• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.87.2011.tde-30052012-085711
Documento
Autor
Nome completo
Gustavo Yuzo Ujikawa
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Troncone, Lanfranco Ranieri Paolo (Presidente)
Franco, Marcelo de
Rocha, Adriana Rios Lopes
Título em português
Estudo da susceptibilidade de camundongos bons ou maus respondedores para inflamação aguda a neurotoxinas empregadas em modelos de Parkinson.
Palavras-chave em português
Camundongos
Doença de Parkinson
Hidroxilase
Imunohistologia
Inflamação
Lesões em animais
Resumo em português
Estudos apontam a neuroinflamação como um dos possíveis agravantes do mal de Parkinson. Aqui investigamos a susceptibilidade de duas linhagens de camundongos selecionados quanto a suas capacidades de produzir alta (AIRmax) ou baixa (AIRmin) resposta inflamatória aguda aos agentes neurotóxicos 1-Metil-4-Fenil-1,2,3,6-Tetrahidropirimidina (MPTP) (Tratamento agudo: 4 x 20 mg/kg ou 5 x 20 mg/kg s.c. a cada 2 horas em um único dia) e rotenona (tratamento crônico: infusão s.c. contínua por bomba osmótica Alzet a 3, 6 e 12 mg/kg/dia por 28 dias ou sub-crônico: injeção i.p na dose de 3 mg/kg/dia durante 10 dias). A avaliação motora contou com Rotarod empregando paradigma de 5 minutos e rotação crescente de 5 a 50 rpm. A lesão foi quantificada por imunohistoquímica para tirosina hidroxilase em cortes de estriado e substância negra. Os resultados sugerem que ambas as linhagens AIRmax e AIRmin, são resistentes a lesão neuronal por MPTP ou rotenona. Conjecturamos que as linhagens se diferenciam quanto a resposta inflamatória periférica, mas não de origem central (neuroinflamação).
Título em inglês
Susceptibility of mice genetically selected for acute inflammatory reactions to neurotoxins used in Parkinson´s disease models.
Palavras-chave em inglês
Hydroxylase
Immunohistology
Inflammation
Lesions in animals
Mice
Parkinson's disease
Resumo em inglês
Studies suggest that neuroinflammatory processes are involved in Parkinson's disease. Here we investigated the susceptibility of two inbred strains of mice selected for their ability to produce high (AIRmax) or low (AIRmin) acute inflammatory response to neurotoxins 1-Methyl-4-phenyl-1,2,3,6-Tetrahydropyridine (MPTP) (4 x 20 mg/kg or 5 x 20 mg/kg s.c. every 2 hours in a single day) and rotenone (chronic treatment: continuous s.c. infusion of 3, 6 and 12 mg/kg/day by Alzet osmotic pump for 28 days or sub-chronic treatment: i.p. injection at a dose of 3 mg/kg/day for 10 days). The animals were evaluated by rotarod apparatus in sessions of 5 minutes and constantly increasing speed from 5 to 50 rpm. The lesion was quantified by tyrosine hydroxylase immunohistochemistry in sections of striatum and substantia nigra. The results suggest that both strains AIRmax and AIRmin are resistant to neuronal damage by MPTP or rotenone. We conjecture that the strains differ concerning the peripheral inflammatory response, but not in neuroinflammatory mechanisms.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-07-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.