• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Amanda Ikegami
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Marumo, Maria Helena Bellini (Presidente)
Calió, Michele Longoni
Ferreira, Rafael Vicente de Padua
Título em português
Avaliação in vitro e in vivo do impacto do silenciamento do gene NF-kB1 no ciclo celular, capacidade proliferativa e na radiossensibilidade do adenocarcinoma renal
Palavras-chave em português
carcinoma de células renais
NF-kB1
proliferação
shRNA
Resumo em português
O carcinoma de células renais (CCR) é responsável por, aproximadamente, 1 a 3% das neoplasias malignas humanas e, dentre os tumores urológicos, é o mais agressivo. A heterogeneidade biológica, a resistência aos fármacos e os efeitos colaterais à quimioterapia são os maiores obstáculos ao tratamento eficaz do CCR. Várias moléculas vêm sendo correlacionadas com o fenótipo agressivo deste tumor, sendo uma delas o fator de transcrição NF-kB. Estudos demonstraram a ativação de NF-kB no CCR e muitos apontaram NF-kB1 (p50) como uma molécula importante na progressão tumoral e metástase. Neste trabalho, foi utilizada a técnica de silenciamento gênico de interferência por RNA - Short hairpin RNA (shRNA) - para diminuir a expressão de NF-kB1 em células murinas de carcinoma de células renais (Renca). Verificou-se que, in vitro, a diminuição da expressão do gene NF-kB1 reduz a capacidade proliferativa das células Renca e aumenta a taxa de apoptose tardia/necrose e a quantidade de células na fase G2/M do ciclo celular. Além disso, as análises de Western blot revelaram aumento significativo da expressão proteica de Ciclina B1 e Bax. A regulação negativa da p50 também alterou a capacidade clonogênica das células que, conjugada à irradiação ionizante, levou à diminuição significativa da fração de sobrevivência das células Renca e diminuiu a viabilidade celular verificada através do ensaio de MTS. Os ensaios in vivo mostraram que as células com baixa expressão de NF-kB1 (Renca-shRNA- NF-kB1) apresentam tumorigenicidade significativamente menor que as células controle e as análises de imunohistoquímica mostraram aumento significativo das áres necróticas dos tumores Renca-shRNA-NF-kB1, além da diminuição da marcação de Ki-67, um marcador de proliferação celular. Os resultados indicam que a diminuição da expressão de NF-kB1 pode suprimir a tumorigênese do CCR, induzindo apoptose tardia/necrose, podendo ser um potencial alvo terapêutico para este carcinoma.
Título em inglês
In vitro and in vivo evaluation of the impact of silence of the gene NF-kB1 in cell cycle, proliferative capability and radiosensitivity of renal adenocarcinoma
Palavras-chave em inglês
NF-kB1
proliferation
renal cell carcinoma
shRNA
Resumo em inglês
Renal cell carcinoma (RCC) is responsible for approximately 1 to 3% of human malignancies and, among urological tumors, is the most aggressive. Biological heterogeneity, drug resistance, and side effects to chemotherapy are major obstacles to effective RCC treatment. Several molecules have been correlated with the aggressive phenotype of this tumor, one of them being the transcription factor NF-kB. Studies have demonstrated the activation of NF-kB in the RCC and many have pointed to NF-kB1 (p50) as an important molecule in tumor progression and metastasis. In this study, the gene silencing technique of RNA Short hairpin RNA (shRNA) interference was used to decrease the expression of NF-kB1 in murine cells of renal cell carcinoma (Renca). It has been found that, in vitro, the decrease in NF-kB1 gene expression reduces the proliferative capacity of Renca cells and increases the rate of late apoptosis/necrosis and the number of cells in G2/M phase of the cell cycle. In addition, Western blotting analyzes revealed a significant increase in the protein expression of Cyclin B1 and Bax. Knockdown of p50 also altered clonogenic ability of cells and, together with ionizing irradiation, significantly increased renal cell fraction and decreased cell viability through the MTS assay. In vivo assays showed that cells with low expression of NF-kB1 (Renca-shRNA-NF-kB1) showed significantly less tumorigenicity than control cells and immunohistochemical analyzes showed a significant increase in necrotic areas of the Renca-shRNA-NFkB1. Moreover, decreased the Ki-67 labeling, a cell proliferation biomarker. The results indicate that the decrease in NF-kB1 expression may suppress RCC tumorigenesis, inducing late apoptosis/necrosis, and may be a potential therapeutic target for this carcinoma.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-06-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.