• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.85.2008.tde-09092009-182753
Documento
Autor
Nome completo
Vanessa Lameira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Morel, Maria Beatriz Bohrer (Presidente)
Pereira, Camilo Dias Seabra
Printes, Liane Biehl
Título em português
Estudos dos efeitos letais e subletais (reprodução e teratogênese) do farmáco triclosan para Daphnia similis, Ceriodaphnia dubia, Ceriodaphnia silvestrii (Cladocera, crustacea)
Palavras-chave em português
desenvolvimento embrionário
Ecotoxicologia
fármaco
teratogênese
Resumo em português
Até pouco tempo, o conhecimento da contaminação dos ecossistemas aquáticos, estava restrito a metais e agrotóxicos, sendo pouca ênfase dada a produtos farmacêuticos, que, apesar de serem encontrados em concentrações de nanogramas a microgramas, podem causar efeitos letais e induzir malformações nos organismos. Estudos ecotoxicológicos têm sido realizados para identificar os efeitos destas substâncias, contudo, os dados são insuficientes, principalmente no que se refere a efeitos subletais e de toxicidade em espécies de ambientes tropicais e subtropicais. Efeitos letais e subletais, como crescimento e reprodução, são determinados através de ensaios ecotoxicológicos agudos e crônicos, sendo as malformações dificilmente evidenciadas por estes ensaios. Diante disto, pesquisadores vêm desenvolvendo metodologias mais refinadas, como por exemplo, a exposição direta de embriões a produtos químicos em ensaios de teratogênese. Para Cladocera estes ensaios são restritos. O objetivo deste trabalho foi estudar os efeitos letais e subletais de um antimicrobiano, Triclosan, através de ensaios de ecotoxicidade com Daphnia similis, Ceriodaphnia. dubia e C. silvestrii. A fim de se estimar com maior rigor os efeitos em ambientes tropicais e subtropicais, os ensaios foram realizados com água natural como água de diluição, com e sem fotoperíodo. Também foram realizados ensaios em água Milli- Q água reconstituída, sem fotoperíodo de modo a observar a toxicidade do produto sem interferentes externos. Estágio do desenvolvimento embrionário de D. similis, C. dubia e C. silvestrii foram identificado de modo a otimizar os ensaios de teratogênese. Para o estudo da toxicidade, foram realizados ensaios de ecotoxicidade aguda com D. similis, C. dubia e C. silvestrii e ensaios crônicos com D.similis e C. silvestrii. Para a classificação dos estágios do desenvolvimento embrionário, ovos foram cultivados in vivo a temperatura de 20°C (D. similis) e 25°C (C. dubia e silvestrii), observados a cada hora, até o desenvolvimento completo do organismo. Posteriormente, as condições dos ensaios de teratogênese foram estabelecidas sendo realizados com D. similis. A CE50 48H de Triclosan para D.similis e C. silvestrii em água natural reconstituída com fotoperíodo foi de 0,23 e 0,10 mg.L-1, respectivamente, e de 0,13 mg.L-1para C. silvestrii, sem fotoperíodo. Para os ensaios com água Milli-Q reconstituída, sem fotoperíodo, os valores de CE50;48H para D. similis, C. dubia e C. silvestrii foram de 0, 22; 0,09 e 0,08 mg.L-1, respectivamente. O CEO para D. similis foi de 0,1 mg.L-1 e a o valor de IC50 relativo às malformações das neonatas nos testes crônicos foi de 0,057 mg.L-1. Para C.silvestrii o CEO foi de 0,04 mg.L-1, não sendo evidenciadas malformações nas neonatas. Sete estágios foram observados no desenvolvimento embrionário dos cladoceros com duração (horas) de 34 (±3) para C. dubia, 36(±2) para C. silvestrii e de 51 (±5) para D. similis. O valor de IC50 para malformação nos ensaios de teratogênese (exposição direta de embriões) para D. similis foi de 0,075 mg.L-1, próximo ao obtido nos ensaios crônicos
Título em inglês
STUDY OF SUBLETHAL AND LETHAL EFFECTS (REPRODUCTION AND TERATOGENISIS) OF THE PHARMACEUTICAL COMPOUND TRICLOSAN TO Daphnia similis, Ceriodaphnia dubia, and Ceriodaphnia silvestrii (CLADOCERA, CRUSTACEA)
Palavras-chave em inglês
desenvovimento embrionário
Ecotoxicologia
fármaco
teratogênese
Resumo em inglês
Until recently, the knowledge of contamination on aquatic ecosystems was restricted to metals and pesticides, with little emphasis on pharmaceuticals. Despite being found in concentrations of nanograms to micrograms per litre, these compounds can cause lethal and development defects on living organisms. Ecotoxicological studies have been performed to identify effects of these substances. However, the data available is not sufficient, especially for species in tropical and sub-tropical environments. Lethal and sublethal effects, such as growth and reproduction, are determined through acute and chronic toxicity tests, but developmental effects are hardly evaluated in these tests. Thus, researchers have been developing refined methods, such as the direct exposure of embryos to chemicals in tests of teratogenisis. These tests are restricted to Cladocera. The purpose of study was to evaluate lethal and sublethal effects of an antimicrobial compound, Triclosan (5-chloro-2[2,4-dichloro-phenol) to Daphnia similis, Ceriodaphnia dubia and C. silvestrii. Acute toxicity tests with Daphnina similis and Ceriodaphnia silvestrii were conducted with natural reconstituted water, with and without photoperiod, aiming to estimate more rigorous effects in tropical and subtropical environments. Acute toxicity tests were conducted with reconstituted water (Milli-Q) without photoperiod to observe the toxicity of Triclosan without external interferences. Embryonic stages of development in D. similis, C. dubia and C. silvestrii were identified to optimize teratogenesis tests. Acute toxicity testes were performed with D. similis, C. dubia, C. silvestrii and cronic toxicity testes with D. similis and C. silvestrii. Eggs were cultivated "in vivo" at temperature of 20°C (D. similis) and 25°C (C. dubia and C. silvestrii), and observed every hour until full development. Subsequently, the conditions of the teratogenisis tests were established and tests were performed with D. similis. The EC50,48H of Triclosan for D.similis and C. silvestrii in natural reconstituted water with photoperiod was 0.23 and 0.10 mg.L-1, respectively, and 0.13 mg.L-1 for C. silvestrii, without photoperiod. The EC50;48H values to D. similis, C. dubia and C. silvestrii for the tests with reconstituted water (Milli-Q) without photoperiod, were: 0.218, 0.088 and 0.083 mg.L-1, respectively. The CEO for D. similis was 0.1 mg.L-1 and the IC50 value (malformation) for neonates was 0.057 mg.L-1. The CEO was 0.04 mg.L-1 for C.silvestrii, not being verified malformations in neonates. Seven stages were observed in the embryonic development of cladocerans with duration (hours) of 51 (± 5) to D. similis, 34 (± 3) to C. dubia and 36 (± 2) to C. silvestrii. The IC50 value (malformation) in the teratogenesis test was 0.075 mg.L-1 to D. similis, which is close to the value obtained for chronic toxicity.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
VanessaLameira.pdf (8.06 Mbytes)
Data de Publicação
2009-09-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.