análise visual e a microscopia óptica foi essencial para avaliar as alterações histológicas comprovando, respectivamente, que a alteração de cor da membrana e o grau de degradação das camadas subjacentes do tecido tem relação direta com a dose de radiação empregada. Desse modo, as doses de 10-35 kGy podem ser aplicadas nas membranas amnióticas para sua utilização como bandagem biológica, porém, para as doses a partir de 25 kGy deve-se levar em consideração a alteração de coloração e condensação das camadas da membrana se estas forem destinadas para o uso oftálmico ou como substrato transportador para transplante de tecido cultivado in vitro. Com as técnicas de OCT, TG e ensaio de tração não foi possível avaliar as alterações biomecânicas encontradas na análise qualitativa, nas condições experimentais realizadas devido aos desvios-padrão obtidos para as cinco membranas testadas.
Título em inglês
Morphological and biomechanical analysis of amnion stored in glycerol sterilized with different doses of ionizing radiation
Palavras-chave em inglês
amnioric membrane
OCT
solid colorimetry
TG
Resumo em inglês
The amniotic membrane is the inner layer of the fetal membranes (placenta), widely used in transplantation as it is a tissue that combines properties anti-inflammatory and antifibrotic antimicrobial, and limited ability to induce immune reactions. The use of fresh membrane has some limitations such as the need for rapid deployment and not being completely safe against of certain infections. Any biological tissue used for transplantation should be sterile. The radiosterilization is an alternative to ensure the quality and safety of tissues used in transplants, and other clinical applications to minimize the risk of contamination of the tissue´s receptor, but it can cause undesirable changes in the tissue. In this study, we tested doses of 10, 15, 25 and 35 kGy, using two sources of ionizing radiation: gamma rays from cobalt-60 source and electron beam. In qualitative, visual and tactile analysis it has been observed that higher doses (25 kGy and up, to both sources of radiation) irradiated membranes had a greater color change, becoming yellowed and decreased elasticity, becoming more rigid. The solid colorimetry minimized the subjectivity of visual analysis and optical microscopy was essential to evaluate the histological changes showing, respectively, the color change of the membrane and the degree of degradation of the underlying layers of tissue is directly related to the dose of radiation employed. Thus, doses of 10-35 kGy can be applied in the amniotic membranes for application as a biological bandage, however doses from 25 kGy and up should take into account the changes in color and condensation of the layers of the membrane for ophthalmic use or as a carrier substrate for transplantation of cultured tissue in vitro. With the techniques of OCT, TG and tensile testing was not possible to evaluate the biomechanical findings in the qualitative analysis, the experimental conditions due to the standard-deviations obtained for the five membranes tested.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
2013SoaresAnalise.pdf (5.43 Mbytes)
Data de Publicação
2013-08-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.