• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Daniela Miki Hatakeyama
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Azevedo, Anita Mitico Tanaka (Presidente)
Oguiura, Nancy
Rocha, Marisa Maria Teixeira da
Tashima, Alexandre Keiji
Título em português
Estudo e caracterização bioquímica e biológica do veneno de serpentes jovens e adultas da espécie Bothrops moojeni
Palavras-chave em português
Bothrops moojeni
atividade biológica
atividade bioquímica
ontogenia
variabilidade sexual
veneno
Resumo em português
O estudo dos venenos de serpentes é uma importante área da pesquisa biomédica em virtude de suas ações neurotóxicas, hemorrágicas e proteolíticas. O gênero Bothrops é considerado um dos mais importantes no Brasil pela alta incidência de acidentes ofídicos. São descritas três atividades fisiopatológicas do veneno botrópico: proteolítica, coagulante e hemorrágica. O veneno de serpentes está sujeito às variações intraespecíficas, que, por sua vez, sofrem influência de distribuição geográfica, sexo, idade (ontogenia), cativeiro, etc. Existem descrições sobre a ontogenia de alguns venenos de serpentes, porém, estudos comparativos referentes às atividades bioquímicas e biológicas de espécimes adultos e jovens de algumas espécies, como a B. moojeni, não foram completamente elucidados. Com isso, o presente estudo teve como objetivo caracterizar e comparar, bioquímica e biologicamente, a influência da ontogenia e do sexo no veneno da serpente B. moojeni. Comparando esses parâmetros, os venenos apresentaram diferenças bastante evidentes quanto à composição, e, principalmente, quanto às atividades proteolítica e coagulante. Os venenos de serpentes mais jovens são mais coagulantes, enquanto os de adultos são mais proteolíticos; já em relação ao sexo, os venenos de fêmeas se mostraram mais proteolíticos do que os de machos, que, em contrapartida, são mais coagulantes. Apesar deste contraste, a letalidade dos venenos de neonatos e de adultos não apresentou diferença estatística, mas o veneno de adultos apresentou ação mais rápida sobre os animais. Além disso, o imunorreconhecimento pelo soro antibotrópico foi bastante similar entre os venenos analisados. Estes resultados sugerem que, apesar das variações observadas, a letalidade não se altera, talvez devido ao sinergismo das proteínas, e o bom imunorreconhecimento pode indicar uma boa resposta do soro antibotrópico no tratamento dos acidentes ofidicos causados pela B. moojeni.
Título em inglês
Biochemical and biological study and characterization of the venom of juvenile and adult snakes of the species Bothrops moojeni.
Palavras-chave em inglês
Bothrops moojeni
biochemical activity
biological activity
ontogeny
sexual variability
snake venom
Resumo em inglês
The study of snake venoms is an important area of biomedical research for its neurotoxic, hemorrhagic and proteolytic effects. Bothrops is one of the most important genera in Brazil due to the high incidence of snake bites. Three physiopathological activities are described for the bothropic venom: proteolytic, procoagulant and hemorrhagic. Snake venom is susceptible to intraspecific variations that are related to geographic distribution, sex, age (ontogeny), captivity, etc. Although described for many species, studies regarding comparison of the biochemical and biological features between adult and juvenile snake venoms are not completely elucidated for some species, like B. moojeni. Thereby, the present study aimed to characterize and compare, biochemically and biologically, the influence of ontogeny and sex on the snake venom of B. moojeni. Analyzing these parameters, some differences were quite marking in the venom composition and, especially, concerning proteolytic and procoagulant activities. The venom of younger snakes are showed higher coagulant activity, while adults were more proteolytic; in relation to sex, female venoms were more proteolytic than male, which were more coagulant instead. Despite these differences, the lethality did not show statistical difference, although adult venom acted faster than neonate venom. Besides, immunorecognition of the venom by antibothropic serum was very similar among the venoms. These results suggest that lethality of the venom does not vary according to age, so it might be related to the sinergism of the proteins in it, and the immunorecognition can indicate a possible good response to the treatment with antibothropic serum of snake bites caused by B. moojeni.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2021-07-24
Data de Publicação
2019-11-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.