• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.85.2007.tde-18052012-140205
Documento
Autor
Nome completo
Simone Aquino
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Villavicencio, Anna Lucia Casañas Haasis (Presidente)
Aquino, Afonso Rodrigues de
Correa, Benedito
Rela, Paulo Roberto
Rossi, Maria Helena
Título em português
Avaliação da microbiota fúngica e presença de micotoxinas em amostras de plantas medicinais irradiadas, adquiridas no comércio varejista e atacadista
Palavras-chave em português
aflatoxinas
fungos
irradiação
plantas medicinais
Resumo em português
O presente estudo analisou os efeitos da radiação gama na sobrevivência de fungos em plantas medicinais embaladas, adquiridas do comércio atacadista e varejista, em diferentes períodos (0 e 30 dias) após o tratamento por irradiação. Cinco tipos de plantas medicinais [Peumus boldus, Cameilia sinensis, Maytenus ilicifolia, Pauilinia cupana and Cássia angustifolia), foram coletadas de diferentes municípios do Estado de São Paulo e submetidas ao tratamento por irradiação, utilizando-se uma fonte 60Co (tipo Gammacell 220), com doses de 5,0 kGy e 10 kGy e taxa de dose de 3,0 kGy/h. Amostras não irradiadas (grupo controle) foram usadas na contagem de fungos e diluições seriadas de 10-1 a 10-6 das amostras foram semeadas em duplicata e plaqueadas usando o método de cultura em superfície, em ágar Dicloran Glicerol 18% (DG18) e contadas após cinco dias a 25°C. O grupo controle revelou a presença dos gêneros Aspergilius e Penicillium, os quais são conhecidos como fungos toxigênicos e poucas amostras do grupo controle estavam dentro dos limites seguros, estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS, 1998) para plantas medicinais. Em resposta a resistência do tratamento por ionização, na dose de 5 kGy, foi obsen/ado que os gêneros Aspergilius, Piioma e Syncephalastrum foram radiorresistentes, após o processo (dia 0 e 30° dia). O tratamento por radiação gama foi efetivo na descontaminação de todas as amostras de plantas medicinais, após 30 dias, com a dose de 10 kGy e mantidas em condições de vedação. Não foram detectadas aflatoxinas nas amostras do grupo controle, ainda que estas amostras estivessem intensamente contaminadas com Aspergilius flavus.
Título em inglês
Evaluation of fungal bioburden and micotoxins presence in irradiated samples of medicinal plants purchased from wholesale and retail market
Palavras-chave em inglês
aflatoxins
aspergillus
biological radiation effects
cobalt 60
decontamination
experimental data
fungi
gamma radiation
irradiation procedures
medicinal plants
mycotoxins
radiation doses
sample preparation
toxicity
Resumo em inglês
This present study evaluated the effect of gamma radiation on the fungal survival in packed medicinal plants, purchased from wholesale and retail market, in different period (0 and 30 days) after the treatment. Five kind of medicinal plants (Peurnus boldus, Camellia sinensis, Maytenus ilicifolia, Pauilinia cupana and Cassia angustifolia), were collected from different cities of São Paulo State, and submitted to irradiation treatment using a 60Co source (type Gammacell 220) with doses of 5,0 kGy and 10 kGy and at dose rate of 3.0 kGy/h. Non-irradiated samples (control group) were used for fungal counts and serial dilutions from 10-1 to 10-6 of the samples were seeded in duplicates and plated using the surface culture method in Dichloran 18% Glycerol Agar (DG 18) and were counted after five days at 25°C. The control group revealed the presence of genera Aspergillus and Penicillium, which are known as toxigenic fungi and a few samples of control group were within the safety limits of World Health Organization (WHO, 1998) to medicinal plants. In response to resistance of ionizing treatment, in the dose of 5 kGy, it was obsen/ed that the genera Aspergillus, Phoma and Syncephalastrum were radio-resistant after the process (day 0 and 30° day). The treatment by gamma radiation was effective in decontamination of all irradiated samples of medicinal plants, after 30 days, with the dose of 10 kGy and kept of veiled conditions. It was not detected aflatoxins in samples of control group, even though these samples were heavily contaminated with Aspergillus flavus.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-05-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.