• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.85.2006.tde-09052012-151951
Documento
Autor
Nome completo
Simone Alberigi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Pecequilo, Brigitte Roxana Soreanu (Presidente)
Campos, Marcia Pires de
Yoshimura, Elisabeth Mateus
Título em português
Avaliação da exposição ao ²²²Rn nas cavernas do Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (PETAR)
Palavras-chave em português
cavernas
detector de traços
exposição
radônio
Resumo em português
No presente trabalho foram determinadas as concentrações de radônio em seis cavernas do Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (PETAR) e foi estimada a dose efetiva anual recebida pelos guias turísticos da região. O PETAR apresenta quatro núcleos de visitação: Santana, Ouro Grosso, Caboclos e Casa de Pedra e recebe anualmente cerca de 40 mil visitantes. As cavernas escolhidas foram Couto, Água Suja, Laje Branca, Morro Preto e Santana, do núcleo Santana e a caverna Alambari de Baixo do núcleo Ouro Grosso, por receberem o maior número de turistas. Os níveis de radônio foram determinados utilizando detectores de traços nucleares do estado sólido Makrofol E expostos trimestralmente por um período de 26 meses, entre Outubro de 2003 e Novembro de 2005. As concentrações de 222Rn variaram na faixa de 153 Bq.m-3 a 6607 Bq.m-3, sendo observado que, de uma maneira geral, os níveis de radônio diminuem nos períodos frios. A dose efetiva anual, considerando os cenários mais realistas, com média geométrica das concentrações, fator de equilíbrio 0,5 e tempo de exposição anual para cada caverna, variou entre 0,2 mSv.a-1 para a caverna Couto, bastante ventilada e 4,0 mSv.a-1 para a caverna Santana, a mais visitada, com galerias sem comunicação externa. Para o pior cenário, com média aritmética das concentrações, fator de equilíbrio 1 e tempo de exposição anual para todas as cavernas, a dose efetiva anual total foi 16,1 mSv.a-1. Todas as estimativas da dose efetiva anual estão abaixo de 20 mSv.a-1, sugerido como o valor limite para dose efetiva anual para exposição ocupacional pela Comissão Internacional de Proteção Radiológica (ICRP 60, 1990).
Título em inglês
222Rn exposure assessment in the caves of Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (PETAR)
Palavras-chave em inglês
annual limit of intake
Brazil
caves
dielectric track detectors
experimental data
ICRP
occupational exposure
radiation doses
radiation monitoring
radiation protection
radioecological concentration
radon 222
Resumo em inglês
In the present work, radon concentrations in six caves of PETAR - Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (High Ribeira River Turistic State Park) were carried out with Makrofol E solid state nuclear track detectors (SSNTD) and used to assess the annual effective dose received by regional tour guides. The park has four visitation centers: Santana, Ouro Grosso, Caboclos e Casa de Pedra and receives nearly 40,000 people annually. The caves evaluated were Couto, Água Suja, Laje Branca, Morro Preto and Santana, from Santana center and Alambari de Baixo from Ouro Grosso center, for being the most frequently visited caves. The exposure period of the SSNTD was, at least, three months, over a period of 26 months, from October 2003 to November 2005. The 222Rn concentrations lay in a range from 153 Bq.m-3 to 6607 Bq.m-3 and we observed that, in general, for chilly weather, the radon levels decrease. The annual effective dose, considering the most realistic scenario, with geometric mean concentrations, an equilibrium factor of 0.5 and annual exposure time for each cave, varied from 0.2 mSv.a-1 for the Couto cave, strongly ventilated, to 4.0 mSv.a-1 for the Santana cave, the most frequently visited and no external communication. For the worst scenario, with arithmetic mean concentrations, equilibrium factor 1 and annual exposure time for all caves, the annual effective dose was 16.1 mSv.a-1. All assessed effective doses received by the tour guides are bellow 20 mSv.a-1, suggested as an annual effective dose limit for occupational exposure by the International Commission of Radiological Protection (ICRP 60, 1990).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-05-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.