• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.86.2010.tde-26082010-200853
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Soares Domingues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Bermann, Celio (Presidente)
Luchiari, Ailton
Manfredini, Sidneide
Título em português
Avaliação da monocultura de soja como matéria-prima para a produção de biodiesel e sua relação com o desmatamento da floresta amazônica: estudo de caso na Região de São José do Xingu (MT)
Palavras-chave em português
1. Biodiesel
2. Energia
3. Soja
4. Floresta Amazônica.
5. Desmatamento
6. São José do Xingu
Resumo em português
Esta dissertação analisa a produção de biodiesel de soja no país e sua relação com o desmatamento da Floresta Amazônica. Tendo como referência o Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel PNPB, criado em 2004 no intuito de promover a inserção de biodiesel ao diesel comum, diminuindo a dependência externa do petróleo importado e agregando valor às produções do campo, verifica-se que, a matéria-prima principal de produção de biodiesel no Brasil é a soja, que vem se expandindo pelo país desde 1970. Sua cultura iniciou-se no sul do país e avançou para a região central, expandindo-se, gradativamente, ao norte do Brasil, principalmente por meio de latifúndios monocultores e controlados por grandes empresas transnacionais. A área de avanço agrícola ao norte tem substituído o bioma local: a Floresta Amazônica, o que tem preocupado entidades públicas e privadas, diante o desmatamento exagerado e perda da biodiversidade. O estado do Mato Grosso apresentou um alto crescimento de produção de grãos, principalmente de soja, e de desmatamento, nas últimas décadas. A região de São José do Xingu, localizada no norte do Mato Grosso, é interface entre o crescimento agrícola e a Floresta Amazônica, e foi escolhida como estudo de caso. Verificou-se que o desmatamento recente da Floresta na área de avanço agrícola está sendo promovido pela atividade pecuária, e os solos descampados e erodidos do pasto têm sido usados com a cultura de soja. Ou seja, a soja estabelece-se em áreas antes degradadas pelo gado e não diretamente sobre as áreas de floresta desmatada. Verificou-se, também, a potencialidade do norte do Mato Grosso para produção de biodiesel de soja para atender a demanda de um mercado regional, já que encontra-se tão distante do centro consumidor do país. Entretanto, São José do Xingu tem maiores entraves logísticos e tem sua produção de soja vinculada às empresas transnacionais localizadas na região, não tendo, a curto prazo, potencialidade para produção de biodiesel.
Título em inglês
Assessment of soybean monoculture as raw material for biodiesel production and its relation to the deforestation of the Amazon Rainforest: A case study in Sao Jose do Xingu (MT).
Palavras-chave em inglês
1.Biofuels
2.Energy
3.Soybean
4.Amazon Forest
5.Deforestation
6.São José do Xingu.
Resumo em inglês
This dissertation examines the production of soy biodiesel in the country and its relation to the deforestation of the Amazon rainforest. With reference to the National Program for Production and Use of Biodiesel PNPB (Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel), created in 2004 with the aim of promoting the integration of biodiesel into diesel fuel, reducing dependence on foreign imported oil and adding value to the field productions, it is noted that the main raw material for biodiesel production in Brazil is soy, which has been expanded across the country since the 1970s. Its culture began in the south and advanced into the central region, spreading gradually to the north of Brazil, mainly through monoculture land properties controlled by large transnational corporations. The area of agricultural expansion to the north has replaced the local biome: the Amazon rainforest; such fact has worried both the public and private, since there are excessive deforestation and biodiversity loss. In recent decades, the state of Mato Grosso showed on the one hand a high growth of grain production, especially soybeans, and on the other hand deforestation. The region of Sao Jose do Xingu, located in northern Mato Grosso, represents an interface between agricultural growth and rainforest, and as such was chosen as a case study. It has been noticed that the recent deforestation of forest in the area of agricultural expansion is being promoted by the livestock industry, and soil eroded from the open fields and pastures have been recovered with the soybean crop. That is, soy is established in areas previously degraded by livestock, and not directly on the areas of cleared forest. Furthermore, it has been verified the potential of northern Mato Grosso to produce biodiesel from soybeans to meet the demands of a regional market, since it is so far from the consumer center of the country. However, Sao Jose do Xingu has greater logistical barriers and has its soybean production linked to transnational companies located in the region. Therefore, such region does not have, in the short term, potential for biodiesel production.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
mestrado.pdf (4.51 Mbytes)
Data de Publicação
2010-09-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.